O Trabalho de Músicos de uma Banda de Blues sob o Olhar da Psicodinâmica do Trabalho

Daniela Tavares Ferreira de Assis, Kátia Barbosa Macêdo

Resumo


O artigo apresenta dados de pesquisa que objetivou investigar a organização e condições de trabalho, as vivências de prazer e sofrimento, as estratégias de enfrentamento, a identidade profissional e os sentidos do trabalho dos componentes de uma banda de blues. Trata-se de um estudo de caso de caráter descritivo e exploratório, cujos instrumentos de pesquisa foram entrevistas semiestruturadas, realizadas com todos os cinco componentes e observação de ensaios e shows da banda. O delineamento deste estudo privilegiou os preceitos "dejourianos" como perspectiva norteadora de prazer e sofrimento. Os dados coletados foram tratados por meio da análise discursiva. Os resultados indicam o sentido do trabalho de criação vinculado à arte e construindo a identidade. Na organização e nas condições de trabalho, a divisão e execução de tarefas são realizadas informalmente e em condições que afetam a saúde dos músicos. As relações de trabalho na banda indicam convivência harmoniosa, como estratégia de enfrentamento do sofrimento, da negação e racionalização.


Palavras-chave: psicodinâmica do trabalho, música, banda e organização.


Texto completo:

Sem título ()


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.