As representações sociais acerca de GAY entre estudantes da periferia do Rio de Janeiro

Autores

  • Luciano Luz Gonzaga Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • Andrea Velloso da Silveira Praça Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
  • Denise Rocha Corrêa Lannes Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2014v11n2p162

Palavras-chave:

Gay, Representações Sociais, Homofobia, Heterossexismo, Preconceito

Resumo

http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2014v11n2p162

O objetivo deste artigo foi identificar as Representações Sociais acerca da homossexualidade entre estudantes do Ensino Médio Regular, em uma escola pública da Baixada Fluminense, no Estado do Rio de Janeiro, segundo a orientação sexual e sexo. Foi aplicada uma questão de associação livre de palavras a partir da palavra indutora “gay”, bem como uma questão aberta sobre “o que você acha da união homoafetiva”. Nossos dados demonstraram uma crença conflitante e indefinida acerca do ser gay em ambos os sexos, assim como discursos coletivos sobre a união homoafetiva de pleno aceite pelas meninas e de homofobia familiar pelos meninos.

Biografia do Autor

Luciano Luz Gonzaga, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Doutorando em Química Biológica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista CNPq. Mestre em Química Biológica pelo Instituto de Bioquímica Médica, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Laboratório de Práxis pedagógica e Representações Sociais do Insitituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis- UFRJ; Secretaria Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro- SEEDUC.

Andrea Velloso da Silveira Praça, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Doutora em em Educação,Gestão e Difusão em Biociências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora da Universidade do Grande Rio, Coordenadora do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências. Chefe do Laboratório de prática docente em Educação, Saúde e Meio Ambiente da Universidade do Grande Rio, Duque de Caxias, RJ.

Denise Rocha Corrêa Lannes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Doutora em Educação, Gestão e Difusão em Biociências, pelo Instituto de Bioquímica Médica da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora do Instituto de Bioquímica Médica onde é coordenadora da pós-graduação Lato Sensu: Especialização em Ensino de Ciências e da pós-graduaçãoe Stricto Sensu: Mestrado Profissional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Edição

Seção

Artigos