Associação entre a aptidão física relacionada à saúde e o desempenho acadêmico em adolescentes

Autores

  • Fábio Jorge Santos de Castro Instituto Federal de Sergipe
  • Antonio Cesar Cabral de Oliveira Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.1590/1980-0037.2016v18n4p441

Palavras-chave:

Adolescentes, Aptidão física, Desempenho acadêmico

Resumo

 

Este estudo objetivou verificar a associação entre os componentes da aptidão física relacionada à saúde e o desempenho acadêmico em adolescentes. Participaram desse estudo transversal 326 estudantes de 15 a 18 anos do Instituto Federal de Sergipe (IFS). Os dados relativos à aptidão física foram coletados mediante aplicação dos seguintes testes: índice de massa corporal, sentar e alcançar, abdominal em 1 minuto e corrida de uma milha, que compõem a bateria de testes da American Aliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance. O desempenho acadêmico foi medido pelas notas do bimestre nas disciplinas que compõem as áreas de conhecimento: linguagens e códigos, ciências da natureza e ciências humanas, obtidas junto ao registro escolar do IFS. Estudantes com médias ≥ 6,0 foram considerados com desempenho acadêmico satisfatório. A prevalência de inaptidão física na amostra foi de 15,8% (moças 15,4%; rapazes 16,4%) na composição corporal, 32,3% (moças 23,1%; rapazes 41,5%) na flexibilidade, 93,0% (moças 95,8%; rapazes 90,2%) na força/resistência muscular e 86,9% (moças 85,3%; rapazes 88,5%) na resistência cardiorrespiratória. Sobre o desempenho acadêmico, a prevalência de adolescentes abaixo da média foi de 8,8% (moças 5,6%; rapazes 12,0%) nas linguagens e códigos, 24,5% (moças 19,5%; rapazes 29,5%) nas ciências da natureza e 12,8% (moças 11,9%; rapazes 13,7%) nas ciências humanas. Adolescentes com baixos níveis de resistência cardiorrespiratória apresentaram mais chances de terem pior desempenho acadêmico (OR=2,39; IC95%=1,05-5,44). Conclui-se que baixo nível de resistência cardiorrespiratória se associou com pior desempenho acadêmico.

Biografia do Autor

Fábio Jorge Santos de Castro, Instituto Federal de Sergipe

Instituto Federal de Sergipe

Antonio Cesar Cabral de Oliveira, Universidade Federal de Sergipe

Universidade Federal de Sergipe

Downloads

Publicado

2016-09-19

Edição

Seção

Artigos Originais