https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/issue/feed Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação 2021-06-15T14:23:24+00:00 Equipe Editorial encontrosbibli@contato.ufsc.br Open Journal Systems <p align="justify"><strong>Encontros Bibli</strong>: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação é uma publicação periódica do <a href="http://pgcin.paginas.ufsc.br/">Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação</a> da <a href="https://ufsc.br/">Universidade Federal de Santa Catarina</a> (Brasil) .</p> <p><strong>Qualis A2</strong> Comunicação e Informação.</p> <p><strong>Indexada</strong> em <a href="https://mjl.clarivate.com/search-results?issn=1518-2924&amp;hide_exact_match_fl=true&amp;utm_source=mjl&amp;utm_medium=share-by-link&amp;utm_campaign=journal-profile-share-this-journal">ESCI</a> (Web of Science / Clarivate Analytics), <a href="https://www.scopus.com/sourceid/21101039156">Scopus</a>, <a href="https://www.redalyc.org/revista.oa?id=147">Redalyc</a>, <a href="https://www.doaj.org/toc/1518-2924?source=%7B%22query%22%3A%7B%22filtered%22%3A%7B%22filter%22%3A%7B%22bool%22%3A%7B%22must%22%3A%5B%7B%22terms%22%3A%7B%22index.issn.exact%22%3A%5B%221518-2924%22%5D%7D%7D%2C%7B%22term%22%3A%7B%22_type%22%3A%22article%22%7D%7D%5D%7D%7D%2C%22query%22%3A%7B%22match_all%22%3A%7B%7D%7D%7D%7D%2C%22size%22%3A100%2C%22_source%22%3A%7B%7D%7D">DOAJ</a> e <a href="https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=12907">Latindex</a>, entre <a href="https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/about">outros</a>. </p> https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79506 Revisão por pares aberta: uma análise dos periódicos científicos indexados no Directory of Open Access Journals 2021-05-25T18:45:24+00:00 Francisca Clotilde de Andrade Maia clotildeandrade2009@hotmail.com Maria Giovanna Guedes Farias mgiovannaguedes@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> A revisão por pares aberta é um dos modelos de avaliação vem sendo discutido na literatura científica, por estar em consonância com os princípios da ciência aberta. Diante disso, este estudo objetiva identificar o modelo de revisão adotado pelos periódicos científicos indexados no filtro <em>open peer review</em> do Directory of Open Access Journals (DOAJ), a fim de analisar se essas revistas contemplam as setes características apontadas por Ross-Hellauer (2017a).</p> <p><strong>Método:</strong> Baseou-se na abordagem quanti-qualitativa, com uso do método exploratório e das técnicas de coleta de dados: pesquisa documental e entrevista não-estruturada. No DOAJ procedeu-se com o download de metadados e visitas aos websites de cada periódico a ser analisado. Já a entrevista não-estruturada foi efetivada por e-mail e mídia social dos editores. Para a análise dos dados adotou-se a análise de conteúdo, com o estabelecimento de categorias.</p> <p><strong>Resultados:</strong> Apontam que a maior parte da amostra dos periódicos é oriunda do Reino Unido, está sob responsabilidade da editora <em>BioMed Central (BMC),</em> publicam em inglês, cobram o pagamento de taxa <em>Article Processing Charges (APC)</em> e cobrem a área Ciências da Saúde. As características identidades abertas e pareceres abertos são as mais adotadas pelos periódicos científicos da amostra. Além disso, de acordo com os editores, as revisões abertas são mais justas e atuam como um tutorial de ensino sobre como realizar um parecer científico. Os resultados demonstram ainda que a revisão aberta impacta na qualidade do manuscrito, resulta em avaliações melhores, mais construtivas, menos negativas e atua como uma alternativa para valorizar o trabalho voluntário dos avaliadores.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> Conclui-se que o modelo de revisão aberta mostra-se ser uma alternativa viável e que, com base nos resultados, pode-se considerá-lo como um modelo eficaz e que proporciona diversas contribuições para o processo de revisão por pares, em especial, para torná-lo mais transparente e justo.</p> <p> </p> 2021-08-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Francisca Clotilde de Andrade Maia, Maria Giovanna Guedes Farias https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79382 As necessidades informacionais e a competência em informação dos pais de surdos 2021-02-17T19:26:12+00:00 Ana Paula Pereira appuel@yahoo.com.br Adriana Rosecler Alcará adrianaalcara@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Apresentar as necessidades informacionais dos pais de surdos na perspectiva da competência em informação.</p> <p><strong>Método</strong>: Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagem qualiquantitativa, realizado a partir de uma pesquisa de campo. O ambiente de pesquisa foi constituído por duas instituições especializadas na área da surdez do norte do Paraná, tendo como população alvo pais cujos filhos surdos estudam nestas instituições. Para coleta de dados utilizou um questionário, com questões fechadas e abertas.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Entre os resultados identificou que as principais necessidades informacionais dos pais de surdos se referem à informação para saúde e tratamentos, para educação e escolha de escolas, assim como para conhecer os direitos dos surdos, sobre a Língua de Sinais e para ensinar o filho surdo.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: Conclui que os pais precisam aprender continuamente sobre a surdez e para tal a competência em informação pode contribuir de modo que saibam reconhecer e sanar suas necessidades, e assim auxiliar os filhos surdos.</p> 2021-03-19T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ana Paula Pereira, Adriana Rosecler Alcará https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/78697 Transparência e acesso à informação: uma análise da demanda por informações fiscais na Receita Federal do Brasil 2021-04-14T21:25:18+00:00 Maira Cristina Grigoleto magrigo@hotmail.com Janyluce Rezende Gama janylucegama@gmail.com Juliano Rezende Gama julianojrg@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Os dispositivos legais que versam sobre o acesso à informação no Brasil materializam as obrigações dos órgãos da administração pública de fornecerem informações de interesse dos cidadãos, devendo dispor de mecanismos eficazes e eficientes de transparência. Em consideração a essas premissas, o presente artigo visa a analisar, por meio das demandas de acesso à informação direcionadas à Secretaria da Receita Federal do Brasil, entre 2014 e 2019, como os instrumentos de transparência ativa, disponíveis no site do órgão, podem estar ligados ao quantitativo de pedidos de informação.</p> <p><strong>Método</strong>: Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa, caracterizada quanto aos objetivos como exploratória e, em relação aos procedimentos, como bibliográfica e documental.</p> <p><strong>Resultado:</strong> Os resultados demonstram uma queda na quantidade de solicitações de informações à Secretaria da Receita Federal do Brasil por parte dos cidadãos e das empresas nos últimos dois anos, que podem estar relacionadas com as alterações nos instrumentos de transparência ativa. </p> <p><strong>Conclusões:</strong> Conclui-se que as melhorias nos ambientes de informação, que propiciaram 95% dos atendimentos de forma virtual no ano de 2019, e a ampliação dos mecanismos de gestão da informação e transparência ativa, como a utilização de pesquisa de satisfação, a publicação do inteiro teor das soluções de consulta, do quadro societário e de administradores no cadastro das pessoas jurídicas e dos dados do cadastro de imóveis rurais, podem ter contribuído para a redução na demanda por pedidos de informação na Receita Federal do Brasil.</p> 2021-08-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Maira Cristina Grigoleto, Janyluce Rezende Gama, Juliano Rezende Gama https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/75448 Transição, plasticidade de fronteiras e identidade científica: presença e fluidez conceitual de um campo disciplinar em expansão 2021-03-15T13:10:49+00:00 Willian Lima Melo willianmelo23@gmail.com Leilah Santiago Bufrem santiagobufrem@gmail.com Anna Elizabeth Galvão Coutinho Correia aegcc3@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Ressaltando a identidade primária dos agentes inscritos no campo disciplinar da Ciência da Informação (CI), o estudo investiga a participação e movimentos transitórios de bolsistas de produtividade em CI, participantes da modalidade PQ, entre 2001 e 2017, em grupos de pesquisa registrados no Diretório de Pesquisa do CNPq.