A Indexação e a Arquivística: aproximações iniciais no universo teórico da organização e representação do conhecimento

Thiago Henrique Bragato Barros

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2016v21n46p33

A Arquivística tem passado por uma série de mudanças teórico-conceituais nas últimas duas décadas, essas modificações ocorreram devido em grande parte ao uso e produção de documentos em meios digitais e no modo de usar e buscar conteúdos informacionais. Neste sentido, práticas de indexação podem contribuir e facilitar o acesso às informações orgânicas. Trabalha-se com a representação arquivística como uma base para abordagem de duas funções arquivísticas: a classificação e a descrição. Compreendendo-as como parte de um processo de representação no ambiente de arquivos discuti-se o percurso histórico destas funções a fim de aproximá-las da representação e finalmente, da indexação. Este esforço visa contribuir conceitualmente para a organização e representação de conhecimento em ambiente de arquivo. Chegou-se a delimitação de pontos de contato entre a indexação e a Arquivística como esse processo difere-se daquele que ocorre no âmbito de outras instituições documentais, na medida em que o contexto é a partícula básica para a organização de arquivos. Concluiu-se que a indexação pode sim auxiliar metodologicamente a Arquivística na construção dos descritores e planos de classificação.


Palavras-chave


Classificação; Descrição; Representação Arquivística; Indexação; Organização do Conhecimento

Texto completo:

PDF-A

Referências


BARROS, T. H. B. A representação da informação Arquivística: uma Análise do discurso teórico e institucional a partir dos contextos Espanhol, Canadense e Brasileiro.. 222 f. (Tese de Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, SP, Brasil, 2014

BARROS, T. H. B.; MORAES, J. B. E. Arquivística, História e Ciência da Informação: diálogos e duelos. In: CETAC.MEDIA e Universidad de León. (Org.). Globalização, Ciência e Informação. 1ed.Porto: Editora da Universidade do Porto, 1 ,2013 p. 168-180.

BARROS, T. H. B., TOGNOLI, N.T. Os processos de representação do conhecimento arquivístico: elementos históricos e conceituais da classificação e descrição In:GUIMARÃES, José Augusto Chaves; DODEBEI, Vera. Organização do Conhecimento e Diversidade Cultural. Marília: Fundepe, 2015, v. 3, p.94-99.

CHAUMIER, J. Indexação: conceito, etapas, instrumentos. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 21, n. 1/2 , p. 63-79, 1988.

CRUZ MUNDET, J. M. Archivística: gestión de documentos y administración de archivos. Madrid: Alianza Editorial S.A., 2012.

CRUZ MUNDET, J. M. Manual de archivística. Madrid: Fundación Germán Sánchez Ruipérez, 2001.

CRUZ MUNDET, J. M. Princípios, términos y conceptos fundamentales. In: MUNDET, J. R. C. Administración de documentos y Archivos: Textos Fundamentales. Madrid: Guillomía Comunicación Gráfica C. B. Cap. 1, 2011, p.15-35.

DAY, R. The modern invenction of information: discourse, history and power Carbondale: Southern Illinois University, 2001.

DUCHEIN, M. Theoretical principles and practical problems of respect des fonds in Archival Science. Archivaria, n. 16, p. 64-82, 1983.

DURANTI, L. Origin and development of the concept of Archival Description. Archivaria, n. 35, p. 47-54, 1993.

EASTWOOD. T. Putting the parts of the whole together: systematic arrangement of archives. Archivaria, n. 50, p. 93-116, 2000.

FUJITA, M. S. L. A identificação de conceitos no processo de análise de assunto para indexação. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 1, n. 1, p. 60-90, 2003.

FUJITA, M. S. L.; RUBI, M. Elementos de política de indexação em manuais de indexação de sistemas de informação especializados. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 8, n. 1, p. 66-77, 2003.

FUJITA, M. S. L. et al. A indexação de livros: a percepção de catalogadores e usuários de bibliotecas universitárias. Um estudo de observação do contexto sociocognitivo com protocolos verbais. UNESP, 2009.

GUIMARÃES, J. A. C. A análise documentária no âmbito do tratamento da informação: elementos históricos e conceituais. In: RODRIGUES, G. M.; LOPES, I. L. (Orgs.). Organização e representação do conhecimento na perspectiva da Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2003 p. 100-117.

HEREDIA HERRERA, A. Manual de instrumentos de descripción documental. Sevilla: Diputación Provincial, 1982.

HEREDIA HERRERA, A. Archivística general: teoría y práctica. 7.ed. Sevilla: Servicio de Publicaciones de la Diputación de Sevilla, 1995.

HEREDIA HERRERA, A. Archivos y archiveros entre la Guerra Civil y la España de las Autonomias. In: GENERELO, J. J.; LÓPEZ, A. M. Historia de los Archivos e de la Archivistica en España. Valladolid: Ed. Universidad de Vallavolid. Cap. 7 , 1998 p. 175-189.

HJØRLAND, B. What is Knowledge Organization (KO)?. Knowledge Organization. v.35 n. 2, p. 86-102, 2008.

JENKINSON, H. A manual of archive administration: including the problems of war archives and archive making. Oxford: The Clarendon Press, 1922.

RODRIGUES, G. M. A representação da informação em arquivística: uma abordagem a partir da perspectiva da norma internacional de descrição arquivística. In: RODRIGUES, G. M.; LOPES, I. L. (Orgs.). Organização e representação do conhecimento na perspectiva da Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2 , 2003 p.210-230.

SABOURIN, P. Constructing a funcional-bases recrods classification system: business activity sctructure classification system. Archivaria, n. 51, p. 137-154, 2001.

SHEPHERD, E.; YEO, G. Managing records: a handbook of principles and practice. London: Facet, 2003.

YAKEL, E. Archival Representation. Archival Science, n. 3, p. 31-25, 2003.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2016v21n46p33



Direitos autorais 2016 Thiago Henrique Bragato Barros

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)