Processo de luto: a importância do diagnóstico diferencial na prática clínica

Lauren Beltrão Gomes, Jadete Rodrigues Gonçalves

Resumo


O luto é um processo emocional saudável, importante para a manutenção da saúde mental, que se desenrola em função de uma perda, real ou abstrata. A solução dada ao luto depende do repertório de técnicas de enfrentamento do indivíduo, de como a perda é sentida e percebida, das experiências anteriores, da capacidade de tolerância à frustração e da necessidade de manter a autoestima. O desenvolvimento de patologias associadas a ele é resultante da configuração particular de fatores inter-relacionados e interdependentes, de um contexto e de suas implicações socioculturais. Dessa forma, o luto constitui-se em um fator de risco para a saúde mental, de forma que seu diagnóstico e tratamento são essenciais na prática clínica. O artigo objetiva proporcionar a reflexão acerca do diagnóstico diferencial do luto saudável e do luto mal elaborado por meio da discussão de trechos de dois casos atendidos no contexto de uma unidade de saúde da família. Para tanto, foram utilizados como aporte teórico conceitos de Sigmund Freud e de Melanie Klein. Buscou-se enfatizar a importância do diagnóstico diferencial em situações de perda por morte.


Palavras-chave


Luto; Morte; Diagnóstico Diferencial; Psicanálise

Texto completo:

PDF

Referências


CINTRA, Elisa Maria de Ulhôa. Sobre luto e melancolia: uma reflexão sobre o purificar e o

destruir. ALTER Revista de Estudos Psicanalíticos, [S.l.], v. 29, n.1, p. 23-40, 2011.

GOMES, Lauren Beltrão; GONÇALVES, Jadete Rodrigues. Processo de luto: a importância...

EIZIRIK, Cláudio Laks. Abordagem Psicoterápica do luto. Revista de Psiquiatria, Porto Alegre,

v. 9, n. 3, p. 190-93, 1987.

FREUD, Sigmund. Luto e Melancolia. In: Edição standard brasileira das obras psicológicas

completas de Sigmund Freud. Vol. XIV. Trad. J. Salomão, Rio de Janeiro: Imago, .1974. p.

-291. (Trabalho original publicado em 1917)

GOULART, Adalbert. Com a alma desabitada: reconsiderações sobre luto e melancolia. Revista

Brasileira de Psicanalise, São Paulo, v. 42, n.3, p.103-114, set. 2008.

KLEIN, Melanie. O luto e sua relação com os estados maníaco-depressivos. In: Amor, culpa,

reparação e outros trabalhos, Obras Completas de Melanie Klein, Vol.1, Rio de Janeiro: Imago,

, p.387-415. (Trabalho original publicado em 1940)

_____. O sentimento de solidão. Rio de Janeiro: Imago, 1971.

KOVÁCS, Maria Júlia. Educação para a morte. Psicologia: ciência e profissão, v. 25, n.3, p.

-497, set. 2005.

MABILDE, Luiz Carlos. Caracterização do Luto Patológico e Diagnóstico Diferencial com

Luto Normal. Revista de Psiquiatria, Porto Alegre, v.9, n. 3, p. 85-87, 1987.

MACHADO, Sérgio Carlos Eduardo Pinto. Luto em Freud e Melanie Klein. Revista de Psiquiatria,

Porto Alegre, v. 9, n. 3, p.187-89, 1987.

MACHADO, Sérgio Carlos Eduardo Pinto; SCHESTATSKY, Sidnei. S. Abordagem Psicodinâmica

do Paciente Deprimido. In: ELZIRIK, Claudio L.; AGUIAR, Rogério W; SCHESTATSKY,

Sidnei S. et al. Psicoterapia de Orientação Analítica. Porto Alegre: Artmed, 2005, p. 541-552.

OLIVEIRA, Tereza Marques de. O Psicanalista Diante da Morte. São Paulo: Mackenzie,

OLIVEIRA, João Batista Alves; LOPES, Ruth Gelehrter da Costa. O processo de luto no idoso

pela morte de cônjuge e filho. Psicologia em estudo, Maringá, v. 13, n. 2, p. 217-221, abr./jun.2008.

PARKES, Colin Murray.Luto: estudos sobre a perda na vida adulta. São Paulo: Summus, 1998.

PERES, Rodrigo Sanches; SANTOS, Manoel Antônio dos. Considerações gerais e orientações

práticas acerca do emprego de estudos de caso na pesquisa científica em psicologia. Interações,

São Paulo, v. 10, n. 20, p. 109-126, dez. 2005.

PINHEIRO, Maria Tereza da S.; QUINTELLA, Rogerio Robbe.; VERZTMAN, Julio Sergio.

Distinção teórico-clínica entre depressão, luto e melancolia. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro,

v. 22, n.2, p. 147-168, 2010.

REBELO, José Eduardo. Amor, luto e solidão. Como construir e preservar o amor, que trilhos

adoptar no divórcio e no luto e como evitar a solidão. Alfragide, Portugal: Casa das Letras, 2009.

SILVA, Maria das Dores F.; FERREIRA-ALVES, José. O Luto em Adultos Idosos: Natureza do

Desafio Individual e das Variáveis Contextuais em Diferentes Modelos. Psicologia: Reflexão e

Crítica, Porto Alegre, v. 25, n.3, p.588-595, 2012.Revista de Ciências HUMANAS, Florianópolis, v. 49, n. 2, p. 188-139, jul-dez 2015

WORDEN, J. William. Terapia do luto: um manual para o profissional de saúde mental. Porto

Alegre: Artes Médicas, 1996




DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2015v49n2p118

Direitos autorais 2015 Lauren Beltrão Gomes, Jadete Rodrigues Gonçalves

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.