</p> <p><strong>Método</strong>: A pesquisa pauta a busca exploratória de informações concernentes ao objeto de estudo, visando, com isso, compreender elementos relacionados ou consequentes a ele. A dialética materialista auxilia na percepção sociológica do objeto de estudo proposto e no desvelamento dos movimentos envolvidos a ele. Para a análise da presença e dos movimentos transitórios, investiga: 83 bolsistas PQ; 133 grupos de pesquisas registrados no Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil; 233 linhas de pesquisa; 5 grandes áreas do conhecimento e 16 áreas do conhecimento. Em relação às 233 linhas de pesquisa, realiza um tratamento conceitual no intuito de apreender as temáticas de investigação realizadas nesses grupos e linhas de pesquisa.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Percebe movimentações de transitoriedade dentro da mesma grande área do conhecimento (endógena) e em outras grandes áreas (exógena). Verifica movimentações exógenos em 14 dos 83 bolsistas PQ em Ciência da Informação nas seguintes Grandes Áreas do Conhecimento: Ciências da Saúde; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Humanas; Linguísticas, Letras e Artes. Afere movimentos transitórios endógenos em 13 dos 83 bolsistas PQ selecionados para o estudo nas áreas de Administração, Comunicação, Economia, Museologia, Planejamento Urbano e Regional, e Serviço Social. O léxico conceitual da CI foi verificado e percebido nos registros dos dois movimentos analisados.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: A presença e a movimentação transitória configuram-se como um sistema de trocas simbólicas, promotor de expansões dos campos disciplinares envolvidos. Os bolsistas PQ em CI mantêm pulsante esse regime. São pesquisadores sensíveis e insistentes na busca, adaptação e promoção de novos conhecimentos. </p> 2021-04-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Willian Lima Melo, Leilah Santiago Bufrem, Anna Elizabeth Galvão Coutinho Correia https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/78180 Resiliência informacional e microcefalia: práticas digitais de busca por informação 2021-03-15T12:52:40+00:00 Paullini Mariele da Silva Rocha paullinirocha@hotmail.com Fellipe Sá Brasileiro fellipesa@hotmail.com Daniella Alves de Melo dame_18@hotmail.com Edvaldo Carvalho Alves edvcalvesjp@hotmail.com Ana Margarida Pisco Almeida marga@ua.pt <p><strong>Objetivo:</strong> Em momentos de transição, como mudanças inesperadas ou eventos estressantes, os sujeitos tendem a <br />buscar bases informacionais que diminuam seu estado de incerteza e contribuam com a tomada de decisão informada. <br />Uma das formas de transpor as dificuldades impostas por um novo ambiente informacional complexo é o <br />desenvolvimento da resiliência informacional, construída a partir das práticas de letramento dos sujeitos. Esse trabalho, <br />então, tem como objetivo compreender o processo de busca por informações no ambiente digital e sua relação com a <br />resiliência informacional, no contexto do surto de microcefalia vivenciado no Brasil em 2015.</p> <p><strong>Método:</strong> Pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa. Realizada por meio de entrevistas semiestruturadas com sete <br />mulheres – com filhos diagnosticados com microcefalia causada por Zika vírus – residentes na região Nordeste do <br />Brasil. Dados analisados com base na análise temática de conteúdo.</p> <p><strong>Resultado:</strong> O acesso à informação no ambiente digital não foi homogêneo, algumas mulheres preferiram priorizar as<br />informações advindas dos profissionais de saúde. Àquelas que permaneceram acessando o ambiente digital,<br />experimentaram tanto experiências positivas quanto negativas relacionadas à informação. A desinformação se <br />apresentou como a principal barreira de acesso à informação no ambiente digital.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> As limitações quanto à busca informacional no ambiente digital foram enfrentadas a partir da articulação <br />entre as fontes digitais situacionais e as não digitais. Os espaços de saúde e seus profissionais agiram como curadores <br />das informações encontradas no ambiente digital, oferecendo confiança e credibilidade. Além disso, a colaboração entre <br />as mulheres proporcionou o aprendizado mútuo que favoreceu o processo de resiliência informacional.</p> 2021-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Paullini Mariele da Silva Rocha, Fellipe Sá Brasileiro, Daniella Alves de Melo, Edvaldo Carvalho Alves, Ana Margarida Pisco Almeida https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79913 A tatuagem em pele humana como documento e elemento biométrico para identificação humana 2021-06-15T14:23:24+00:00 Patrícia Reis patriciarsales@gmail.com Eudaldo Francisco Santos Fillho eudaldofilho@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Demonstrar que o conceito de documento assume contextos e configurações diversas encetando para a possibilidade de um elemento biométrico.</p> <p><strong>Método:</strong> Abordagem qualitativa e fundamentação dentro de uma concepção teórica a partir dos estudos de Paul Otlet, Suzanne Briet e Jean Meyriat. Por existir uma conexão lógica nas teorias defendidas e consolidadas pelos autores supracitados, a análise bibliográfica se fez necessária para a compreensão da obra e do que já foi estudado.</p> <p><strong>Resultado:</strong> Evidencia que a discussão teórica apresentada corrobora para a definição da tatuagem como documento, passível de novas abordagens, ordenamento científico e ideológico. Desperta para o estabelecimento lógico na sua classificação e ordenação enquanto parametrização e taxonomia da tatuagem como documento.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> Por ser a biometria um elemento de identificação humana, é preciso avançar no seu estudo para validar a pele enquanto suporte de informação. Torna-se concreto avançar nos estudos a fim de conceber um sistema de informação em que a sua arquitetura contemple os dados da tatuagem, visando sua organização e recuperação para facilitar a identificação humana. Conclui ser um estudo embrionário em que áreas díspares dialogam a fim de serem complementadas e aperfeiçoadas.</p> 2021-08-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Patrícia Reis, Eudaldo Francisco Santos Fillho https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79427 Classificação facetada: proposta de categorias fundamentais para organizar teses e dissertações em uma biblioteca digital 2021-03-20T19:44:02+00:00 Clayton Martins Pereira clayton.martins@unesp.br Walter Moreira walter.moreira@unesp.br José Eduardo Santarem Segundo santarem@usp.br <p><strong>Objetivo:</strong> Este trabalho apresenta uma proposta de categorias fundamentais, com base nos trabalhos de Ranganathan e do <em>Classification Research Group</em>, a serem utilizadas para a construção de uma interface de navegação facetada para uma biblioteca digital de teses e dissertações.</p> <p><strong>Método:</strong> Foi realizada uma pesquisa de natureza aplicada, de abordagem qualitativa e do tipo exploratória, que emprega como métodos a revisão de literatura, a pesquisa documental e uma análise de domínio combinando as abordagens estudo bibliométrico e estudo terminológico.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Com base na análise de domínio realizada, bem como no referencial teórico consultado, foram criadas as seguintes categorias fundamentais: <em>Thing, Kind, Process, Operation, Product, By-product, Space</em> e <em>Time</em>.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> As categorias fundamentais propostas neste trabalho podem contribuir significativamente para a construção de um mecanismo de busca facetada para a recuperação de teses e dissertações em uma biblioteca digital. Espera-se, com isso, eliminar as dificuldades atualmente encontradas pelos usuários ao utilizarem um campo de busca textual.