Diferentes composições com substratos orgânicos na produção de mudas de Eugenia uniflora L.

Autores

  • Licielo Romero Vieira Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel.
  • Pâmela Luiza Torres de Souza Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel
  • Alexandra Augusti Boligon Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel
  • Silvane Vestena Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p43

Palavras-chave:

Casca de arroz, Fibra de casca de coco, Pitangueira, Plantmax®

Resumo

A utilização de substratos formulados com resíduos da agroindústria, tais como a fibra de coco, a serragem e a casca de arroz carbonizada, é uma das alternativas sustentáveis visando a diminuir os custos de produção de mudas de espécies vegetais. Este estudo teve por objetivo avaliar a utilização de diferentes substratos na obtenção de mudas de Eugenia uniflora L. de alta qualidade. O experimento foi conduzido na Universidade Federal do Pampa (Unipampa) – Campus São Gabriel-RS, com semeadura diretamente em tubetes de polipropileno de 200 cm3, testando diferentes substratos (50% de substrato comercial Plantmax® + 50% de casca de arroz; substrato comercial Plantmax®; 50% de substrato comercial Plantmax® + 50% de fibra de casca de coco; e 50% de substrato comercial Plantmax® + 50% de serragem). A cada três dias foram avaliados o número de plântulas emergidas e, após 180 dias, as seguintes características morfológicas foram analisadas: altura da parte aérea, diâmetro do coleto, número de folhas, massa fresca radicular e total, massa seca da parte aérea, radicular e total e o índice de qualidade de Dickson. Os resultados indicam que todos os substratos foram adequados à emergência de Eugenia uniflora, mas aquele com 50% de substrato comercial Plantmax® + 50% de serragem proporcionou um atraso na emergência dessa Myrtaceae; além disso, os substratos com 50% de substrato comercial Plantmax® + 50% casca de arroz e 50% substrato comercial Plantmax® + 50% fibra de casca de coco mostraram-se satisfatórios para o crescimento de mudas de Eugenia uniflora.

Biografia do Autor

Licielo Romero Vieira, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel.

Acadêmico do Curso de Bacharelado em Gestão Ambiental na Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel.

Pâmela Luiza Torres de Souza, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel

Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel

Alexandra Augusti Boligon, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel

Engenheira Agrônoma e Engenheira Florestal pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Mestre e Doutora em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e atualmente  é professora na Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel

Silvane Vestena, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus São Gabriel

Bióloga Licenciada pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Mestre em Botânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Doutora em Fisiologia Vegetal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV e atualmente professora adjunto I pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA.

Downloads

Publicado

2015-05-13

Edição

Seção

Artigos