Redes sociais informais: análise das redes de amizade, de informação e de confiança em incubadoras de base tecnológica no Recife

Helder Pontes Régis, Antonio Virgílio Bittencourt Bastos, Sonia Maria Rodrigues Calado Dias

Resumo


Este estudo descreve como se estruturam as redes informais dos empresários participantes das incubadoras de empresas de base tecnológica do Recife. Trata-se de um estudo de caso, com uma amostra que reúne mais de 60% dos empresários das sete incubadoras de base tecnológica do Recife. Faz-se um corte epistemológico, ao limitar o estudo aos padrões de rede caracterizados por conteúdos específicos nela transacionados, a saber: as redes de amizade, de informação e de confiança. Para o mapeamento das redes, foi utilizado o software UCINET 6. Identificou-se que a rede de confiança é maior do que a rede de informação e que laços fortes de interação predominam no ambiente das incubadoras. Essas características não favorecem os processos de inovação, uma vez que as redes de laços fortes freqüentemente se fecham à entrada de informações novas. Os achados também mostraram que a construção da rede dos empresários incubados é baseada na diversidade de papéis.

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.