</p> 2021-04-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Clayton Martins Pereira, Walter Moreira, Eduardo Santarem https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79323 Bens imateriais em processo de instrução para registro no Iphan 2021-03-20T20:10:31+00:00 Daniela Eugênia Moura de Albuquerque danielaeugenia@outlook.com Danúbia Mendes Souza Menezes danubiamenezes2009@gmail.com Murilo Artur Araújo da Silveira muriloas@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar as tensões sociais mais evidentes relacionadas a salvaguarda de cinco bens imateriais em processo de Instrução do Registro localizados na região Nordeste do Brasil de 2005 a 2015.</p> <p><strong>Método:</strong> Utiliza os métodos de pesquisa exploratória segundo os objetivos, documental conforme os procedimentos e a técnica de análise documental para descrição das propostas submetidas e caracterização destas enquanto patrimônio cultural imaterial da Região Nordeste.</p> <p><strong>Resultado:</strong> A partir dos dados analisados, as tensões sociais mais expressivas desdobraram-se acerca dos valores da representatividade, do reconhecimento, da intervenção da comunidade sem um auxílio de uma instituição governamental e de diretrizes jurídicas.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> O patrimônio cultural imaterial é composto por um conjunto de práticas e atividades intangíveis que são passíveis de serem recriadas e adaptadas por um grupo social ao longo das gerações. Para garantir a preservação dos bens imateriais, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional dispõe de um processo jurídico-administrativo e social denominado de Instrução do Registro, na qual se operacionaliza a inscrição do bem em um dos livros do Patrimônio Imaterial. Os cinco bens em processo de instrução para registro estudados, são de uma importância inerente para a memória, na formação de identidades, relações sociais, herança coletiva e continuidade histórica.</p> 2021-04-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Daniela Eugênia Moura de Albuquerque, Danúbia Mendes Souza Menezes, Murilo Artur Araújo da Silveira https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/78692 Convergências entre a Curadoria Digital e o Design da Informação no contexto pós custodial da Ciência da Informação 2021-03-02T00:00:33+00:00 Maria Jorente mj.jorente@unesp.br Laís Landim laisalpi@gmail.com Simão Apocalypse simao.apocalypse@unesp.br <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar as aproximações entre a Curadoria Digital (CD) e o Design da Informação (DI) no contexto da Ciência da Informação (CI) e pontuar as contribuições dessas convergências para a eficiência e a eficácia da curadoria da informação em ambientes Web.</p> <p><strong>Metodologia: </strong>A metodologia empregada é de caráter teórico-exploratório e de abordagem qualitativa, a partir do levantamento bibliográfico e da sistematização dos dados recuperados. Assim, foram resgatados os principais conceitos da CD e do DI enquanto disciplinas no contexto da CI. Por fim, as convergências das disciplinas no contexto da CI enquanto área de estudos interdisciplinar foram apresentadas e discutidas.</p> <p><strong>Resultados: </strong>A curadoria da informação digital conforme critérios da CD fornece subsídios para aprimorar os processos de cada etapa do seu ciclo de vida. O DI e suas dimensões, por sua vez, subsidia o planejamento e a elaboração de ambientes digitais com foco na melhoria da eficiência e da eficácia da informação comunicada. Em âmbito teórico-prático, as convergências entre as ações da CD e as dimensões do DI oportunizam a sua complementação multidirecional.</p> <p><strong>Considerações: </strong>Ficaram demonstradas as convergências entre a CD e o DI a partir da combinação de elementos presentes em subgrupos de ações da CD com elementos presentes na sistematização do DI em dimensões. Foram evidenciados pontos em comum entre as duas disciplinas que indicam a necessidade da convergência de seus recursos na busca por soluções a problemas envolvidos na curadoria da informação digital. Confirma-se a hipótese de que as duas disciplinas convergem no contexto da CI e potencializam a solução de problemas informacionais complexos nesse contexto.</p> 2021-04-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Maria Jorente, Laís Landim , Simão Apocalypse https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/78364 Por uma promoção democrática e dialógica da leitura 2021-04-01T12:35:43+00:00 Hélio Márcio Pajeú heliopajeu@gmail.com Wérleson Alexandre de Lima Santos werleson_ale@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> O artigo tem como intuito traçar uma discussão teórica sobre os caminhos e ideais necessários para uma democratização dialógica da leitura e para sua promoção enquanto um direito humano. </p> <p><strong>Método:</strong> As reflexões são tecidas em diálogo com textos de autores que tratam da leitura como ato social, ideológico e político, por meio de uma revisão bibliográfica.</p> <p><strong>Resultado:</strong> É visto como as condições sociais colaboram para o desenvolvimento das práticas de leitura, sua concepção dentro de um orbe ideológico, bem como seu poder político como ferramenta de conscientização social e como instrumento de ameaça a manutenção hegemônica do poder.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> É necessária uma defesa a promoção da leitura arquitetada na dialogia, como fundamento de constituição da cidadania e fortalecimento da democracia. Isso apresenta-se como dever de todo profissional mediador de cultura e informação, como forma de garantir a plenitude do exercício de direitos pelo povo.</p> 2021-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Hélio Márcio Pajeú, Wérleson Alexandre de Lima Santos https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79646 Ciência aberta na perspectiva de especialistas brasileiros: proposta de taxonomia 2021-04-05T19:05:44+00:00 Lúcia da Silveira luciadasilveiras@gmail.com Nivaldo Calixto Ribeiro zoopas@gmail.com Sarah Rúbia de Oliveira Santos sarahrubia22@gmail.com Fernanda Mirelle de Almeida Silva fmirelle.ufpb@gmail.com Fabiano Couto Corrêa da Silva fabianocc@gmail.com Sônia Elisa Caregnato sonia.caregnato@ufrgs.br Adriana Carla Silva de Oliveira adrianacarla.a@gmail.com Dalgiza Andrade Oliveira dalgizamg@gmail.com Joana Coeli Ribeiro Garcia nacoeli@gmail.com Ronaldo Ferreira Araújo ronaldfa@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Este estudo tem como objetivo contextualizar a Ciência Aberta, propondo uma versão brasileira da taxonomia desenvolvida originalmente pelo grupo <em>Facilitate Open Science Training for European Research</em> (Foster), presente no projeto <em>Open Science</em> do Programa Comunitário de Investigação e Inovação, intitulado <em>Horizon</em> 2020.</p> <p><strong>Método: </strong>Adotou-se a pesquisa do tipo bibliográfica, documental, descritiva de abordagem dedutiva, com procedimentos do método Delphi. Utilizou-se a pesquisa bibliográfica com o intuito de recuperar documentos que pudessem dar aporte para conceituação do termo Ciência Aberta, em uma base de documentos adicionados no gerenciador de referências Mendeley<em>. </em>Foram recuperados 158 registros e optou-se por apresentar o conceito mencionado em 13 deles, considerando-se os melhores ranqueados e a quantidade de usuários que os adicionaram em suas bibliotecas <em>Mendeley </em>ou observado o contexto da publicação e deste estudo. A segunda etapa da pesquisa envolveu a tradução e ampliação da taxonomia utilizando o método Delphi, reunindo 13 pesquisadores especialistas na temática sobre Ciência Aberta em geral ou em algumas de suas facetas, os quais cooperaram na proposta de inclusão de novos termos da taxonomia, bem como a validação e sugestões de novos recursos e conceitos na tradução livre realizada inicialmente.</p> <p><strong>Resultado: </strong>Para a primeira etapa, o resultado das definições apresenta aspectos do ecossistema da Ciência Aberta envolvendo particularidades filosóficas, científicas, sociais, tecnológicas, políticas e econômicas. O segundo resultado desta pesquisa apresenta a proposta de incorporação de novos termos, compondo uma taxonomia com 11 facetas e 82 rótulos na taxonomia.