Atendimento de bebês com transtorno do espectro autista em projeto de extensão

Autores

  • Ana Marise Pacheco Andrade de Souza Universidade Regional de Blumenau
  • Anamaria Araújo da Silva Universidade Regional de Blumenau
  • Beatriz Germer Baptista Universidade Regional de Blumenau

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2020v17n37p73

Palavras-chave:

Transtorno do Espectro autista, Nutrição, Odontologia, Bebês, Extensão

Resumo

Objetivo: Relatar o atendimento de bebês com Transtorno do Espectro Autista (TEA) em um projeto de extensão que atua com bebês com deficiências, no ano de 2019. Métodos: A nutrição e a odontologia desenvolveram avaliação nutricional e odontológica dos bebês, com acadêmicos previamente capacitados, sob supervisão das professoras. A metodologia inclui anamnese interdisciplinar, avaliação antropométrica e exame clínico intra e extra-bucal. Resultados: Cinco bebês diagnosticados com TEA foram classificados como eutróficos, apresentaram seletividade, intolerâncias e alergias alimentares. Os bebês apresentam má oclusão e a higienização dos dentes foi classificada como ruim. Apresentaram respiração mista e foram encaminhados para otorrinolaringologista. Verificou-se melhora nas escolhas alimentares, aceitação de alimentos mais saudáveis, e melhora na higiene bucal. Conclusões: O projeto proporcionou um diferencial na formação dos acadêmicos, favorecendo o conhecimento da realidade da comunidade, e incentivando a produção cientifica, e contribuiu para a promoção da saúde integral dos bebês com deficiências.

Biografia do Autor

Ana Marise Pacheco Andrade de Souza, Universidade Regional de Blumenau

Professora do Departamento de Odontologia da Universidade Regional de Blumenau.

Anamaria Araújo da Silva, Universidade Regional de Blumenau

Professora do Departamento de Ciências Farmacêuticas da Universidade Regional de Blumenau.

Beatriz Germer Baptista, Universidade Regional de Blumenau

Acadêmica do Curso de Nutrição da Universidade Regional de Blumenau.

Referências

ARAÚJO, Danielle Ricardo; NEVES, Alden dos Santos. Análise do uso de Dietas GlutenFree e CaseinFree em crianças com Transtorno do Espectro Autista. Cadernos UniFOA: Edição especial do curso de Nutrição, Volta Redonda, v. 6, n. 1, p. 23-29, nov. 2011. Disponível em: http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/cadernos/article/view/1218/1108. Acesso em: 25 mar. 2020.

BAIO, Jon. Prevalence of autism spectrum disorder among children aged 8 years - autism and developmental disabilities monitoring network, 11 sites, United States, 2010.Morbidity and mortality weekly report, Atlanta, v. 63, n. 02, p. 1-21, mar. 2014. Disponível em: https://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/ss6302a1.htm. Acesso em: 21 jan. 2020.

BARBARO, Josephine; HALDER, Santoshi. Early identification of autism spectrum disorder: Current challenges and future global directions. Current Developmental Disorders Reports, Picassoplatz, v. 3 n. 1, p. 67-74, fev. 2016. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007%2Fs40474-016-0078-6#citeas. Acesso em: 25 mar. 2020.

BHUTTA, Zulfiqaret al. What works? Interventions for maternal and child undernutrition and survival. The Lancet, Amesterdã, v. 371, n. 9610, p. 417-440, fev. 2008. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18206226. Acesso em: 25 mar. 2020.

BORSATTO, Maria Cristina et al. Atendimento Odontológico em pacientes com necessidades especiais. Revista de Odontopediatría Latinoamericana, Buenos Aires, v. 4, n. 2, p. 23-24, jul. 2014. Disponível em: http://abodontopediatria.org.br/Revista_ALOP_N2_Vol_4_%202014.pdf. Acesso em: 21 mar. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária a Saúde. Departamento de Promoção da Saúde. Guia alimentar para crianças brasileiras menores de 2 anos. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. 265p.: II.

CHEDID, Silvia José. A importância do flúor na odontopediatria. In:Associação Brasileira de Odontopediatria – ABOPED, Vitória, out. 2017. Disponível em: http://abodontopediatria.org.br/site/wp-content/uploads/2017/10/A-importa%CC%82ncia-do-flu%CC%81or-na-odontopediatria.pdf. Acesso em: 14 fev. 2020.

COELHO, Patrícia Maria et al. A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria. Arquivo Brasileiro de Odontologia, Belo Horizonte,v. 9, n. 1, p. 14-18, jun. 2013. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/Arquivobrasileirodontologia/article/view/6907. Acesso em: 25 mar. 2020.

