Adaptação de uma escala de avaliação do clima social ao contexto de equipes de trabalho

Katia Elizabeth Puente-Palacios, Bruno Pereira Carneiro

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi validar uma escala de avaliação do clima social de equipes de trabalho. Os dados foram coletados de uma amostra de 521 pessoas. O instrumento aplicado consta de 35 itens respondidos em escala Likert de 5 pontos. A fatorabilidade da matriz de dados foi verificada por meio da inspeção da matriz de correlações, do KMO e do cálculo do determinante da matriz. Para a extração dos fatores utilizou-se o método Principal Axis Factoring (PAF) com rotação Promax. A solução fatorial mais satisfatória compõe-se de dois fatores (33 itens) que explicam 54,23% da variância do fenômeno, sendo a consistência interna de cada fator também satisfatória (fator 1: a = ,95, correlação item-total = ,68; fator 2, a= ,94, correlação item-total = ,70). O primeiro fator, Gestão do Trabalho, engloba 18 questões enquanto o segundo, Gestão das Relações, contêm 15 itens. Considerando os conteúdos diversos abordados pelos fatores, investigou-se a presença de facetas. A sua extração obedeceu aos mesmos procedimentos adotados para a extração de fatores. O resultado revelou a presença de duas facetas em cada fator. Os conteúdos das facetas mostraram-se compatíveis com as dimensões teóricas presentes no construto clima social.

Palavras-chave


Validação. Clima social. Equipes de trabalho. Validation. Social climate. Teams.

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.