O Brasil e a dimensão econômico-social do governo Lula: resultados e perspectivas

Carlos Eduardo da Rosa Martins

Resumo


http://dx.doi.org/10.1590/S1414-49802007000100005

Este artigo avalia a trajetória da economia brasileira desde os anos 1980 e as dimensões que alcança com o governo Lula. Assinala as estruturas de poder internas que se criaram neste período e que deslocaram o eixo da acumulação para o setor financeiro. Aponta que a hegemonia financeira entra em contradição com a nova fase de expansão do capitalismo mundial iniciada em 1994, o que leva ao contraste entre as taxas de crescimento brasileiras - muito baixas - e as da economia mundial que estão em aceleração. Aponta finalmente que um dos desafios do governo Lula para atender às expectativas sociais que se criaram sobre ele, é o romper com esta hegemonia para impulsionar o desenvolvimento e a inclusão.


Palavras-chave


Governo Lula; Economia brasileira; Políticas sociais; Desenvolvimento; Lula government; Brazilian economy; Social policies; Development

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802007000100005

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.