Strigiformes e Caprimulgiformes em Santa Catarina, sul do Brasil: Registros relevantes e novas localidades

Autores

  • Evair Legal EMBRAPA
  • Tiago João Cadorin EMBRAPA
  • Glauco Ubiratan Kohler EMBRAPA

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n4p125

Palavras-chave:

Aves noturnas, Caprimulgiformes, Distribuição, Santa Catarina, Strigiformes

Resumo

Com as crescentes pesquisas ornitológicas em Santa Catarina, muitas localidades já possuem satisfatório conhecimento sobre sua avifauna, porém, alguns táxons ainda são subamostrados na maioria desses estudos avifaunísticos. Tal subamostragem de certos grupos de aves, como as noturnas (Strigiformes e Caprimulgiformes), pode prejudicar a avaliação do status de ocorrência e situação populacional dessas espécies. Neste sentido, apresentamos registros de sete espécies de Strigiformes (Megascops sanctaecatarinae, Pulsatrix koeniswaldiana, Strix hylophila, S. virgata, Glaucidium minutissimum, G. brasilianum e Asio stygius) e seis de Caprimulgiformes (Nyctibius griseus, Podager nacunda, Nyctidromus albicollis, Caprimulgus sericocaudatus, C. longirostris e Macropsalis forcipata) observados recentemente em nossos estudos, sendo que todas as espécies aqui apresentadas foram registradas em ao menos uma localidade inédita para Santa Catarina.

Biografia do Autor

Evair Legal, EMBRAPA


Laboratório de Ecologia e Ornitologia, Instituto de Pesquisas Ambientais
Universidade Regional de Blumenau – FURB
Rua Antônio da Veiga, 140, CEP 89012-900, Blumenau – SC, Brasil

Tiago João Cadorin, EMBRAPA

Laboratório de Ecologia e Ornitologia, Instituto de Pesquisas Ambientais
Universidade Regional de Blumenau – FURB
Rua Antônio da Veiga, 140, CEP 89012-900, Blumenau – SC, Brasil

Glauco Ubiratan Kohler, EMBRAPA

Laboratório de Ecologia e Ornitologia, Instituto de Pesquisas Ambientais
Universidade Regional de Blumenau – FURB
Rua Antônio da Veiga, 140, CEP 89012-900, Blumenau – SC, Brasil

Downloads

Publicado

2009-06-03

Edição

Seção

Artigos