Imagens sociais e gênero nas relações de trabalho

Marcus Eugênio Oliveira Lima, Sônia Maria Guedes Gondim, Ivña Christine Novaes Santos, Márcio de Oliveira Sá, Mirele Cardoso de Bonfim

Resumo


A fim de verificar os efeitos do gênero e do status profissional nas imagens sociais construídas numa interação de trabalho, realizamos um estudo junto a estudantes universitários. Os participantes leram um cenário e viram fotos de uma interação entre um supervisor e um empregado numa empresa, e em seguida avaliaram esses funcionários com base em listas de afetos e traços de personalidade. As variáveis independentes foram o sexo dos participantes, o sexo das personagens a serem avaliadas e o seu status profissional (Supervisor vs. Empregado). Os resultados indicaram dimensões diferentes nas representações construídas sobre supervisores e empregados. Os homens consideram que a atividade de supervisão causa mais desconforto emocional para uma mulher do que para um homem e os empregados de sexo masculino são percebidos como possuindo mais autocontrole do que empregados de sexo feminino. Estes resultados são discutidos a partir das teorias das relações intergrupais e do sexismo no trabalho.

Palavras-chave


Gênero. Preconceito. Relaçôes de trabalho. Validation. Social climate. Teams.

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.