</p> <p><strong>Conclusões: </strong>Vivencia-se um momento transitório de transformação na comunicação científica, envolvendo o surgimento de novos movimentos relacionados à ciência e ao fortalecimento de uma infraestrutura que transpassa a tecnologia utilizada, o que, certamente, pode ser notada na proposta de taxonomia construída em colaboração de pesquisadores e especialista que atuam com a Ciência Aberta ou alguma de suas facetas.</p> 2021-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Lúcia da Silveira, Nivaldo Calixto Ribeiro, Sarah Rúbia de Oliveira Santos, Fernanda Mirelle de Almeida Silva, Fabiano Couto Corrêa da Silva, Sônia Elisa Caregnato, Adriana Carla Silva de Oliveira, Dalgiza Andrade Oliveira, Joana Coeli Ribeiro Garcia , Ronaldo Ferreira Araújo https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/78678 Instrumento para análise crítica de relatórios de pesquisas: teses e dissertações 2020-12-11T19:47:47+00:00 Nivaldo Calixto Ribeiro zoopas@gmail.com Sarah Rúbia de Oliveira Santos sarahrubia@ufmg.br Gracilene Maria de Carvalho gracilenecarvalho03@gmail.com Rômulo de Barros Teixeira romulodebarrosteixeira@gmail.com Benildes Coura Moreira dos Santos Maculan benildes@gmail.com Beatriz Valadares Cendón bcendon@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Este artigo tem como objetivo apresentar um instrumento de análise crítica de um tipo específico de relatórios de pesquisa: teses e dissertações.</p> <p><strong>Metodologia:</strong> Trata-se de um instrumento desenvolvido para realização de uma atividade da disciplina Metodologia de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Gestão &amp; Organização do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGGOC/UFMG), no primeiro semestre de 2019. A finalidade do instrumento foi analisar a aderência de uma pesquisa científica às recomendações de Creswell (2014) e outras obras que abordam a metodologia científica. É composto por nove itens, subdivididos em 67 critérios, em formato de perguntas. Para avaliação, em cada critério é necessária uma marcação em uma escala do tipo Likert, de 5 pontos, ou seja, o valor 1 é correspondente à apresentação mais fraca do critério e o valor 5, à mais forte. Como recurso alternativo, foi inserida no instrumento a opção “Não se aplica (N/A)” para aqueles critérios em que o avaliador entende que não condiz com a proposta estrutural da pesquisa.</p> <p><strong>Resultados:</strong> Após o relato das bases para o desenvolvimento e exposição do instrumento, o artigo apresenta seu teste por meio da sua aplicação na avaliação de uma tese e de uma dissertação.</p> <p><strong>Conclusões: </strong>Conclui-se que o instrumento se mostrou adequado para a finalidade proposta, avaliação de relatórios de pesquisa de teses e dissertações, com a recomendação de que o estilo do autor e a especificidade de cada investigação devam ser levados em consideração.</p> 2021-03-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Nivaldo Calixto Ribeiro, Sarah Rúbia de Oliveira Santos, Gracilene Maria de Carvalho, Rômulo de Barros Teixeira, Benildes Coura Moreira dos Santos Maculan, Beatriz Valadares Cendón https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/77624 Encontrabilidade da Informação e Arquitetura da Informação: possíveis relações teóricas 2020-12-16T02:58:15+00:00 Arthur Ferreira Campos arthurfcampos94@gmail.com Marckson Roberto Ferreira de Sousa marckson.dci.ufpb@gmail.com Henry Poncio Cruz de Oliveira henry.poncio@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Tendo em vista a interação do ser humano com ambientes de informação digital, tornam-se necessários estudos referentes à capacidade desses ambientes em proporcionarem uma navegação voltada à facilidade do sujeito em encontrar uma informação. Objetiva investigar como os estudos sobre Encontrabilidade da Informação têm estabelecido relações teóricas com a Arquitetura da Informação.</p> <p><strong>Método</strong>: Utiliza o Método Quadripolar como ferramenta, com abordagem qualitativa mediante a análise de conteúdo. No polo epistemológico, discorre sobre o paradigma sócio-cognitivo. No polo teórico, discute a relação entre a Arquitetura da Informação e a Encontrabilidade da Informação. No polo técnico, utiliza a análise de conteúdo para subsidiar categorizações e núcleos de sentido entre as publicações encontradas no Portal de Periódicos da Capes no quadriênio 2016 -2019. No polo morfológico, ressalta as possíveis relações teóricas entre esses estudos neste momento da história e cultura científicas.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Mediante a análise de conteúdo, são estabelecidas classes e categorias temáticas aos núcleos de sentido constatados entre a Encontrabilidade da Informação e a Arquitetura da Informação, observados na produção científica do quadriênio de 2016 a 2019.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: Conforme o quadriênio de 2016 a 2019, refletindo este momento da história e cultura científicas, a Arquitetura da Informação tem preponderância sobre a Encontrabilidade da Informação, no sentido de fornecer elementos sistêmicos aos ambientes analógicos, digitais ou híbridos de informação.</p> 2021-02-11T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Arthur Campos, Marckson Roberto Ferreira de Sousa, Henry Poncio Cruz de Oliveira https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/78062 Práticas de citação na Organização e Representação do Conhecimento no Brasil 2020-12-09T23:18:32+00:00 Rinaldo Ribeiro de Melo ribeiro.rinaldo@gmail.com Murilo Silveira muriloas@gmail.com Raimundo Santos raimundo.macedo@ufpe.br <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar as formas de produção e os elementos de distinção das práticas de citação no domínio da Organização e Representação do Conhecimento no Brasil de 2015 a 2018. Os objetivos específicos são: mapear os autores mais produtivos e citados do período no domínio de Organização e Representação do Conhecimento e identificar as razões de citação dos autores mais citados do período a partir de suas contribuições científicas.</p> <p><strong>Método</strong>: Configura-se como uma contribuição de natureza bibliográfica e descritiva. Utiliza-se o método cientométrico por meio das técnicas de análise de conteúdo e de assunto para demonstrar as motivações das práticas de citações dos pesquisadores vinculados ao domínio da Organização e Representação do Conhecimento.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Evidencia-se a predominância de citação em pesquisadores nacionais no recorte analisado, com ênfase para a autora Fujita, M. S. L. e o autor Guimarães, J. A. C. Em relação às razões de citações, destaca-se o domínio da dimensão conceitual com 93,2%, em contrapartida, a dimensão social aparece com apenas 6,8% do total das ocorrências. Na distribuição das razões das citações por categorias podem-se destacar as ocorrências voltadas para a sustentação de declarações e informações, que receberam 1.148 menções, bem como as razões voltadas para discussões mais teóricas e conceituais, com o total de 902 razões vinculadas.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: Em que pesem as formas de produção e as instâncias de consagração apontadas pelo binômio produção-citação a partir dos resultados, a posição dos autores mais produtivos no campo reverbera em citações, com razões plurais e motivações concentradas na sustentação de argumentos, exemplificação de situações, casos e pontos de vista, bem como de definições e esclarecimentos teóricos, conceituais e metodológicos.</p> 2021-02-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Rinaldo Ribeiro de Melo, Murilo Silveira, Raimundo Santos https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/77247 Objetos de fronteira: um diálogo entre a ciência da informação e a ciência de dados 2020-11-26T19:09:36+00:00 Luiz Lourenço de Mello Filho luiz.lourenco@aluno.unb.br Rogério Henrique de Araújo JÚNIOR araujojr@unb.br <p><strong>Objetivo:</strong> A tecnologia mediadora envolvida nas comunicações possibilitou um significativo incremento da quantidade de interações entre produtores e consumidores de informação, produtos ou serviços. Neste artigo, será apresentada uma proposta para a organização da informação necessária no desenvolvimento de artefatos utilizados na mediação e conhecidos como assistentes virtuais (<em>Chatbots</em>). Esses canais integradores de comunicação serão conceituados como objetos de fronteira e a sua prototipação como atividade sugerida aos profissionais da Ciência da Informação em busca de uma sinergia cada vez maior com a Ciência de Dados.