O desamparo dos adolescentes pobres na cidade de Maringá

Autores

  • Angela Maria Pires Caniato Pós-graduação em Psicologia, Universidade Estadual de Maringá
  • Mônica Salci Capelasso Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2016v50n2p375

Palavras-chave:

desamparo, indústria cultural, adolescente pobre, sociedade de consumo

Resumo

Na contemporaneidade os vínculos interpessoais mostram-se mais frouxos, o consumismo se intensifica e a violência é incorporada de modo cada vez mais hostil, especialmente com relação aos adolescentes pobres. À luz da Psicopolítica (Freud e Theodor Adorno), foi feito um levantamento bibliográfico para obter maior compreensão das ideologias que perpassam tais acontecimentos e das suas interferências na intensificação da apatia, do preconceito e do desamparo. Essas diferentes expressões da violência fragilizam a identidade subjetiva dos adolescentes de classes socioeconômicas desfavorecidas da cidade de Maringá - PR. Nesse cenário social, esses adolescentes pobres introjetam tais atributos sociais de malignidade e periculosidade e não conseguem se apropriar de uma reflexão crítica - consequentemente, exibem um funcionamento egoico fragilizado. Esse artigo está vinculado ao Projeto Pesquisa Intervenção “PHENIX: A Ousadia do Renascimento do Indivíduo-Sujeito – Fase III”, que sustenta essa compreensão e orienta uma proposta de cooperação junto a estes adolescentes.

 

Biografia do Autor

Angela Maria Pires Caniato, Pós-graduação em Psicologia, Universidade Estadual de Maringá

Curso de graduação em Psicologia (Licenciatura e Formação de Psicólogos) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1968), titulação em Psicologia Clínica e Social pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), Mestra em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1986) e Doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1995). Trabalha com a Psicanálise sob a abordagem Psicopolítica de Theodor Adorno e vem publicando artigos em Revistas e Livros fundamentados na TEORIA CRÍTICA. Coordena projeto de Pesquisa Intervenção sob esse enfoque teórico-metodológico. Editou dois livros como coordenadora (um no prelo). Atualmente é Professora do Curso de Mestrado em Psicologia -linha de Pesquisa Epistemolgia e Práticas Sociais - da Universidade Estadual de Maringá-PR (UEM). Atua como pesquisadora nos seguintes temas: Psicanálise;Indústria Cultural;Violência , Preconceitos Sociais e Subjetividade .É representante do Núcleo de Maringá da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Possui experiência na área de Psicologia Clínica Psicanalítica e realiza atendimentos psicoterapêuticos sob esta linha teórico-metodológica.

Mônica Salci Capelasso, Universidade Estadual de Maringá

Psicóloga. Mestranda em Psicologia na Universidade Estadual de Maringá - PR. 

Referências

ADORNO, T, W; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento. Trad. Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed, 1985.

ARAUJO, Marivânia C. O bairro Santa Felicidade por ele mesmo. Espaço urbano e formas de representações sociais em Maringá, Paraná. 2005. 299 f. Tese (Doutorado em Sociologia) -Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, 2005.

ARPINI, M. A. Adolescência, situação de risco e violência. In: Violência e Exclusão: adolescência em grupos populares. Bauru, SP: EDUSC, 2003.

BEGUOCI, L.; Rolezinho e a desumanização dos pobres. Disponível em: <http://www.oene.com.br/rolezinho-e-desumanizacao-dos-pobres/> Acesso em: 20 mar. 2014.

CANIATO, A. M.P. Subjetividade e Violência- desafios contemporâneos para a psicanálise. Maringá: Eduem, 2009.

CANIATO, A. M.P. A violência do preconceito: a desagregação dos vínculos coletivos e das subjetividades. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1809-52672008000200004&script=sci_arttext> Acesso em: 11 set. 2013.

COIMBRA, C.M.B.; NASCIMENTO, M.L. Ser jovem, ser pobre é ser perigoso? Disponível em:<http://www.slab.uff.br/images/Aqruivos/textos_sti/Maria%20L%C3%ADvia%20do%20Nascimento/texto23.pdf> Acesso em: 25 mar. 2014.

CROCHIK, J. L. Preconceito, indivíduo e sociedade. Disponível em: <http://www.ip.usp.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2264%3Alaep-publicacoes&catid=358&Itemid=211>. Acesso em: 15 mar. 2013.

FREUD, S. Ego e o Id e outros trabalhos, 1923. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud Rio de Janeiro: Imago, 1996, vol. 19, p.93.

FREUD, S. O Mal-estar na civilização e outros trabalhos, 1930. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud Rio de Janeiro: Imago, 1996, vol. 21.

FREUD, S. Luto e melancolia, 1917/1915. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago; 1996. vol. 14, p. 256-257.

FREUD, S. (2004). Escritos sobre a psicologia do inconsciente. V 1. À guisa de introdução ao Narcisismo. (1914). Rio de Janeiro: Imago.

LEVISKY, D. L. Adolescência: reflexões psicanalíticas/David Léo Levisky; prefácio Maurício Knobel. — 2. ed. rev. e atual. — São Paulo: Casa do Psicólogo, 1998.

SANTOS, M. A; PRATTA, E. M. M. Adolescência e uso de drogas à luz da psicanálise: sofrimento e êxtase na passagem – Tempo psicanalítico, Rio de Janeiro, v. 44I, p.167-182, 2012.

SEVERIANO, M. F. V. "Lógica do mercado" e "lógica do desejo": reflexões críticas sobre a sociedade de consumo contemporânea a partir da Escola de Frankfurt. In: Escola de Frankfurt: Inquietudes da razão e da emoção/organização, Jorge Coelho Soares - Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

RODIRGUES, Ana Lúcia. A Pobreza mora ao lado: segregação socioespacial na região metropolitana de Maringá. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), PUC – São Paulo, 2004.

Downloads

Publicado

2016-12-31

Edição

Seção

Artigos