Estresse e estratégias de enfrentamento: o uso da escala Toulousaine no Brasil

Edna Maria Querido de Oliveira Chamon,

Resumo


O objetivo deste trabalho é avaliar o estresse e as estratégias de enfrentamento em duas categorias profissionais: trabalhadores da saúde e trabalhadores do setor bancário. Como recurso metodológico, utilizou-se um questionário baseado na Escala Toulousaine de Estresse (ETS – Echelle Toulousaine de Stress) e na Escala Toulousaine de Coping (ETC – Echelle Toulousaine de Coping), que foram desenvolvidas numa perspectiva social e psicológica, com pouca ênfase em aspectos fisiológicos do estresse. Elas buscam caracterizar o estresse e o enfrentamento a partir de sua complexidade, expressa na multidimensionalidade das escalas. Essas escalas, de origem francesa, já obtiveram uma primeira validação no Brasil. Os resultados obtidos nos dois estudos realizados mostram um nível de estresse abaixo da média nacional para o grupo de trabalhadores da área de saúde, com níveis de enfrentamento negativo (recusa) superior à média nacional. Já o grupo de trabalhadores do setor bancário apresenta uma composição de níveis de estresse superior à média nacional e níveis de enfrentamento positivo baixos e negativo altos, o que indica uma gestão deficiente do problema de estresse.

Palavras-chave


Estresse; Estratégias de enfrentamento; Coping; Escala Toulousaine de estresse; Escala Toulousaine de coping; Stress; Coping; Toulousaine stress scale; Toulousaine coping scale

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.