O Museu de Ecologia Fritz Müller: tessituras para educação científica e a pesquisa

Mayara Lídia Cordeiro, Daniela Tomio

Resumo


A produção científica sobre os museus vem, com o passar dos anos, ampliando-se ao evidenciar as contribuições destes espaços em nossa sociedade para Educação Científica não formal. Com base nisso, objetivou-se caracterizar o perfil educativo do Museu de Ecologia Fritz Müller (MEFM) a fim de constituir indicadores do seu potencial em pesquisa e educação científica. Para isso, realizaram-se dois percursos metodológicos, uma pesquisa bibliográfica para identificar na produção científica brasileira pesquisas cujo objeto de estudo é o MEFM e uma pesquisa de campo, com a coleta de informações no contexto do Museu a fim de inventariar as atividades desenvolvidas. Por todas as características identificadas e a sistematização de seus potenciais, defende-se a utilização do MEFM como um ambiente de aprendizagem de educação científica para seus visitantes e estudantes de diferentes níveis e modalidades de ensino; para a formação inicial e continuada de professores; para pesquisa científica e capacitação de profissionais da ciência.


Palavras-chave


Museu de Ecologia Fritz Müller; Educação científica não formal; Pesquisa científica

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1982-5153.2017v10n1p169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.