A concepção arendtiana de ação humana, a partir de um fragmento de atígona, de sófocles

Sônia Maria Schio

Resumo


Na preocupação política de Hannah Arendt, a ação está sempre em “foco”, devido a sua relevância. Aomesmo tempo, as obras da Antiguidade marcam presença nos textos arendtianos visando a explicitar asexposições teóricas. Neste sentido, a partir de um fragmento da Antígona, de Sófocles, citado por ela,busca-se compreender a articulação que a Autora elabora entre o fi losófi co e o poético. O complementoé buscado nas concepções aristotélicas, em especial, com o objetivo de esclarecer e aprofundar a análisedo pensamento de Arendt.


Palavras-chave


Ação humana; Política; História; Arte; Poético; Representação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1677-2954.2009v8n2p271

 

 

 

 

 

ethic@. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1677-2954

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional