Um panorama do fluxo de recepção da tradução automática no cenário nacional

Cleydstone Chaves Santos

Resumo


O  presente  estudo  tem  como  objetivo  descrever  a  recepção  da  tradução  automática  (TA)  no cenário  nacional  como  resultado  do  fluxo  de  seu  desenvolvimento  no  cenário  internacional.  Para  tanto, serão adaptados conceitos da abordagem dos polissistemas oriundos da obra de Even-Zohar (1990; 1997; 2005) e Lambert (1995). A abordagem levou em conta dados da trajetória da tradução automática a partir dos  Estudos  da  Tradução  (HUTCHINS,  1999;  SOMERS,  2001;  NIÑO,  2004,  2009);  da  Ciência  da Computação  (WILKS,  2009;  GOUTE  et  al.,  2009;  KOEHN,  2010);   da  Linguística  Computacional (CASELI & NUNES, 2009; CASELI, 2009; 2010; 2011), bem como dos variados fins sociais em que ela pode  ser  útil  (SMITH,  2001;  PYM,  2011;  SANTOS,  2011).  Após  uma  pré-análise,  percebeu-se  a necessidade  de  se  considerar  alguns  parâmetros  fundamentais  do  progresso  da  TA  no  cenário internacional,  a  partir  dos  quais,  pode-se  descrever  como  ocorre  o  fluxo  da  recepção  da  TA  no  cenário nacional.

Palavras-chave


Tradução automática, Cenário Nacional, Polissistema.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


In-Traduções ISSN 2176-7904, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.