DOGRAMACI, Esma; ROSSI-FEDELE, Giampiero. Establishing the association between nonnutritive sucking behavior and malocclusions: A systematic review and meta-analysis.

The Journal of the American Dental Association, New York, v. 147, n. 12, p. 926-934, dez. 2016.Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27692622/

ELDER, James. The Gluten-Free, Casein-Free Diet in Autism: An Overview With Clinical Implications. Nutrition in Clinical Practice, London, v. 26, n. 6, p. 583-588, dec. 2008.Disponívelem: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19033217.Acessoem: 4 set. 2019.

FERRETI, Jose Luis et al. Bone mass, bone strength, muscle–bone interactions, osteopenias and osteoporoses. Mechanisms of Ageing and Development, Athens, v.124, n. 3, p. 269-279, mar. 2003. Disponívelem: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S004763740200194X. Acesso em: 18 mar 2020.

FOMBONNE, Éric. Epidemiology of Pervasive Developmental Disorders. Pediatric Research, Berlin, v. 65, n. 6, p. 591–598, fev. 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1203/PDR.0b013e31819e7203.Acesso em: 11 fev. 2020.

FUJIKI, Patricia Diana Takano; ROSSATO, Claudenir. Influência da hipertrofia adenoideana no crescimento e desenvolvimento craniodentofacial. OrtodontiaSPO, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 70-79, abr. 1999. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-298066. Acesso em: 25 mar. 2020.

GALIATSATOS,Polymnia;GOLOGAN, Adrian; LAMOREUREUX, Esther. Autisticenterocolitis: Factorfiction?.Canadian Journal of Gastroenterology, London, v. 23, n. 2, p. 95-98, fev. 2009. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2694587/. Acesso em: 25 mar. 2020.

GILLIBERT, Gislaine Carla do Nascimento; DISHCHEKENIAN, Vera Regina Mello.A importância dos Alimentos e sua Consistência no Desenvolviemento da Oclusão dos Dentes Decíduos. In: CHEDID, S. J. Ortopedia e ortodontia para a dentiçãodecídua: atendimentointegralaodesenvolvimento da oclusãoinfantil. São Paulo: Santos, 2013

GIMENEZ, Carla Maria Melleiroetal. Prevalência de más oclusões na primeira infância e sua relação com as formas de aleitamento e hábitos infantis. Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, Maringá, v. 13, n. 2, p. 70-83, abr. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-54192008000200009. Acesso em: 25 mar. 2020.

GOMES, Ana Paula Martins etal. Qual dentifrício indicar para crianças na primeira infância? In: Associação Brasileira de Odontopediatria - ABOPED,Vítoria, 2011. Disponível em:

http://www.abodontopediatria.org.br/QUALDENTIFRiCIOINDICARPARACRIANcASNAPRIMEIRAINFaNCIA.pdf. Acessoem: 21 mar 2020.

KUMMER, Arthur etal. Frequência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes com autismo e transtorno do déficit de atenção/hiperatividade. Revista paulista de Pediatria, São Paulo, v. 34, n. 1, p. 71-77, mar. 2016. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rpp/v34n1/pt_0103-0582-rpp-34-01-0071.pdf Acesso em: 16 out. 2019.

LEMOS, Letícia Vargas Freire Martins etal. Promoção da saúde oral na primeira infância: idade de ingresso em programas preventivos e aspectos comportamentais. Einstein, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 6-10, mar. 2014. Disponível em: https://journal.einstein.br/wp-content/uploads/articles_xml/1679-4508-eins-S1679-45082014000100003/1679-4508-eins-S1679-45082014000100003-pt.x57660.pdf. Acesso em: 19 mar 2020.

MALTZ, Marisa; JARDIM, Juliana Jobim; ALVES, Luana Severo. Health promotion and dental caries. Brazilian Oral Research, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 18-25, ago. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-83242010000500004. Acesso em: 20 mar. 2020.

MARCOMINI, Leonardo etal. Prevalência de maloclusão e sua relação com alterações funcionais na respiração e na deglutição. The BrazilianDental Journal, Araras, v. 13, n. 8, p. 52-58, jun. 2010. Disponível em: https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:v61jMQqg2BUJ:https://bds.ict.unesp.br/index.php/cob/article/download/20/578+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br. Acesso em: 25 mar. 2020

MASSUIA, Juliana Mariano; CARVALHO, Wladithe Organ. Prevalência e fatores associados à maloclusão na dentição decídua. RGO - Revista Gaúcha de Odontologia, Brasília, v. 60, n. 3, 329-335, jul. 2012. Disponível em: http://www.revistargo.com.br/viewarticle.php?id=2303. Acesso em: 17 ago. 2020

MONTEIRO, Carlos etal. Alimentos ultraprocessados, qualidade da dieta e saúde usando o sistema de classificação NOVA. Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Roma, v. 7, n. 3, p. 28-40, mar. 2016. Disponível em: http://www.cookie.com.br/site/wp-content/uploads/2016/12/NOVA-Classifica%C3%A7%C3%A3o-dos-Alimentos.pdf. Acesso em: 25 mar. 2020.