</p> <p><strong>Método: </strong>O artigo se baseia em uma metodologia de natureza exploratória e aplicada com a utilização de um “Estudo de Caso” orientado por uma profunda revisão bibliográfica da teoria dos objetos de fronteira e do estudo das plataformas de inteligência artificial utilizadas para desenvolvimento de <em>chatbots, </em>investigando as ações, métodos e ferramentas para organização da informação.</p> <p><strong>Resultados: </strong>É apresentada uma proposta de método para a organização da informação baseada em uma taxonomia específica para o domínio das interações estabelecidas entre o poder público e os cidadãos. Nesse contexto é estabelecido um conjunto de intenções, entidades e diálogos informacionais que podem justamente prover a habilidade necessária para prototipação do assistente virtual.</p> <p><strong>Conclusões: </strong>Os objetos de fronteira se constituem como uma alternativa apropriada para mediação das práticas sociais utilizadas por diversos tipos de comunidades que precisem trocar informações de forma estruturada. Por meio de uma base de conhecimento previamente modelada na forma de intenções, entidades e diálogos, as necessidades informacionais de diferentes comunidades passam a ser atendidas com a consequente abertura de um campo excepcional para atuação do profissional da Ciência da Informação.</p> 2021-02-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Luiz Lourenço de Mello Filho https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/76886 O Processamento de Linguagem Natural nos Estudos Métricos da Informação: uma análise dos artigos indexados pela Web of Science (2000- 2019) 2020-11-12T23:18:50+00:00 Mirelys Puerta-Díaz mireblue18@gmail.com Bianca Savegnago de Mira bianca.mira@unesp.br Daniel Martínez-Ávila daniel.martinez@uc3m.es María-Antonia Ovalle-Perandones maovalle@ucm.es Maria Cláudia Cabrini Grácio cabrini.gracio@unesp.br <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar a estrutura científica internacional das pesquisas que vinculam o uso do Processamento de linguagem natural no campo dos estudos métricos da informação.</p> <p><strong>Método:</strong> A pesquisa é baseada em uma perspectiva qualiquantitativa própria dos estudos métricos da informação no domínio da organização do conhecimento. A coleta de dados foi realizada em 02/02/2020 no recurso <em>Web</em> <em>of Science Core Collection</em> com a expressão "natural language processing", na categoria artigos e revisão, refinada pelas Categorias da <em>Web of Science Information Science Library Science </em>e limitada à janela temporal dos últimos 20 anos completos (período de 2000 a 2019). A Análise de Redes Sociais é utilizada como método de pesquisa para examinar e visualizar a rede de colaboração científica, de cocitação e de coocorrência de palavras-chave.</p> <p><strong>Resultados:</strong> Dos 552 documentos recuperados, após a análise dos resumos, observou-se que 31 estavam inseridos no campo dos estudos métricos. A literatura científica mostra um crescente aumento das publicações nos últimos três anos, com 2018 sendo o ano mais produtivo.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> Considerando que o conjunto de técnicas de PLN (ex. <em>bag of words, tokenization, word stemming, part-of-speech tagging</em> e SVM) vem permitindo ao pesquisador ir além da análise de citação tradicional, para uma análise mais voltada ao conteúdo e contexto da citação, a literatura científica internacional sobre a aplicação do PLN nos estudos métricos da informação tem se mostrado emergente. A revista Scientometrics configura o meio de disseminação dos trabalhos que alcançaram maior impacto. Finalizando, a análise de cocitação k-core mostra a existência de um importante núcleo teórico, frequentemente citado na comunidade acadêmica internacional.</p> 2021-02-11T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Mirelys Puerta-Díaz https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/75961 A quarta revolução e a necessária reinvenção da Biblioteconomia 2020-10-06T21:37:37+00:00 Arabelly Ascoli arabelly_ascoli@hotmail.com Marcos Galindo galyndo@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Discutir sobre a reinvenção da Biblioteconomia no contexto da quarta revolução.</p> <p><strong>Método</strong>: O estudo foi caracterizado como descritivo e utilizou como métodos a revisão de literatura, a análise bibliográfica e documental.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Apresenta um panorama sobre a quarta revolução, promovida pelas tecnologias digitais, e seus impactos no mundo do trabalho. Observa que, diante da crescente facilidade de acesso à internet, as bibliotecas estão dividindo seu espaço de provedor de fontes de informação e verifica a persistência do perfil tecnicista do bibliotecário. Discorre sobre a desconexão entre a formação superior e as exigências atuais e potenciais do mercado de trabalho do bibliotecário contemporâneo no Brasil.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: Recomenda-se repensar o ensino na graduação em Biblioteconomia e promover a aprendizagem continuada para que os bibliotecários desenvolvam e atualizem competências informacionais e tecnológicas.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Arabelly Ascoli, Marcos Galindo https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/75909 O papel das bibliotecas no Linked Data 2020-10-27T19:36:03+00:00 Ananda Fernanda de Jesus anandafdj@gmail.com Fabiano Ferreira de Castro fabianocastro@ufscar.br Rogério Apareciso Sá Ramalho ramalho@ufscar.br <p class="Resumo"><strong>Objetivo</strong>: As bibliotecas possuem um papel importante na organização de recursos informacionais, sendo pioneiras no desenvolvimento de formatos e padrões que garantem a representação e recuperação desses recursos, e tem constantemente se atualizado para acompanhar os avanços tecnológicos, como o estabelecimento do ambiente Web e do Linked Data, um conjunto de práticas para a interligação de dados na <em>Web</em>. Nesse sentido, partindo do objetivo de analisar como pode ocorrer a cooperação entre os dados da biblioteca e o <em>Linked Data</em>, questiona-se: como garantir o compartilhamento efetivo de dados ente as bibliotecas e demais fontes de informação disponíveis no contexto do <em>Linked Data</em>? </p> <p class="Resumo"><strong>Métodos: </strong>Pautou-se em levantamento bibliográfico realizado na Base de Dados em Ciência da Informação (BRAPCI) e no Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e nos documentos oficiais do <em>World Wide Web Consortium</em> (W3C), responsável por acompanhar o desenvolvimento da <em>Web</em> e do <em>Linked Data</em>.</p> <p class="Resumo"><strong>Resultados</strong>: Identificou-se que que as bibliotecas podem atuar em duas vertentes principais, a de publicadora e a de consumidora de dados, que podem ser realizadas de maneira independente e exigem tomadas de decisão distintas. Discutiu-se um conjunto de recomendações que pode auxiliar em ambos os papeis levando a um compartilhamento efetivo dos dados. </p> <p class="Resumo"><strong>Conclusões</strong>: Conclui-se que o conjunto de recomendações discutido atua como um norteador para a realização do compartilhamento de dados entre a <em>Web</em> e demais fontes disponibilizadas no contexto do <em>Linked Data</em>, mas que para garantir a efetividade desse compartilhamento, a comunidade envolvida com o domínio bibliográfico precisa estabelecer seus próprios critérios para a seleção de fontes de informação em <em>Linked Data</em>.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Ananda Fernanda de Jesus, Fabiano Ferreira de Castro, Rogério Rogério Apareciso Sá Ramalho https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/73450 Arquitetura das ideias: Paul Otlet, o objeto, o livro e o documento 2020-11-13T01:37:21+00:00 Carlos Henrique Juvêncio carloshjuv@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Compreender, a partir de três dimensões, o entendimento Otletiano sobre o que vem a ser um livro: a material, a simbólica e a filosófica.</p> <p><strong>Método</strong>: Pesquisa bibliográfica documental, onde o Traité de Documentation é a base para a formulação das considerações acerca do pensamento de Paul Otlet, logo, nossos apontamentos partem dele e a ele retornam.</p> <p><strong>Resultado</strong>: O livro, como constructo da humanidade para a Humanidade, têm seu papel social, com o acúmulo constante e incessante de saberes e conhecimentos fixados materialmente, corporificando-se e recorporificando-se de geração em geração, visando o desenvolvimento e o progresso das diferentes ciências e artes.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: O livro não é construído ao acaso, ele precisa se estruturar segundo parâmetros, além disso, as ideias não podem ser jogadas ao bel prazer, elas também precisam de uma estruturação que reflita as intenções do autor, suas vontades e sua linha de pensamento. Na noção da arquitetura das ideias, o autor e o leitor precisam compreender que aquele livro é uma pequena parte da obra universal, tão cara ao projeto Otletiano.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Carlos Henrique Juvêncio https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/73786 Prêmio Nobel como fator de influência nas citações dos pesquisadores: uma análise dos laureados de Química e Física (2005 a 2015) 2020-10-06T21:25:01+00:00 Jailiny Fernanda Silva Stanford jailinyfernanda@gmail.com Fábio Mascarenhas e Silva fabio.mascarenhas@ufpe.br <p><strong>Objetivo</strong>: Analisa a influência nos índices de citação por parte dos pesquisadores que foram contemplados pelo prêmio Nobel nas áreas da Física e Química no período de 2005 a 2015. Investiga a relação entre ser contemplado com o Prêmio Nobel e o aumento nos índices de citação dos pesquisadores ganhadores do prêmio. Para tanto buscou: a) caracterizar o processo de avaliação de desempenho da premiação Nobel e os índices de citação; b) apresentar os índices de citação dos ganhadores do Nobel; c) identificar se os índices de citação são influenciados pelo prêmio Nobel..<br /><strong>Método</strong>: Realiza uma pesquisa exploratória e estudo comparativo, tendo como base os estudos de citação para análise e discussão dos dados coletados.<br /><strong>Resultados</strong>: A premiação Nobel apresenta indícios de influência nos índices de citação dos pesquisadores nas áreas estudadas. Considera que o levantamento das informações teve a finalidade de compreender essa dinâmica na ciência que proporcionou dados sobre a produção científica e pesquisadores através de uma premiação Nobel que tem importância e que coopera para o avanço do saber.<br /><strong>Conclusões</strong>: As bases Web of Science e Scopus apontam que os pesquisados da área de Física, após serem contemplados com o NOBEL, aumentaram os picos de citação. Porém, na área de Química, na Scopus não é perceptível a influência do prêmio, pois os picos de citação dos pesquisadores antecedem a premiação. Na área de Física, em sua maioria, nota-se o reconhecimento científico pós-premiação por meio dos índices de citação, podendo dizer que a partir da amostra coletada houve relação do Nobel com os índices de citação dos pesquisadores, revelando a visibilidade dos cientistas para a comunidade científica.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Fábio Mascarenhas e Silva, Jailiny Fernanda Silva Stanford https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/76249 Impacto acadêmico e atenção on-line de pesquisas sobre inteligência artificial na área da saúde: análise de dados bibliométricos e altmétricos 2020-10-06T21:40:30+00:00 Marília Catarina Andrade Gontijo mariliacgontijo@gmail.com Ronaldo Ferreira de Araújo ronaldo.araujo@ichca.ufal.br <p><strong>Objetivo</strong>: A inteligência artificial, como campo interdisciplinar, tem sua literatura presente em diversas áreas do conhecimento e suas aplicações têm oferecido importantes contribuições para os campos científicos que a ela se dedicam. Este estudo tem por objetivo analisar a produção científica sobre inteligência artificial em artigos científicos de acesso aberto na área da saúde e compreender seus indicadores de impacto.</p> <p><strong>Método</strong>: Trata-se de pesquisa descritiva, exploratória e quantitativa, que utiliza técnicas bibliométricas e altmétricas em complementaridade, a fim de averiguar o impacto acadêmico por meio dos dados de citações e a atenção<em> on-line</em> pelas menções encontradas nas fontes da Web Social. Os dados da produção e suas métricas de citação foram obtidos em consultas a <em>Dimensions;</em> e os dados altmétricos recuperados via <em>Altmetric Explorer</em>.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Ao todo foram analisados 3.121 artigos publicados entre 2014 e 2019. A distribuição temporal demonstrou-se crescente, tendo 2019 a maior concentração de artigos. O impacto acadêmico registrou cobertura de 70,81% dos artigos com dados de citações e, para a visibilidade, 61,93% obtiveram dados altmétricos referentes às menções na Web Social. As citações são frequentes em artigos antigos e a atenção<em> on-line </em>é maior para publicações recentes. As mídias sociais são as fontes com maior quantidade de menções, seguidas pelos portais de notícias e <em>blogs.</em></p> <p><strong>Conclusões</strong>: Considera-se que, ao complementar os estudos métricos tradicionais, como os bibliométricos e de citação, a altmetria e seus indicadores alternativos possibilitam uma compreensão considerada mais ampla do real impacto causado pelas produções científicas.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Marília Catarina Andrade Gontijo, Ronaldo Ferreira de Araújo https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/74605 Colaboração de subautoria: estudo cientométrico baseado nos artigos brasileiros com agradecimentos na Web of Science 2020-10-06T21:56:58+00:00 Gonzalo Rubén Alvarez gonzalorubenalvarez@gmail.com Sônia Elisa Caregnato sonia.caregnato@ufrgs.br <p><strong>Objetivo</strong>: A pesquisa explora, através dos agradecimentos de natureza não financeira identificados nos artigos de 2009-2016 indexados na <em>Web of Science</em> (WoS), a colaboração científica na ciência brasileira por disciplina/área.</p> <p><strong>Método</strong>: Estudo exploratório e descritivo utilizou técnicas quantitativas (cientometria) e qualitativas (análise de conteúdo) para identificar e categorizar manualmente dados sobre colaboração de subautoria em publicações com agradecimentos de periódicos abrangidos pelas disciplinas WoS: Economia, Hematologia, Horticultura e Matemática, Aplicações Interdisciplinares. Nesse estudo, a categoria apoio conceitual/PIC - <em>Peer Interactive Communication</em>, considerada um tipo de agradecimento diferenciado, foi analisada com maior detalhamento.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os indicadores cientométricos mostram que os padrões de subautoria variam entre disciplinas. O predomínio de agradecimentos por apoio intelectual e/ou conceitual em disciplinas com orientação teórica e social aplicada como Economia e Matemática, Aplicações Interdisciplinares reflete o papel das contribuições intelectuais e/ou conceituais no interior dos colégios invisíveis. Por outro lado, a supremacia de agradecimentos por apoio técnico/instrumental em disciplinas com orientação técnica e experimental como Horticultura e Hematologia revela a intensidade dos laços de interdependência entre pesquisadores e especialistas (taxonomistas, técnicos de laboratório etc.) no interior dessas comunidades. O número considerável de indivíduos reconhecidos minimamente em agradecimentos por apoio intelectual e/ou conceitual pode não representar um alto grau de conexão em rede, mas simboliza a existência de vínculos colaborativos factuais entre autores e subautores, principalmente no campo da Economia.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: Conclui que os tipos de agradecimentos identificados na ciência brasileira podem representar as diversas formas de interação e conectividade que são requeridas para a produção de novos conhecimentos por disciplina/área e retratar evidências importantes de colaboração “invisível” ou “oculta” em termos de apoio institucional/moral, técnico/instrumental, editorial, conceitual e/ou intelectual.