Literatura e Infância: Detritos e Relações com o Menor

Daniela Bunn

Resumo


Neste artigo procurou-se estabelecer algumas ligações teóricas com a temática do menor: osdetritos em Walter Benjamin, a noção de literatura menor em Deleuze e Guattari, os pequenos objetos domundo da criança em Gianni Rodari. Na literatura voltada para a infância como em “Os anões deMântua” (2004), Rodari estabelece a relação com o menor ao deslocar personagens de Rigoletto (ópera deG. Verdi) para uma meta-história, os anões, inconformados com seu tamanho, procuram o segredo decrescer. Emília, em “A Chave do Tamanho” (1942), de Monteiro Lobato, enfrenta problemas, porém do“apequenamento”, como Alice de Lewis Carroll. “Bem do seu tamanho” (1986), de Ana Maria Machado,apresenta uma dialética do tamanho: ora a personagem principal é grande demais para certas coisas, ora épequena demais. A partir dos fragmentos e resíduos de uma discussão sobre o menor na crítica e no textoliterário este estudo se configura.

Palavras-chave


Literatura. Infância. Tamanho. Menor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


In-Traduções ISSN 2176-7904, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.