MASH, Eric; BARKLEY, Russell. Autistic spectrum disorders. Treatment of childhood disorders, New York: Guilford Press, v.3, n. 1, p. 455- 511, mar. 2006. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/19152/2/Joyce%20Francisco%20Manrique.pdf. Acesso em: 25 mar. 2020.

OMS - ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE .ChildGrowth Standards, 2006. Disponível em: http://www.who.int/childgrowth/en/. Acesso em: 14 mar. 2020.

OPAS - ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Transtornos do espectro autista, 2017. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?Itemid=1098. Acesso em: 17 fev. 2020.

PIMENTEL, Yara Rodrigues Amaro etal. Restrição de glúten e caseína em pacientes com transtorno do espectro autista. Revista da Associação Brasileira de Nutrição - RASBRAN, v. 10, n. 1, p. 03-08, jun. 2019. Disponível em: https://www.rasbran.com.br/rasbran/article/view/657. Acesso em: 19 mar. 2020.

PLANAS, Pedro. Reabilitação Neuroclusal. 2. ed. Rio de Janeiro: Medsi Editora Médica e Científica Ltda, 1997.

ROBERTSON, Marliet al. Intestinal Permeability and Glucagon-like peptide-2 in Children with Autism: A Controlled Pilot Study. Journal of Autism and Developmental Disorders, Switzerland, v. 38, n. 06, p. 1066–1071, fev. 2008. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007%2Fs10803-007-0482-1. Acesso em: 16 out. 2019.

SPANIOL, Ana Maria etal.A amamentação reduz o consumo de alimentos ultraprocessados e bebidas açucaradas em crianças menores de dois anos. BMC PublicHealth, London, v. 20, n. 330, p. 1-9, mar. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12889-020-8405-6. Acesso em: 25 mar. 2020.

UDHYA, Prakashet al. Autism disorder (AD): An updated review for paediatric dentists. Journal of Clinical and Diagnostic Research, Delhi, v. 8, n. 2, p. 275-279, fev. 2014. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24701555. Acessoem: 25 mar. 2020

UNICEF. SituaçãoMundial da Infância 2013: CriançascomDeficiência. Disponívelemhttp://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/unicef_sowc/sit_mund_inf_2013_deficiencia.pdf. Acesso em : 20 ago. 2020.

U.S. Department of Health and Human Services, National Institute of Dental and Craniofacial Research.Practical oral care for people with autism. National Institutes of Health, v. 09, n. 5190, p. 1-6, jul. 2009. Disponível em: https://www.nidcr.nih.gov/sites/default/files/2017-09/practical-oral-care-autism.pdf. Acesso em: 15 mar 2020.

WAKEFIELD, Andrew Jeremy et al. The concept of entero-colonic encephalopathy, autism and opioid receptor ligands. Alimentary Pharmacology & Therapeutics, Memphis, v. 16, n. 4, p. 663-674, out. 2002. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1046/j.1365-2036.2002.01206.x Acesso em: 16 out. 2019.

WHO – World Health Organization. Guideline principles for feeding non-breastfed children 6 – 24 months of age. Switzerland: Department of Child and Adolescent Health and Development, 2005. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK143674Acessoem: 21 mar. 2020.

WHO - World Health Organization. Inadequate or excess fluoride: a major public health concern. Geneva: WHO, 2010. Disponível em: http://www.who.int/ipcs/features/fluoride.pdf. Acesso em: 21 mar. 2020.

WHO - World Health Organization. Expert Consultation on Public Health Intervention against Early Childhood Caries: report of a meeting. Bangkok, Thailand, Geneva: WHO, p. 26–28, 2017. Disponível em: http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/255627/WHO-NMH-PND-17.1-eng.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 21 mar. 2020.

WHO - World Health Organization. Disability and health: fact sheet reviewed [Internet]. Geneva: WHO; 2016. Disponível em: htttps://www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/disability-and-health. Acesso em: 10 ago. 2020.

ZIMMER, Michelle et al. as a predictor of nutritional status among children with autism. Journal of Autism and Developmental Disorders, Switzerland, v. 42, n. 4, p. 549-556, abr. 2012. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21556968. Acesso em: 16 out. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-17