Dos dois corpos do rei à democracia burguesa

Autores

  • Julio Cesar Lemes de Castro PUC-SP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2009v16n22p127

Palavras-chave:

absolutismo, democracia, Kantorowicz, Lefort

Resumo

Este artigo é um exercício de leitura histórica com base na filosofia, na literatura e na psicanálise. Ele mostra como a concepção dos dois corpos do rei, de Kantorowicz, que surge na teologia política medieval e ganha força no absolutismo, é alvo de questionamento desde o início da modernidade. Em seu lugar, as revoluções burguesas propõem a desincorporação do poder (o lugar vazio do poder, de Lefort) e a unificação do social através das ideias de Estado e de nação.

Biografia do Autor

Julio Cesar Lemes de Castro, PUC-SP

Doutorando em Comunicação e Semiótica, PUC-SP

Downloads

Publicado

2010-12-13

Edição

Seção

Artigo