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Gonzalo Rubén Alvarez, Sônia Elisa Caregnato https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/76625 Motoristas de aplicativos em tempos de Covid-19: tendências de informação e prevenção no contexto brasileiro 2020-09-28T14:05:29+00:00 Rafaela Carolina da Silva rafaela.c.silva@unesp.br Jean Fernandes Brito j.brito@unesp.br Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos pinheiro.santos@unesp.br Mariana Rodrigues Gomes de Mello professoramariannamello@gmail.com Ieda Pelógia Martins Damian iedapm@usp.br <p><strong>Objetivo</strong>:O objetivo do estudo é verificar, com base nas diretrizes do Ministério da Saúde brasileiro, qual a propensão dos motoristas de aplicativos em utilizar essas informações para a prevenção do Covid-19 durante sua rotina de trabalho.</p> <p><strong>Métodos</strong>:Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa aplicada, de caráter quali-quantitativo, que se utiliza do Método da Netnografia para a coleta e análise de dados imersos em grupos de aplicativos de comunicação, especialmente o <em>WhatsApp</em>.</p> <p><strong>Resultados</strong>:Os resultados mostraram uma tendência dos motoristas de aplicativos brasileiros tendem a cumprir as medidas de prevenção e combate à pandemia Covid-19, previstas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde frente o autocuidado revelado nas respostas do questionário.</p> <p><strong>Conclusões</strong>:Conclui-se que, em um ecossistema tão complexo como esse, que envolve a saúde pública, tal complexidade deve ser enfrentada com discussões, pesquisas e ciência de qualidade.</p> 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Rafaela Carolina da Silva, Jean Fernandes Brito, Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos, Mariana Rodrigues Gomes de Mello, Ieda Pelogia Matins Damian https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/80386 Uma proposta de tesauro da Ciência da Computação: organização de elementos de conhecimento com SKOS 2021-04-13T19:42:06+00:00 Sandro Rautenberg srautenberg@unicentro.br Lucélia de Souza lucelia@unicentro.br João Pedro Kelniar bkelniarr2017@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Considera-se a Organização de Conhecimento como atividade interdisciplinar da Ciência da Informação e da Ciência da Computação que possibilita a representação de elementos de conhecimento em ambientes baseados em Web Semântica. Em face da interdisciplinaridade, o artigo apresenta as escolhas e os esforços despendidos no desenvolvimento de um Tesauro da Ciência da Computação.</p> <p><strong>Método:</strong> como pesquisa aplicada, um processo de desenvolvimento de ontologias é utilizado, ao considerar que ontologias e tesauros são Sistemas de Organização de Conhecimento com atividades correlacionadas.</p> <p><strong>Resultado: </strong>baseado no modelo da Web Semântica <em>Simple Knowledge Organization System</em> – SKOS, o tesauro é publicado na Web de Dados e pode ser acessado a partir do <em>endpoint</em> http://lod.unicentro.br/sparql. Admite-se que o público-alvo do Sistema de Organização de Conhecimento desenvolvido são profissionais, professores, pesquisadores, alunos de graduação/pós-graduação, sendo o tesauro um subsídio à comunicação científica entre os referidos atores.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> observa-se que os processos de desenvolvimento de ontologias podem ser empregados para o desenvolvimento de tesauros. Ademais, o uso do SKOS como modelo para o desenvolvimento de tesauros mostrou-se adequado, conforme as premissas de organização e representação de recursos digitais do referido modelo.</p> 2021-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Sandro Rautenberg, Lucélia de Souza, João Pedro Kelniar https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/79534 Repositório REA Biblio Saúde: contribuição para socialização de conhecimentos e práticas por e entre bibliotecários de ciências da saúde e diálogos com a teoria da aprendizagem por experiência de KOLB 2021-05-13T20:32:19+00:00 Dayanne da Silva Prudencio dayanneprudencio@gmail.com Jorge Calmon de Almeida Biolchini jorge.biolchini@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Apresentar como o repositório REA Biblio Saúde opera como canal de formação continuada para bibliotecários de ciências da saúde e ao mesmo tempo contribui para a socialização de saberes e práticas informacionais desenvolvidas por esta população.</p> <p><strong>Método:</strong> Utiliza questionário para levantamento das necessidades de formação continuada e pesquisa exploratória em repositórios de recursos educacionais abertos visando identificar recursos sobre as categorias identificadas. Desenvolve o repositório no <em>software</em> Omeka, descreve os recursos utilizando o padrão de metadados Dublin Core, optou-se por um esquema de organização do conteúdo informacional por coleções, sistema de rotulagem por disposições textuais, utiliza busca facetada e método de recuperação da informação, limitamos a uma busca simples.Trata-se de pesquisa com abordagem qualitativa, quantitativa, com a amostra populacional de 80 participantes, num universo potencial de 206.</p> <p><strong>Resultado:</strong> Reúne 20 diferentes coleções com aproximadamente 100 recursos educacionais sobre diferentes categorias entre as quais destacamos: <a href="http://www.bibliotecariodesaude.com.br/pratica-de-informacao-e-biblioteconomica-baseada-em-evidencia-eblip-pibbe">prática de informação e biblioteconômica baseada em evidênci</a>a e <a href="http://www.bibliotecariodesaude.com.br/biblioteconomia-baseada-em-evidencia-bbe">biblioteconomia baseada em evidência</a>. Em sua maioria os recursos são do tipo <em>massive open online courses </em>e artigos<em>.</em></p> <p><strong>Conclusões:</strong> Bibliotecários de ciências da saúde têm produzido diferentes tipos de conhecimentos sobre seus saberes e práticas, contudo, estes ainda são pouco socializados entre seus pares. Advogamos que estes profissionais devem engajar-se em iniciativas de promoção da educação aberta e ativa de modo a contribuir com os processos de aprendizagem de seus pares. O repositório REA Biblio Saúde é uma iniciativa inovadora no campo e que deve ser aperfeiçoado teoricamente e empiricamente pelos pares.</p> 2021-08-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dayanne da Silva Prudencio, Jorge Calmon de Almeida Biolchini https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/77513 Inteligência financeira organizacional: estratégia competitiva no contexto gerencial da ACIM 2021-03-15T12:54:03+00:00 Carlos Francisco Bitencourt Jorge bitencourt@gmail.com Ana Cláudia Rossetto anarossetto@gmail.com Ana Clara da Silva Ortega anaclaraortega904@gmail.com Bruno Bastos de Oliveira bbastos.adv@gmail.com Bianca Stephanie O. da Costa dos Santos bia_stephaniee@hotmail.com Francisca Miquelle Siqueira Cardoso miquellescardoso@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> As informações financeiras atuam como importante recurso de análise e decisão no contexto das organizações. Porém, as organizações devem considerar realizar o tratamento dessas informações de maneira estruturada de modo que estas possam ser utilizadas no nível gerencial da organização.</p> <p><strong>Método</strong>: Esta pesquisa foi realizada com os gestores da Associação Comercial e Industrial de Marília (ACIM), entidade de classe da cidade de Marília, no estado de São Paulo. Para a realização da pesquisa, foi utilizado o método de estudo de caso, identificando assim importantes percepções dos sujeitos, bem como aspectos positivos e negativos relacionados a informações enquanto recursos no contexto da ACIM.</p> <p><strong>Resultado</strong>: Como resultado, construíram-se parâmetros estruturados para a realização do processo de inteligência financeira organizacional considerando toda a estrutura identificada na ACIM.</p> <p><strong>Conclusões</strong>: A pesquisa recomenda que outros aspectos relacionados com a informação, como a gestão do conhecimento e a construção de redes de conhecimento sejam construídos na ACIM, e com isso, a entidade pode fazer um melhor uso desse recurso de maneira estruturada.