Emancipação (“Müendigkeit”) e formação: bases críticas para a educação autorreflexiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2019.e61992

Palavras-chave:

Formação cultural, Consciência crítica, Theodor W. Adorno

Resumo

A concepção de emancipação em Theodor W. Adorno é tomada como princípio formativo pelo qual uma cultura autêntica se realiza. Ela é encarada como um projeto que uma sociedade livre e democrática necessita perseguir e possibilitar aos seus membros, dando as condições para a conquista de uma identidade própria, por meio de uma formação cultural permanente, envolvimento todas as instituições formativas. A consciência sobre os elementos determinantes da pseudoformação que encaminham a educação é tarefa de uma formação crítica e autorreflexiva, a qual vislumbra como fim último a reconquista da dignidade humana perdida nas práticas sociais fundadas na manutenção do capital.

Biografia do Autor

José Mateus Bido, Instituto Federal do Paraná - IFPR

Doutor em educação pelo Programa de Doutorado da Universidade Estadual de Maringá. Mestre em Filosofia pela UNIOESTE, Campus Toledo-PR.

Maria Terezinha Bellanda Galuch, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (1996), Doutorado em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004). 

Referências

ADORNO, T. W. Capitalismo tardio ou sociedade industrial. In: COHN, Gabriel. Theodor Adorno. São Paulo: Ática, 1986. P. 62-75.

ADORNO, T. W. A Técnica Psicológica das Palestras Radiofônicas de Martin Luther Thomas [1943]. (I Parte : O elemento pessoal: caracterização do agitador) [Gesammelte Schriften Vol. 9, tomo II (Soziologiche Schriften II). Frankfurt: Suhrkamp Verlag, 1975, pp. 11-37 – Tradução de Francisco Rüdiger.). Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/adorno/ano/mes/palestras.htm. Acesso em: 20 dez. 2018.

ADORNO, T. W. A Teoria freudiana e o padrão da propaganda fascista. Publicado originalmente em Psychoanalysis and the Social Sciences 3 (408-433) 1951. Reproduzido em Gesammelte Schriften Vol. 8, T. I. Tradução: Gustavo Pedroso. In: Margem Esquerda-Ensaios marxistas. N.º 07. São Paulo: Boitempo, 2006. p. 164-189.

ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. 4ª Ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2006.

ADORNO, T. W. Liderança Democrática e Manipulação de Massas [1951]. Reproduzido de Gesammelte Schriften Vol. 20, T. I [Soziologische Schriften] Frankfurt: Surhkamp Verlag, 1986, p. 267-286. Traduzido por Francisco Rüdiger. Disponível em: https://nupese.fe.ufg.br/up/208/o/Theodor_Adorno_-_Lideran%C3%A7a_democr%C3%A1tica_e_manipula%C3%A7%C3%A3o_de_massas.htm?1349567546. Acesso em: 13 mar. 2019.

ADORNO, T. W. Teoria da Semicultura. Tradução de Newton Ramos-de-Oliveira, Bruno Pucci e Cláudia B. M. de Abreu. In: Revista Educação e Sociedade nº. 56, ano XVII, p. 388-411, 1996.

ADORNO, T. W. Terminologia Filosófica. Vol. I. Madrid: Taurus, 1976.

ADORNO, T. W. Terminologia Filosófica. Vol. II. Madrid: Taurus, 1977.

GIOCAIA JUNIOR, Oswaldo. A Educação em Nietzsche e Adorno. In: PUCCI, Bruno, ALMEIDA, Jorge; LASTÓRIA, Luiz Antônio Calmon. Experiência Formativa & emancipação. São Paulo: Nankin, 2009. P. 37-67.

HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W. Dialética do Esclarecimento. Rio do Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1985.

HORKHEIMER, Max. Eclipse da Razão. São Paulo: Centauro, 2000.

JAY, Martin. As idéias de Adorno. São Paulo: Cultrix: Editora da universidade de São Paulo, 1988.

KANT, Immanuel. Textos Seletos. 4ª Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008, p. 63-71.

MARCUSE, Herbert. A Ideologia da Sociedade Industrial: o homem unidimensional. 4ª ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1973.

NOBRE, Marcos. A Teoria Crítica. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

PERIUS, Oneide. Esclarecimento e Dialética Negativa. Sobre a negatividade do conceito em Theodor W. Adorno. Coleção Diá-logos 12. Passo Fundo: Instituto Superior de Filosofia Berthier, 2008.

PUCCI, Bruno (org.). Teoria Crítica e Educação. A questão da formação cultural na Escola de Frankfurt. Petrópolis, RJ: Vozes; São Carlos, SP: EDUFISCAR, 1995.

PUCCI, Bruno, RAMOS-DE-OLIVEIRA, Newton; ZUIN, Antônio Álvaro Soares. Adorno: o poder educativo do pensamento crítico. 2ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.

PUCCI, Bruno, GOERGEN, Pedro; FRANCO, Renato (Org.). Dialética Negativa, Estética e Educação. Coleção educação em debate. Campinas, SP: Editora Alínea, 2007.

PUCCI, Bruno, ALMEIDA, Jorge; LASTÓRIA, Luiz Antônio Calmon. Experiência Formativa & emancipação. São Paulo: Nankin, 2009.

THOMSON, Alex. Compreender Adorno. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. (Série Compreender).

WIGGERSHAUS, Rolf. A Escola de Frankfurt. História, desenvolvimento teórico, significação política. 2ª ed. Rio de Janeiro: DIFEL, 2006.

Downloads

Publicado

2019-12-19