Hierarquia e ordem: organização do corpo social português quinhentista em dois espaços distintos

Autores

  • Fábio Eduardo Cressoni Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP- Doutorando PPGH) / Fundação Hermínio Ometto (UNIARARAS)

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2012v19n28p254

Palavras-chave:

Império português, Sociedade corporativa, Hierarquia e ordem

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar o modelo de organização social adotado pelo homem português quinhentista. Nesse sentido, do rei ao mais simples oficial mecânico, consideramos as concepções de hierarquia e ordem presentes nessa sociedade. Do entendimento político-teológico advindo da ideia de um Cosmos autorregulador da vida social, capaz de gerir a vida social, observamos as bases dessa disposição em duas dimensões do Império português: Portugal, sede desse mesmo império, e a América, uma de suas colônias. Pretende-se, pois, perceber as aproximações e distanciamentos no ser português entre estas diferentes espacialidades, a partir do estudo de uma série de práticas cotidianas que aproximam essas vivências do corpo social português.

Biografia do Autor

Fábio Eduardo Cressoni, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP- Doutorando PPGH) / Fundação Hermínio Ometto (UNIARARAS)

Doutorando em História (UNESP), mestre em Educação (UNIMEP). Docente da Fundação Hermínio Ometto (UNIARARAS)

Downloads

Publicado

2012-12-05