</p> 2021-04-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Carlos Francisco Bitencourt Jorge, Ana Cláudia Rossetto, Ana Clara da Silva Ortega, Bruno Bastos de Oliveira, Bianca Stephanie O. da Costa dos Santos https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/75969 Conhecimento Especializado no Domínio da Energia Elétrica: Estudo de caso sobre a aquisição do conhecimento para ontologia 2020-12-16T03:04:53+00:00 Livia Marangon Duffles Teixeira liviamarangon@gmail.com Murillo Lima Modesto murilloef@gmail.com Jeanne Louize Emygdio jeanne.emygdio@gmail.com Cristiano Moreira cristianomoreirasilva@hotmail.com Mauricio Barcellos Almeida priv.mba@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> o presente artigo aborda a organização do conhecimento no setor elétrico brasileiro, usando ontologias como alternativa.</p> <p><strong>Método:</strong> Descreve-se aqui um processo de aquisição do conhecimento realizado junto a uma grande empresa nacional do setor de energia, destacando as dificuldades, erros e lições aprendidas. A expressão “aquisição do conhecimento” é usada para nomear a etapa do desenvolvimento de ontologias em que a <em>expertise</em> é elicitada e registrada para posterior formalização. Pesquisadores em Ciência da Informação foram treinados a gerar definições formais seguindo um padrão axiomático típico de ontologias. Cada pesquisador recebeu cerca de 50 termos, além de insumos para desenvolver o trabalho, a saber: registros de conhecimento especializado no domínio obtidos via entrevistas com <em>experts</em>, tabelas com listas de processos relativos aos ativos da empresa, ativos esses que eram o escopo da ontologia.</p> <p><strong>Resultados:</strong> a aquisição de conhecimento gerou quase 400 definições em linguagem natural, as quais foram revisadas, adequadas segundo o padrão. Como resultado intermediário, foram obtidos quase 100 termos definidos semiformalmente, que foram então validados.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> os resultados parciais do estudo de caso exibem questões – lógicas e terminológicas – verificadas durante a aquisição do conhecimento e validação, as quais merecem atenção, visto que representam uma das primeiras frentes para combater a falta de interoperabilidade entre sistemas. O estudo de caso evidencia ainda lições aprendidas e possíveis melhorias, tanto para o setor quanto para a sociedade, oferecidas pela Ciência da Informação a partir desse tipo de trabalho.</p> 2021-02-11T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Livia Marangon Duffles Teixeira, Murillo Lima Modesto, Jeanne Louize Emygdio, Cristiano Moreira, Mauricio Barcellos Almeida https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/80155 Conjuntos de dados para pesquisas cientométricas: recuperando QUALIS, SJR, SNIP a partir da Web de Dados 2021-04-19T01:13:28+00:00 Sandro Rautenberg srautenberg@unicentro.br Lucélia de Souza lucelia@unicentro.br Tony Alexander Hild thild@unicentro.br <p>Discorre sobre a publicação de conjuntos de dados cientométricos como dados abertos conectados. Os dados originais são extraídos de fontes primárias via navegadores de Internet e tratados de acordo com a Curadoria Digital de Dados e o Ciclo de Vida de Dados Conectados. Os dados referem-se ao histórico dos índices Qualis, <em>SCImago Journal Rank</em> e <em>Source Normalized Impact per Paper</em>, os quais são integrados para privilegiar acesso, reúso, interoperabilidade e processabilidade de recursos para com outras pesquisas bibliométricas/cientométricas. A integração dos dados decorre da evolução do trabalho “RAUTENBERG, S.; HILD, T. A.; SOUZA, L. de. Curadoria Digital de Dados e Web de Dados: mantendo Dados Abertos Conectados para estudos bibliométricos e cientométricos. Em Questão, v. 24, p. 29-47, Edição Especial 6 EBBC, 2018”, disponível em: <a href="https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/86519">https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/86519</a>, DOI: <a href="http://dx.doi.org/10.19132/1808-5245240.29-47">http://dx.doi.org/10.19132/1808-5245240.29-47</a>. Dinamicamente, os conjuntos de dados resultantes são compartilhados na Web de Dados, via um servidor OpenLink Virtuoso acessado no <em>endpoint</em> <a href="http://lod.unicentro.br">http://lod.unicentro.br</a>.</p> 2021-08-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Sandro Rautenberg, Lucélia de Souza, Tony Alexander Hild https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/76900 Informação incorreta, desinformação e má informação: Esclarecendo definições e exemplos em tempos de desinfodemia 2021-02-19T17:29:13+00:00 Karen Santos-d'Amorim karen.isantos@ufpe.br Májory Fernandes de Oliveira Miranda majory@gmail.com <p><strong>Objetivo</strong>: Descreve e analisa as incidências teórico-práticas da informação incorreta (<em>misinformation</em>), desinformação (<em>disinformation</em>) e má informação (<em>malinformation</em>), incluindo, mas não se limitando ao arcabouço da Ciência da Informação. Além disso, objetiva delinear uma compreensão desses três conceitos a partir de 16 arranjos interligados de acordo com sua intencionalidade.</p> <p><strong>Método</strong>: Para construir discursos e descrição do fenômeno da desinformação e suas derivações, aplicamos a hermenêutica, a retórica e os princípios fenomenológicos da intencionalidade como métodos de trabalho.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Como resultados, apresentamos 14 incidências teóricas com o objetivo de esclarecer esses três conceitos, além de delinear e caracterizar, de acordo com a intencionalidade, 16 arranjos de desinformação associados a esses três conceitos, sendo eles: viés de confirmação, propaganda, artigos retratados, teorias da conspiração, representação enganosa em mapas, quadros e gráficos, notícias falsas, caça-cliques, trote, sátira ou paródia, website impostor, revisões falsas, phishing, filtros-bolha e câmaras de eco.</p> <p><strong>Conclusões:</strong> Destaca-se a complexidade que permeia os vários campos da conjuntura atual relacionada à dificuldade de um consenso sobre a definição semântica dos conceitos de informação, desinformação e suas desambiguações, uma vez que estes conceitos também possuem inúmeras propriedades</p> 2021-03-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Karen Santos-d'Amorim, Májory Fernandes de Oliveira Miranda https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/75576 Informação, Misinformação, Desinformação e movimentos antivacina: materialidade de enunciados em regimes de informação 2020-10-05T21:18:04+00:00 Richele Grenge Vignoli rivignoli@gmail.com Rodrigo Rabello rdgrabello@gmail.com Carlos Cândido de Almeida carlos.c.almeida@unesp.br <p><strong>Objetivo:</strong> O ensaio objetiva refletir sobre informação, misinformação e desinformação como meios empregados por movimentos antivacina, abordando a produção dos seus efeitos sociais em termos de materialidade e de institucionalidade de enunciados no âmbito de regimes de informação.</p><p><strong>Método:</strong> A revisão bibliográfica teve como foco os temas materialidade e institucionalidade de enunciados, informação, misinformação, desinformação, regimes de informação e movimentos antivacina. Além disso, foram realizadas consultas em legislações e em <em>websites</em> governamentais brasileiros, mediante as quais foi possível realizar as reflexões sobre os temas estudados.</p><p><strong>Resultados:</strong> As reflexões apontam para a materialidade da misinformação e da desinformação como fonte ou produto de discursos antivacina, algo que, por vezes, mimetiza recursos empregados pelo regime de informação em ciência e tecnologia vigente e, com efeito, alimenta um modo de resistência junto às políticas públicas do Estado, num contexto em que doenças imunopreveníveis antes erradicadas têm retornado, como é o caso do reaparecimento do sarampo no Brasil.</p><strong>Conclusões: </strong>A dificuldade de distinção entre informação, misinformação e desinformação constitui um problema para o Estado, para a ciência, para as entidades de saúde pública ou para os meios de comunicação e instituições de mediação, comprometidos com a informação. O viés de confirmação capitalizado pelos movimentos antivacina aparece como meio de resistência e/ou confrontação ao controle do Estado. Efeitos adversos de vacinas podem ser utilizados descontextualizadamente para reforçar a ideia de que “toda vacina é maléfica”. A ciência e o poder público têm o desafio de esclarecer a opinião pública sobre os benefícios ou cuidados a serem tomados em relação às vacinas. 2021-01-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Richele Grenge Vignoli, Rodrigo Rabello, Carlos Cândido de Almeida