Políticas Editoriais

Foco e Escopo

ILHA - revista de Antropologia é uma publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina e se propõe a divulgar artigos originais e inéditos sobre temáticas que privilegiem pesquisas e discussões teóricas tendo em vista o desenvolvimento da Antropologia. A revista publica Artigos, Dossiês, Seções e Números temáticos, Debates (artigos com especial interesse teórico-metodológico que se fazem acompanhar de comentários críticos assinados por outros autores), Entrevistas, Ensaios bibliográficos (resenhas críticas e interpretativas de vários livros que abordem a mesma temática), Resenhas biblio/disco/cine/videográficas (pequenas resenhas de livros, discos, filmes ou vídeos recentes - até dois anos), Notas de pesquisa (relato de resultados preliminares ou parciais de pesquisa), Relação de teses e dissertações defendidas no PPGAS/UFSC no ano da publicação, Agenda (Informações sobre eventos acadêmicos).

 

Políticas de Seção

Artigos

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiês

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Tradução

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Sessões Temáticas

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Depoimentos e Saudades

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Documentas

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Tradução

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Depoimentos

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Notas Bibliográficas

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaio Bibliográfico

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Obituários

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dissertações e Teses defendidas no PPGAS - UFSC

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Anexos

Editores
  • Equipe Editorial Revista Ilha
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

A fetichização do patrimônio: analise critica e praticas reprodutivas hegemônicas

Editores
  • Alicia Castells
  • Equipe Editorial Revista Ilha
  • Yves Marcel Seraphim
  • Viviane Vedana
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os textos recebidos são inicialmente analisados pela Comissão Editorial da revista e, caso estejam adequados a sua política editorial e cumpram os requisitos acadêmicos indispensáveis, são encaminhados para avaliadores ad-hoc, escolhidos pelos Editores entre pesquisadores de reconhecida competência na área. No caso de dossiês, seções temáticas e resenhas, uma avaliação prévia será realizada pelos próprios editores ou por editor ad-hoc designado pelos editores da Revista. Os pareceres contêm as justificativas para a inclusão do texto numa das seguintes categorias: aceitar, aceitar com revisão, submeter novamente para avaliação, encaminhar para outro periódico, rejeitar. O texto encaminhado aos avaliadores não terá identificação da autoria. A decisão final sobre a publicação de um artigo cabe aos Editores que apreciarão a versão reformulada, se for o caso, podendo solicitar outras mudanças para a aceitação final do texto. Os autores poderão acompanhar todas as etapas do processo editorial via internet. Os Editores reservam-se o direito de fazer pequenas modificações no texto dos autores para agilizar seu processo de publicação. Casos específicos serão resolvidos pelos editores.

 

Periodicidade

Semestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Ilha Revista de Antropologia se preocupa com o acesso ao conteúdo a longo prazo. Caso ocorra algum sinistro nos servidores, os arquivos digitais da revista estão preservados na Rede Cariniana, que utiliza o programa LOCKSS. O LOCKSS cria um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes, o qual permite que elas criem  arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

 

Histórico da Revista

Ilha- Revista de Antropologia continua uma história de trinta anos de antropologia plural que teve início com a fundação do Instituto de Antropologia na Universidade Federal de Santa Catarina. Um projeto institucional de longo alcance impulsionado por Sílvio Coelho dos Santos deu lugar sucessivamente a cursos de Especialização e Mestrado em Ciências Sociais. Em 1985, a área de Antropologia constitui um Mestrado próprio e, em 1999, inicia seu Doutorado e lança a Revista ILHA. Desde 2003, Ilha está no Qualis da CAPES com o conceito Nacional A.

 

Estatísticas da Revista Ilha Antropologia

Awstats - julho 2008 - junho 2017


Google Acadêmico - Artigos mais citados

 

Taxas para submissão e publicação de textos

A Ilha - Revista de Antropologia não cobra taxas de submissão e procesamento de artigos (APCs).

 

Ética e boas práticas para publicação

Editores


A prática editorial e a relação do editor com autores e avaliadores estão amparadas no Guia para editores do Committee on Publication Ethics (COPE).


Toda decisão editorial é fundamentada na originalidade, contribuição, pertinência, vigência temática, estrutura geral e cumprimento das políticas editoriais para atendimento do escopo da revista.

Avaliadores


A avaliação se baseia no mérito do trabalho, não influenciada, positiva ou negativamente, por motivos pessoais, financeiros ou preconceitos.


As submissões e os detalhes das revisões são mantidos sob confidencialidade.


O avaliador deve se certificar e informar aos editores de qualquer potencial conflito de interesse antes do aceite da avaliação ou durante o processo.


Ao se deparar com alguma irregularidade em relação ao artigo avaliado, o avaliador deve comunicar o editor. Exemplos de possíveis irregularidades são: identificação de plágio; fabricação e/ou falsificação dos resultados; publicação redundante.


Não são aceitos pareceres que não estejam suficientemente justificados.

Autores


A indicação de autoria em um artigo científico, seguindo o Guia pra autores da COPE (inglês), se deve apenas àqueles que:


a) contribuem intelectual, direta e substancialmente na concepção da pesquisa/artigo (aquisição, análise ou interpretação dos dados apresentados);


b) participam na construção das versões preliminares ou revisão crítica do conteúdo do artigo;


c) responsabilizam-se pela autoria a fim de garantir exatidão e integridade do artigo.


O(s) autor(es) deve(m) declarar a  existência de conflito de interesses quando for o caso, utilizando o campo apropriado disponível no template notas da obra que será enviado como documento suplementar do artigo, e também no campo correspondente do sistema durante o processo de  submissão.
Os autores têm a possiblidade de fazer uma publicação ampliada disponibilizando seus dados de pesquisa como documento suplementar, sempre que se apresente em um formato aberto (https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_open_formats) e se adicione a referência bibliográfica do artigo no suplemento (quando for possível).

Retratação e manifestação de preocupação


O editor tem o dever de agir na suspeita ou alegação de má conduta identificada. Esta investigação se estende tanto às submissões quanto aos artigos publicados.


A Ilha - Revista de Antropologia tem como instrumento os fluxogramas COPE para apurar fatos e determinar as ações necessárias na resolução dos casos. Também adota o Guia pra registro e publicação de retratação do Scielo.