Efeitos do exercicio físico em parâmetros moleculares da via de sinalização da insulina e obesidade

Autores

  • Joni Marcio de Farias Universidade do Extremo Sul Catarinense

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2014v16n5p588

Palavras-chave:

Exercício físico, obesidade, resistência insulina

Resumo

A prevalência da obesidade e diabetes mellitus tem aumentado significativamente nos últimos anos e o conhecimento de que o tecido adiposo tem atividade endócrina e desempenha funções importantes na regulação da inflamação e no metabolismo energético por meio de mecanismos moleculares entre outros é fonte de novas pesquisas. Este trabalho versa sobre os mecanismos moleculares envolvidos na obesidade e diabetes principalmente em tecidos periféricos bem como a relação do exercício físico neste contexto, em forma de revisão bibliográfica. A metodologia foi levantamento bibliográfico nas principais bases de dados: Scielo e PubMed, publicados no período de 1998 a 2012. Os estudos tem demonstrado uma inter-relação entre os mecanismos moleculares envolvidos no desenvolvimento da obesidade e diabetes em tecidos periféricos e centrais. Do ponto de vista do exercício físico, vários estudos demonstram uma contribuição muito grande na diminuição da prevalência, no controle e até mesmo no tratamento da obesidade e diabetes. No entanto há necessidade de estudos mais aprofundados relacionando diversos tipos de exercício físico, em volumes e intensidades diferentes e preferencialmente com humanos, bem como o modelo de estudo, que quando utilizado animais, os programas de exercício devem ser desenvolvidos concomitantemente com alimentação rica em gordura, verificando mais intensamente o exercício físico e o seu real papel na prevenção destas doenças.

 

Biografia do Autor

Joni Marcio de Farias, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Grupo de Extensão e Pesquisa em Exercício e Saúde. Criciúma, SC

Downloads

Publicado

2014-08-04

Edição

Seção

Artigos de Revisão