Apreliminarary survey of Chironomidae adults (Insecta: Diptera) in a Heterogeneous landscape of Jaraguá State Park, São Paulo, Brasil

Autores

  • Fabio de Oliveira Roque Laboratorio de Entomologia Aquatica, Depto de Hidrobiologia. Universidade Federal de são Paulo (UFSCar).SP. Brasil CEP 13565905. Cx. Postal 676
  • Susana Triviane-Strixino Laboratorio de Entomologia Aquatica, Depto de Hidrobiologia. Universidade Federal de são Paulo (UFSCar).SP. Brasil CEP 13565905. Cx. Postal 676
  • Magda Viviane Yamada Laboratorio de Entomologia. Depto de Ecologia e Biologia Evolotiva. UFSCar
  • Angélica Maria Penteado-Dias Laboratorio de Entomologia. Depto de Ecologia e Biologia Evolotiva. UFSCar

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Chironomidae, Díptera, Mata Atlântica, Ecologia da Paisagem

Resumo

A distribuição dos adultos  de Chironomidae foi estudada utilizando armadilhas  Malaise em cinco diferentes pontos no parque Estadual do Jaraguá : A – mata riparia. B – mata na área do sopé do Parque próxima a uma lagoa. C  - mata próxima a área abertas e distante de um córrego em baixa altitude . D – estreita faixa de mata circundada por campos na área mais alta do parque e. E  – área aberta circundada   por mata. Este estudo aponta para diferente na riqueza e abundancia  dos adultos de Chironomidae nos diferentes usos do solo.

Biografia do Autor

Fabio de Oliveira Roque, Laboratorio de Entomologia Aquatica, Depto de Hidrobiologia. Universidade Federal de são Paulo (UFSCar).SP. Brasil CEP 13565905. Cx. Postal 676

Fabio de Oliveira Roque Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos (1997), mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2000), doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2005) e pós-doutorado na FFCLRP-USP. Atualmente é professor adjunto na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de biodiversidade e conservação, atuando principalmente nos seguintes temas: biologia da conservação, biomonitoramento e insetos aquáticos. É coordenador executivo do Programa Biota-MS e editor associado das revistas Biota Neotropica e Check List. Certificado pelo autor em 18/11/11Fabio de Oliveira Roque Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos (1997), mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2000), doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2005) e pós-doutorado na FFCLRP-USP. Atualmente é professor adjunto na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de biodiversidade e conservação, atuando principalmente nos seguintes temas: biologia da conservação, biomonitoramento e insetos aquáticos. É coordenador executivo do Programa Biota-MS e editor associado das revistas Biota Neotropica e Check List. Certificado pelo autor em 18/11/11

Susana Triviane-Strixino, Laboratorio de Entomologia Aquatica, Depto de Hidrobiologia. Universidade Federal de são Paulo (UFSCar).SP. Brasil CEP 13565905. Cx. Postal 676

Laboratorio de Entomologia Aquatica, Depto de Hidrobiologia. Universidade Federal de são Paulo (UFSCar).SP. Brasil CEP 13565905. Cx. Postal 676

Magda Viviane Yamada, Laboratorio de Entomologia. Depto de Ecologia e Biologia Evolotiva. UFSCar

Magda Viviane Yamada  possui graduação (licenciatura e bacharelado) em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos (1998), mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2001), doutorado em Ciências pela Universidade Federal de São Carlos (2006) e pós-doutorado em Zoologia pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (2006-2008). De 2006 a 2008 foi professora (horista) do Centro Universitário Central Paulista, ministrando a disciplina Zoologia dos Invertebrados I e II. Tem experiência na área de Ecologia e Entomologia, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemática e ecologia de Hymenoptera Parasitóides, especialmente em unidades de conservação. Certificado pelo autor em 04/11/11

Angélica Maria Penteado-Dias, Laboratorio de Entomologia. Depto de Ecologia e Biologia Evolotiva. UFSCar

Angelica Maria Penteado Martins Dias  Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1B Possui graduação em Licenciatura Em História Natural pela Faculdade de Filosofia , Ciências e Letras de Rio Claro hoje, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1972), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade de São Paulo (1976) e doutorado em Ciências (Zoologia) pela Universidade de São Paulo (1981). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Taxonomia dos Grupos Recentes, atuando principalmente nos seguintes temas: Hymenoptera, Braconidae, parasitóides, Ichneumonidae e taxonomia. Coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Hymenoptera Parasitóides da Região Sudeste do Brasil (HYMPAR/SUDESTE). Certificado pelo autor em 22/11/11

Downloads

Publicado

2003-01-01

Edição

Seção

Artigos