Políticas Editoriais

Foco e Escopo

FOCO, ESCOPO E POLÍTICA

O comitê editorial da Revista Estudos Feministas decidiu utilizar o feminino como padrão para os textos de normas e políticas editoriais. Essa decisão levou em conta a acessibilidade dos textos para pessoas com deficiência visual e como uma ação afirmativa para valorizar a escrita das mulheres, que são a maioria das colaboradoras da REF. Esperamos que todas, todos e todes sintam-se incluídas nesta linguagem.

A Revista Estudos Feministas (REF) tem como foco as questões de gênero e feminismos, que podem ser tanto relativos a uma determinada disciplina quanto interdisciplinares em sua metodologia, teorização e bibliografia. A cobertura temática contribui para o estudo das questões de gênero, sendo provenientes de diversas disciplinas: sociologia, antropologia, história, literatura, estudos culturais, ciência política, medicina, psicologia, teoria feminista, semiótica, demografia, comunicação, psicanálise, entre outras.

A REF está estruturada em sete seções: artigos, artigos temáticos, ponto de vista, dossiês, seção temática, seção debate e resenhas, com diferentes abordagens, tipos de manuscritos e modo de avaliação. Publica três vezes ao ano, tem circulação nacional e internacional, sendo importante referência na América Latina. Aceita textos originais em fluxo contínuo nos idiomas: português, inglês e espanhol, sob a forma de artigos, ensaios e resenhas (mais informações na política de seção e nas “Diretrizes para Autoras”).

 

Políticas de Seção

Artigos

Os Artigos conterão análises de resultados de estudos empíricos ou poderão abordar questões teóricas e metodológicas, obedecendo a critérios e regras já consagrados pela cultura acadêmica.

Revista Estudos Feministas oferece às autoras a oportunidade de apresentar seu artigo para publicação também em inglês, desde que a tradução seja feita por tradutoras indicadas pela equipe editorial da Revista. Nestes casos, o artigo será publicado em inglês e em português ou espanhol. Os custos do processo de tradução devem ser assumidos pelas autoras.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos Temáticos

Os Artigos Temáticos compreendem um conjunto de artigos já avaliados e aceitos para publicação pela Revista Estudos Feministas que, coincidentemente, se referem a um mesmo tema. São convidadas para organizá-los e apresentá-los uma ou mais editoras e/ou acadêmicas, em conformidade com seus interesses de pesquisa e familiaridade com o tema em que foram produzidos os textos já aprovados por pareceristas ad hoc. Os artigos devem ser de cunho acadêmico-científico, resultado de pesquisa aplicada ou teórica, e contribuir com suas análises, para o campo dos estudos feministas e/ou de gênero.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Seção Temática

A Seção Temática resulta de proposta de uma organizadora, externa ou não ao grupo de editoras, para chamar à submissão de artigos acadêmicos sobre tema de interesse do campo de estudos feministas e de gênero, para publicação agendada com a coordenação editorial da Revista, os quais, assim como todos os outros artigos publicados nesta Revista, devem ser submetidos à avaliação de pareceristas externos.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ponto de Vista

A seção Ponto de Vista é formada por ensaios e entrevistas. Os Ensaios resultarão de reflexões sobre um determinado tema, elaborados de modo mais flexível e aberto, os quais serão definidos como tal pela equipe editorial da Revista a partir das submissões realizadas por meio da seção “artigos”. As Entrevistas, que serão editadas em formato compatível com sua publicação, deverão ser realizadas com profissionais, acadêmicas, ativistas, cuja contribuição seja relevante para o desenvolvimento dos interesses do campo.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Os Dossiês devem conter artigos sobre temas atuais e polêmicos que contribuam para o debate epistemológico e político na área, devendo ser coordenados por profissional ou profissionais de reconhecida competência sobre a temática proposta para a seção, a qual deverá ser submetida para apreciação da editoria de dossiês e também pela coordenação editorial. Os textos se constituem em um conjunto de trabalhos sobre tema associado a movimentos político-sociais, dentro ou fora da academia, selecionados e organizados pela coordenadora do dossiê. Os trabalhos podem incluir, além de artigos e ensaios, vários outros gêneros textuais, como depoimentos, descrições, propostas, manifestos, estudos de caso, enfim, sem necessariamente se adequar a normas acadêmico-científicas rígidas devido a seu cunho mais voltado a organizações militantes.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Debates

A seção Debates dedica-se à retomada ou introdução de tópico importante nos estudos feministas ou de gênero, através da (re)publicação de um artigo seminal ou polêmico, seguido de comentários e críticas por especialistas na área. É organizada pelas editoras da seção, que se responsabilizarão por sua avaliação.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

A seção de Resenhas divulgará comentários críticos, avaliados pelas componentes da editoria de resenhas, sobre obras relevantes na área, publicadas no Brasil nos últimos dois anos ou no exterior nos últimos quatro anos.

