Gênero e ensino de Artes Visuais: desafios, armadilhas e resistências

Taís Ritter Dias, Luciana Gruppelli Loponte

Resumo


Este artigo origina-se de uma inquietação suscitada pela ausência de pesquisas acadêmicas
que articulem estudos de gênero e ensino de Artes Visuais. Para friccionar e problematizar o silêncio que ronda este tema, realizamos três movimentos. Iniciamos contextualizando alguns impasses que reiteradamente têm afastado a discussão de gênero da disciplina; em seguida, realizamos a análise de alguns artigos – disponíveis nos anais de dois importantes eventos da área de arte e educação – que abordam a temática. Nessa análise, lançamos mão dos conceitos gênero, poder e resistência, apreendidos de autores e autoras vinculados ao pós-estruturalismo, visando ao apontamento de alguns desafios colocados por esses artigos. No último movimento, esboçamos algumas intervenções feministas, ensejando que tais discussões se proliferem no ensino de arte.


Palavras-chave


Estudos de gênero; Ensino de artes visuais; Feminismos

Texto completo:

PDF

Referências


ALSOUZA, Daysa Darcin; PUCCETTI, Roberta. “Poética visual do feminino na educação: a identidade feminina adolescente”. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS – SUBJETIVIDADES, UTOPIAS E FABULAÇÕES, 20., 2011, Rio de Janeiro, UERJ. Anais... Rio de Janeiro: ANPAP, 2011, p. 392-405.

ARAÚJO, Evaldo Miranda de. “O machismo em imagens”. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS – TRANSVERSALIDADES NAS ARTES VISUAIS, 18., 2009, Salvador, UFBA. Anais... Salvador: ANPAP, EDUFBA, 2009, p. 3281-3295.

ARAÚJO, Roberta Melo. “Interculturalidade e gênero no ensino de artes visuais: vivências de uma brasileira em meio a egípcias de Alexandria”. In: CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL – ARTE/EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA: METAMORFOSES E NARRATIVAS DO ENSINAR E APRENDER, 24., 2014, Ponta Grossa. Anais... Ponta Grossa: UEPG, 2014.

BRASIL. Lei 13.415, de 17 de fevereiro de 2017. Disponível em https://legis.senado.leg.br/norma/602639.

BRASIL. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm.

BUCHMANN, Luciano Parreira; FIGUEIREDO, Mariana Galli. “Professoras e suas escolhas: estratégias à dominação masculina no ensino da arte por meio do grupo de estudos em artes visuais – Polo Arte na escola da FAP”. In: CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL – ARTE/EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA: METAMORFOSES E NARRATIVAS DO ENSINAR E APRENDER, 24., 2014, Ponta Grossa. Anais... Ponta Grossa: UEPG, 2014.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

COUTINHO, Andréa Senra. Poéticas do feminino/feminismo na arte contemporânea: transgressões para o ensino de artes visuais em escolas. 2009. Tese (Doutorado em Estudos da Criança) – Universidade do Minho, Braga, Portugal.

DIAS, Belidson. O i/mundo da educação da cultura visual. Brasília: Editora da Pós-Graduação em Arte da Universidade de Brasília, 2011.

DIAS, Taís Ritter. Ensino de arte e feminismos: urdiduras entre relações de poder e resistências. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

EFLAND, Arthur; FREEDMAN, Kerry; STUHR, Patrícia. La educación en el arte posmoderna. Barcelona: Paidos, 2003.

ERIBON, Didier. Michel Foucault. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

FOUCAULT, Michel. A história da Sexualidade I: A Vontade de Saber. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz & Terra, 2014.

FRADE, Isabela; CAETANO, Alessandra; GÓES, Jéssica; SARAIVA, Letícia. “Refletores em convergência: questões de gênero”. In: CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL – ARTE/EDUCAÇÃO: CORPOS EM TRÂNSITO, 22., 2012, São Paulo. Anais... São Paulo: UNESP, 2012.

JARDIM, Silvia Regina Marques; ABRAMOWICZ, Anete. “Tendências da produção paulista sobre gênero e educação: um balanço de dissertações de mestrado”. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 2, n. 3, p. 93-117, mar. 2005.

LOPONTE, Luciana Gruppelli. “Pedagogias visuais do feminino: arte, imagens e docência”. Currículo sem fronteiras, v. 8, n. 2, p. 148-164, jul./dez. 2008.

LOPONTE, Luciana Gruppelli. “Artes visuais, feminismos e educação no Brasil: a invisibilidade de um discurso”. Universitas Humanística, p. 143-163, jan./jun. 2015.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pósestruturalista. Petrópolis: Vozes, 2003.

MOSÉ, Viviane. Toda Palavra. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2006.

PINTO, Céli Regina Jardim. Com a palavra o senhor presidente José Sarney: ou como entender os meandros da linguagem do poder. São Paulo: Hucitec, 1989.

POLLOCK, Griselda. Vision and difference: feminism, feminity and the histories of art. New York: Routledge, 2003.

PRECIADO, Beatriz. “Multidões queer: notas para uma política dos ‘anormais’”. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 11-20, jan./abr. 2011.

ROSEMBERG, Fúlvia. “Caminhos cruzados: educação e gênero na produção acadêmica”. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 27, n. 1, p. 47-68, jan./jul. 2001.

SCHWENGBER, Maria Simone Vione. “O uso das imagens como recurso metodológico”. In: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (Orgs.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012. p. 261-278.

SCOTT, Joan. “Gênero: uma categoria útil de análise histórica”. Educação e Realidade, v. 20, n. 2, p. 71-99, jan./dez. 1995.

SILVA, Silvia Tereza Moura; VIDAL, Fabiana Souto Lima. “Mulheres artistas: relato de uma aprendizagem mútua”. In: CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL – ARTE/EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA: METAMORFOSES E NARRATIVAS DO ENSINAR E APRENDER, 24., 2014, Ponta Grossa. Anais... Ponta Grossa: UEPG, 2014.

SOUZA, Edvandro Luise Sombrio de. Fronteiras, lugares de solidariedade: O que dizem os programas de Artes Visuais para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental sobre as diversidades sexuais e de gênero? 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.




DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n356280

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.