Teste de resistência de força de membros superiores para idosos: comparação entre halteres com pesos diferentes

Autores

  • Lucélia Justino Borges Universidade Federal de Santa Catarina
  • Adilson Santana Cardoso Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Tânia Rosane Bertoldo Benedetti Universidade Federal de Santa Catarina
  • Giovana Zapellon Mazo Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Marize Amorim Lopes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Adriano Ferreti Borgatto Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2008v10n3p261

Palavras-chave:

Idoso, Resistência de força, Avaliação, Testes de aptidão, Atividade física, Elderly, Strength resistance, Evaluation, Aptitude Tests, Motor activity.

Resumo

O objetivo do estudo foi comparar o desempenho de idosos no teste de resistência de força de membros superiores (RESISFOR) com halteres de diferentes pesos (1,8 kg e 2 kg para mulheres e 3,6 kg e 4 kg para homens). A amostra foi constituída por 407 idosos (349 feminino e 58 masculino), com idade de 60 a 88 anos, praticantes de exercício físico por, no mínimo, seis meses. O instrumento utilizado foi o RESISFOR da bateria de testes American Alliance for Health, Physical Education, Recreation & Dance (AAHPERD). Foram realizadas duas execuções do teste com halteres de pesos diferentes, RESISFOR (1,8 Kg e 3,6 Kg) e ESISFOR “ajustado” (2 Kg e 4 Kg). Para a análise dos dados, procedeu-se a análise descritiva, Teste t de Student para amostras independentes, Teste t pareado para amostras dependentes e ANOVA com post-hoc de Tukey, adotando-se nível de significância de 5%. Os resultados demonstraram que a utilização de halteres com pesos de 2 e 4 kg, parece não afetar o desempenho dos idosos, principalmente do sexo masculino. Para o sexo feminino, detectou-se diferença significativa nas médias na segunda comparação realizada para o gênero. Todavia, essa diferença pode ter sido decorrente de fatores externos ao teste, visto que, as maiores médias obtidas foram para o RESISFOR “ajustado”. Diante disso, busca-se facilitar ainda mais a avaliação da capacidade funcional da população idosa, sendo recomendada, para o RESISFOR, a utilização de halteres com peso de 2 Kg para mulheres e 4 kg para os homens, que são de baixo custo, fácil aquisição e acesso no comércio brasileiro.

Biografia do Autor

Lucélia Justino Borges, Universidade Federal de Santa Catarina

Mais informações:
Currículo Lattes

Tânia Rosane Bertoldo Benedetti, Universidade Federal de Santa Catarina

Mais informações:
Currículo Lattes

Marize Amorim Lopes, Universidade Federal de Santa Catarina

Mais informações:
Currículo Lattes

Adriano Ferreti Borgatto, Universidade Federal de Santa Catarina

Mais informações:
Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2008-07-18

Edição

Seção

Artigos Originais