Editores
  • Jair Zandoná
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

PROCESSO DE AVALIAÇÃO

Avaliação inicial

Primeiramente, os textos passam por uma apreciação preliminar realizada pela equipe da Revista para verificar se a submissão atende as normas. Nesta etapa, se os trabalhos não atenderem as normas são rejeitados e as autoras orientadas a fazer as correções necessárias e realizar nova submissão. Também nesta etapa os trabalhos serão submetidos à ferramenta de reconhecimento de similaridade de texto, a fim de verificar se há plágio.

Em seguida, os artigos passam por uma avaliação do corpo editorial da Revista para constatar se o texto se enquadra no escopo da Revista em termos de originalidade, qualidade e temática, e se uma avaliação externa integral é justificada. Os artigos aprovados nesta etapa serão enviados para avaliadoras externas.

Frisamos que artigos que não estiverem completamente de acordo com as especificações das normas da Revista não serão considerados. Todas as informações sobre normas e formatação dos textos encontram-se no menu "Diretrizes para autoras".

Avaliação por pares

A Revista Estudos Feministas realiza avaliação “duplo-cega”, ou seja, nem o nome da autora (ou autoras), nem o nome das avaliadoras são revelados umas às outras.

A Revista Estudos Feministas não aceita artigos e ensaios que já estejam sendo considerados para outras publicações ou que já tenham sido publicados em outros periódicos ou livros. Em caso de dúvida sobre nossos procedimentos editoriais, ou caso queira obter informações, por favor, entre em contato através do e-mail: ref@cfh.ufsc.br.

Os textos aprovados na etapa inicial são encaminhados para duas avaliadoras ad hoc especialistas no tema abordado no artigo.

No caso de haver uma disparidade nos pareceres, uma terceira avaliadora deve ser chamada para avaliar o artigo. Caso as disparidades não sejam superadas, devem as editoras emitir a decisão final.

A comissão editorial solicita às pareceristas externas ad hoc que avaliem o texto em 20 dias. A autora receberá, após o processo de revisão externa, os comentários das avaliadoras com a remoção das notas de identificação.

Aceitação condicional

Se as revisões externas forem favoráveis, o texto será aceito sob a condição de a autora tratar adequadamente as questões levantadas pelas avaliadoras. O artigo deverá ser reapresentado em no máximo 30 dias com destaque nas modificações realizadas. Quando a autora reenviar o texto, posteriormente, este será examinado pela editoria de artigos e, caso necessário, por pelo menos uma das avaliadoras ad hoc originais. Esse processo é exigido para constatar se as modificações sugeridas foram tratadas adequadamente, para que o manuscrito seja aceito para publicação.

Rejeição e nova submissão

A rejeição pode ocorrer após a avaliação inicial, ou avaliação feita por pares, e também após a revisão e reapresentação do trabalho no prazo estipulado. Se as avaliações ad hoc indicarem a necessidade de uma revisão substancial, o trabalho será rejeitado. Se houver interesse da autora, o artigo poderá ser submetido novamente, desde que incorpore as orientações dadas pelas avaliadoras. Nesse caso, a autora deverá informar na carta de apresentação que uma versão anterior do artigo já foi avaliada pela Revista.

A comissão editorial espera que as autoras reconheçam a importância de um processo rigoroso de revisão para assegurar uma alta qualidade acadêmica. Ainda que nenhum sistema seja infalível, a política editorial da Revista Estudos Feministas propõe-se a manter a qualidade de um periódico que é considerado referência nos estudos gênero e feminismos no Brasil e na América Latina.

 

Periodicidade

Quadrimestral.

 

Política de Acesso Livre

Esta Revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Revista Estudos Feministas se preocupa com o acesso ao conteúdo a longo prazo.  Caso ocorra algum sinistro nos servidores, os arquivos digitais da Revista estão preservados na Rede Cariniana, que utiliza o programa LOCKSS. O LOCKSS cria um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes, o qual permite que elas criem arquivos permanentes da Revista para a preservação e restauração.

 

Estatísticas da Estudos Feministas

 

Portal

Acessos

downloads

Periódicos UFSC 2017

423.259

97.439

Scielo 2017

954.045

278.167

Redalyc 2016

119.000

119. 000

Total

1.496.304

494.606

 

Recomendações de conduta ética e procedimentos

A Revista Estudos Feministas segue as recomendações de conduta ética e procedimentos do Committee on Publication Ethics (COPE), disponíveis nesta página.