Filosofia da educação: uma disciplina entre a dispersão de conteúdos e a ausência de uma identidade

Autores

  • Maria Betânia Barbosa Albuquerque Universidade do Estado do Pará (UEPA),

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Educação-Filosofia, Currículos, Professores, -formação, Philosophy-Educationt, Curriculum, Teacher's education.

Resumo

Este estudo tem como objetivo a análise do currículo formal da
disciplina Filosofia da Educação nos cursos de Pedagogia. Tomou-se como universo de estudo dez universidades públicas, situadas em diferentes regiões brasileiras. Buscou-se compreender a Filosofia da Educação através de uma perspectiva legal e através dos textos de intelectuais que escrevem a seu respeito. A análise foi baseada nos estudos da Sociologia do Currículo, visando a compreensão do processo de seleção dos conteúdos de ensino e da existência de hierarquias entre tais conteúdos. Finalmente, analisou-se a formação acadêmica dos professores de Filosofia da Educação e os investimentos intelectuais feitos neste campo.

Biografia do Autor

Maria Betânia Barbosa Albuquerque, Universidade do Estado do Pará (UEPA),

Pedagoga (1990), Mestre em Educação (1996) pela UFMG, doutora em Educação: História, Política, Sociedade pela PUC-SP. Pós-doutoranda no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC). Professora da UEPA. Mais informações: http://lattes.cnpq.br/6849661131305117

Downloads

Publicado

1998-01-01