Perfil de Bem-Estar Psicológico em Profissionais de Limpeza Urbana

Silvânia da Cruz Barbosa, Rômulo Lustosa P. de Melo, Maria Udijaira Fernandes de Medeiros, Thaissa Machado Vasconcelos

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo traçar um perfil de bem-estar psicológico em profissionais de limpeza urbana da cidade de Campina Grande (PB), tomando por base cinco dimensões de saúde mental propostas no modelo
ecológico de Peter Warr (bem-estar afetivo, competência pessoal, aspiração, autonomia e funcionamento integrado). Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, em que participaram 170 profissionais, correspondendo a uma amostra de 30,3% do total dos trabalhadores. Os dados foram coletados por meio dos seguintes instrumentos: Questionário de Saúde Geral (QSG-12), Escala de Afetos Positivos e Negativos e Escala de Aspiração, sendo os fatores empíricos dessas escalas usados para avaliar cada uma das dimensões mencionadas, bem como uma ficha sociodemográfica. Os resultados identificaram quatro grupos com os seguintes perfis de bem-estar psicológico: instável, ansioso, satisfatório e equilibrado, sendo que os homens tendem a apresentar mais bem-estar
psicológico (perfis equilibrado e satisfatório) do que as mulheres (perfil ansioso). Os resultados permitem concluir que o bem-estar psicológico está preservado para a maioria, mas 31% da amostra se encontra em processo de desgaste, devendo servir como alerta para que medidas sejam tomadas a fim de reaver o equilíbrio emocional.

Palavras-chave: saúde mental, bem-estar psicológico, trabalho, modelo ecológico.


Texto completo:

Sem título () PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.