Sucesso escolar: representações sociais de universitários de baixa renda vinculados a cursos de alta seletividade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2019.e50046

Palavras-chave:

Sucesso Escolar, Representações Sociais, Estudantes

Resumo

O artigo identifica as representações sociais de sucesso escolar de estudantes provenientes de escolas públicas, matriculados em cursos de alta seletividade da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A pesquisa envolveu quatro estudantes vinculados aos cursos de Medicina, Engenharia Civil, Direito e Engenharia de Automação. Para a coleta de dados, utilizamos uma entrevista narrativa, por meio da qual obtivemos informações relativas à trajetória escolar dos investigados. Analisamos os dados utilizando a técnica de Análise de Conteúdo. Os resultados indicam representações sociais de sucesso escolar construídas com base no mérito próprio, intermediadas pela escola pública. O sucesso escolar não se reduz a resultados, mas se articula ao contexto e/ou às condições que o propiciam.

Biografia do Autor

Laeda Bezerra Machado, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Doutora em Educação, professora vinculada ao Departamento de Administração Escolar e Planejamento  Educacional e Programa de Pós-graduação em Educação Núcleo de Formação de Professores e Prática Pedagógica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife, Pernambuco, Brasil. Bolsista do CNPq.  E-mail: laeda01@gmail.com

Williany Fênix de Souza Silva, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Mestre em Educação pela UFPE

Referências

BARBOSA, M.L. de O. Ensaio Bibliográfico As Profissões no Brasil e sua Sociologia. DADOS Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, Vol. 46, n° 3, 2003, pp. 593 a 607.

BRASIL, Lei Nº 9.394/96 de 20 de dezembro 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

CARNEIRO, M. A. B.. A educação infantil, as políticas públicas e o Banco Mundial. PUC viva Revista, São Paulo, n.21, p. 67-79, 2004.

CARVALHO, A. M. J. Compreendendo o inusitado: o processo educativo de um aluno que conseguiu concluir o 1 ciclo do ensino fundamental obtendo sucesso escolar quando a previsão era de fracasso. Tese (Doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. 2006.

CHARLOT, B. Sucesso e fracasso escolar: visões e proposições. In:____. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

COSTA, C. M. O. Sucesso escolar de jovens egressos da escola pública: do ensino médio para o superior. Dissertação (Mestrado em Educação) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. 2013.

CURY, C. R. J. Direito à educação: direito à igualdade, direito à diferença. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 116, p. 245-262, jul. 2002.

JODELET, D. Representação sociais um domínio em expansão. (2001) In: ______ As representações sociais. Tradução: Lilian Ulup. Rio de Janeiro: EDUERJ. 2001. p. 17-44.

JOSSO, M. C. A transformação de si a partir das histórias de vida. Educação. 2007. Porto Alegre/RS, n 3, p. 413-438.

JOVCHELOVITCH, S. Representações Sociais: Para uma fenomenologia dos saberes sociais – Psicologia & Sociedade 10(1) jan./jun.1998. p.54-68.

LAHIRE, B. Sucesso escolar nos meios populares: as razões do improvável. São Paulo: Ática, 1997.

MARTINNI, M. L.; DEL PRETTE, Z. A. P. Atribuições de causalidade para o sucesso e o fracasso escolar dos seus alunos por professoras do ensino fundamental. Interação em Psicologia, v. 2, n. 6, p. 149-156, 2002.

MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise. Tradução de Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar. 1978. 291p.

MOSCOVICI, S. Representações Sociais: investigações em psicologia social. Trad. Pedrinho A. Guareschi. 7ª Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

NOGUEIRA, M. A. Favorecimento econômico e excelência escolar. Revista Brasileira de Educação. 2004. n 26, p 133 – 184

SAAVEDRA, L. Alunas da classe trabalhadora: sucesso acadêmico e discurso de regulação. Psicologia Reflexão e Crítica, v. 2, n. 17, p. 267-276, 2004.

SZYMANSKI, H. (Org.). A entrevista na pesquisa em educação: a prática reflexiva. Brasília: Líber Livro Editora, 2004.

TRAD, M, F. O sucesso escolar de alunos dos meios populares na década de 60, no Colégio Estadual de Minas Gerais: reconstruindo as suas trajetórias. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais. 2009.

TASSONI, E. C. M. As experiências de sucesso na aprendizagem e suas relações com a permanência na escola. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, 16(1): 57-64, jan./jun., 2011.

VIANA, M. J. B. Longevidade escolar em famílias de camadas populares: algumas condições de possibilidade. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Minas Gerais, 1998.

ZAGO, N. Quando os dados contrariam as previsões estatísticas: os casos de êxito escolar nas camadas socialmente desfavorecidas. Revista Paidéia, FFCLRP-USP, Rib. Preto, v. 10, n. 18, p. 70-80. jan/julho 2000.

ZAGO, N. Prolongamento da escolarização nos meios populares e as novas formas de desigualdades educacionais. In: Paixão, Lea P.; ZAGO, Nadir. (Org.). Sociologia da Educação. Pesquisa e realidade brasileira. 1ed. Petrópolis: Vozes, 2007, v. 01, p. 128-153

Downloads

Publicado

2019-06-28