Perfil profissional, formação escolar e mercado de trabalho segundo a perspectiva de profissionais de recursos humanos

Fernanda Roberta Menezes Brain, Sônia Maria Guedes Gondim, Marina Chaves

Resumo


Neste artigo são apresentados alguns resultados de uma pesquisa qualitativa sobre as relações entre formação escolar, perfil profissional e mercado de trabalho, da perspectiva de profissionais de recursos humanos. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com 29 profissionais de recrutamento e seleção. O foco recaiu no perfil demandado pelo mercado, nas dificuldades de recrutar e selecionar profissionais habilitados, nas alternativas adotadas pela empresa diante do insucesso do processo seletivo e nas lacunas entre a formação escolar e o mercado de trabalho. Uma das conclusões foi a de que as habilidades interpessoais se apresentam como as mais demandadas pelo mercado, assim como são percebidas como as mais difíceis de serem avaliadas em processos seletivos. Outra conclusão foi a de que os processos seletivos ainda estão fortemente ancorados em recrutamentos por currículos. Concluiu-se também que as consultorias de recursos humanos desconhecem políticas de treinamento e de qualificação adotadas pelas empresas para as quais prestam serviços. Em hospitais e clínicas, por exemplo, onde há maior rotatividade de pessoas, evidenciou-se a preocupação com uma forma de seleção preventiva. Por último, constatou-se haver lacunas que evidenciam um distanciamento entre a formação básica, a formação técnica, a formação universitária e o mercado de trabalho, que deixa transparecer a não superação da dicotomia entre teoria e prática.
Palavras Chave: Mercado de trabalho, perfil profissional, formação escolar.

Palavras-chave


Mercado de trabalho. Perfil profissional. Formação escolar. Labor Market. Professional Profile. Formal education

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.