Contrato Psicológico de Trabalho e a Produção Acadêmica no Brasil

Sonia Gondim, Mino Correia Rios

Resumo


Reconhecido como um conceito central para a compreensão do campo de estudos do comportamento organizacional, o contrato psicológico de trabalho é um tópico de ampla tradição de pesquisa no cenário internacional, mas ainda pouco estudado no Brasil. O presente artigo discute o conceito de contrato psicológico e comenta a produção acadêmica nacional sob a forma de teses de doutorado, monografias e dissertações disponíveis no portal da CAPES, bibliotecas e nos currículos do CNPq. Os resultados obtidos indicam que a produção em relação aos contratos psicológicos no Brasil é recente, embora a expressão tenha sido cunhada desde a década de 1960. Além disso, as investigações se iniciam com a combinação do contrato psicológico com outros temas correlatos, de maneira que só nos últimos quatro anos o construto aparece como tema principal de pesquisas. O crescimento tem sido evidenciado particularmente entre  autores da Administração, acompanhando a tendência internacional de perceber os contratos psicológicos como poderosa ferramenta e suporte às ações de gestão.

 

 

Palavras-chave: contratos psicológicos, revisão de literatura, contratos psicológicos no Brasil.


Texto completo:

Sem título ()


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.