(Des)investimento na formação docente em Educação Física: perfis e trajetórias de estudantes de licenciatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e77207

Palavras-chave:

Formação Profissional, Docente, Educação física

Resumo

Este estudo visa caracterizar e analisar o perfil e investimentos de professores em formação na licenciatura em Educação Física. O estudo é qualitativo de caráter exploratório. O instrumento para a obtenção dos dados foi a entrevista semi-estruturada. Para tratamento dos dados, foi utilizada a técnica de análise de conteúdo. Como resultado foram encontradas três categorias referente a perfis de professores em formação, são elas: “Ser professor! ”, em que os alunos demostraram compreensão ampla das finalidades da Educação Física escolar e perspectivam atuar na área; “Licenciando ao acaso”, em referência aos estudantes que ao ingressar não compreendiam a distinção das habilitações na formação ou não se identificavam com o curso, mas, ao longo da formação, têm construído uma identificação e pretendem atuar; por fim, o perfil “Desinvestimento na trajetória formativa docente”, que revela uma falta de identificação com a área de formação, que repercute em desinvestimento ao longo da trajetória de formação docente.

Biografia do Autor

Clarisse Silva Caetano, Universidade Federal de Viçosa

Graduanda em Educação Física, Universidade Federal de Viçosa

Doiara Silva dos Santos, Universidade Federal de Viçosa

Professora adjunta do Departamento de Educação Física Universidade Federal de Viçosa

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

BARROSO, João. Cultura, cultura escolar, cultura de escola. Princípios Gerais da Administração Escolar, v. 1, 2013.

BENITES, Larissa Cerignoni; SOUZA NETO, Samuel de; HUNGER, Dagmar. O processo de constituição histórica das diretrizes curriculares na formação de professores de Educação Física. Educação e Pesquisa, [S.L.], v. 34, n. 2, p. 343-360, ago. 2008.

BRASIL, Conselho Federal de Educação. Resolução nº. 03 de 16 de junho de 1987.

BRASIL. Resolução CNE/CES nº 6, de 18 de dezembro de 2018. Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Educação Física. Diário Oficial da União nº 243, de 19 de dezembro de 2018 – Seção 1– pág. 48.

CUNHA, Jose. Jailton. da. Formação do professor de Educação Física: coerências e incoerências. 2011. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNOESTE, Presidente Prudente, 2011.

FARIA, Bruno Almeida.; BRACHT, Valter.; MACHADO, Thiago Silva. Inovação pedagógia na educação física: o que aprender com práticas bem sucedidas. Ágora para la Educación Física y el Deporte, Valladolid, v. 12, p. 11-28, 2010.

FIGUEIREDO, Zenolia. Christina Campos Formação docente em Educação Física: experiências sociais e relação com o saber. Movimento (ESEFID/UFRGS), Porto Alegre, v. 10, n. 1, p. 89-111, dez. 2004.

MACHADO, Thiago da Silva; BRACHT, Valter; FARIA, Bruno de Almeida; MORAES, Claudia; ALMEIDA, Ueberson; ALMEIDA, Felipe Quintão. As Práticas De Desinvestimento Pedagógico Na Educação Física Escolar. Movimento (ESEFID/UFRGS), Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 129-147, dez. 2009.

MAFFEI, Wiler Soares; VERARDI, Carlos Eduardo Lopes; PESSÔA FILHO, Dalton Muller Formação inicial do professor de Educação Física: produções acadêmicas entre 2005 – 2014. Motrivivência, Florianópolis, v. 28, n. 49, p. 146-163, nov. 2016.

MANZINI, Eduardo José A entrevista na pesquisa social. Didática, São Paulo, v. 26/27, p. 149-158, 1990/1991.

SAVIANI, Demerval Formação de Professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 142-155, jan./abr. 2009.

SILVA, Wilson Rufino. A prática de ensino na formação docente: conversando com os/as discentes-professore/as. Recife: O Autor, 2005. 135 Folhas.

SOUZA, Lucena.; SOUZA, Juliana Tarrago, BIANCHI, Marcia Atividades complementares no curso de ciências contábeis da universidade federal do rio grande do sul: habilidades e competências. Trabalho de Conclusão de Curso, 2015, Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 73, p. 209-244, dez. 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação Profissional. 5º Edição. Petrópolis, RJ. Vozes 2002.

ZANATTA, Jacir Afonso.; COSTA, Mauricio Luis. Algumas reflexões sobre a pesquisa qualitativa nas ciências sociais. Estud. pesqui. psicol., Rio de Janeiro , v. 12, n. 2, p. 344-359, ago. 2012.

Downloads

Publicado

2020-12-15

Edição

Seção

Artigos Originais