A documentação de atividades de leitura na EAD com o uso da técnica do rastreamento ocular

Autores

  • Eduardo Santos Junqueira Universidade Federal do Ceará https://orcid.org/0000-0001-7961-5574
  • Elisangela Nogueira Teixeira Universidade Federal do Ceará
  • Espedito Roza Mesquita Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-9288.2019v15n2p57

Palavras-chave:

Rastreamento ocular, Leitura, Educação a distância, Fórum virtual

Resumo

O artigo apresenta os procedimentos e os resultados da utilização da técnica do rastreamento ocular em dois estudos realizados com alunos universitários em laboratório de testes com o objetivo de mapear trajetórias de navegação e práticas de leitura on-line deles, em momentos de estudo. No Estudo 1, a técnica foi utilizada para coletar dados enquanto os alunos realizavam atividades reais, no computador, de disciplinas de um curso de licenciatura em Letras, na modalidade semipresencial. Nesse caso, o mapeamento abrangeu a leitura de textos no ambiente virtual de aprendizagem e da internet. O Estudo 2, de caráter experimental, permitiu documentar os processos de navegação e leitura de 30 estudantes de curso de licenciatura em Letras, quando participavam de fóruns virtuais utilizando três interfaces distintas. A coleta, com o registro de cada movimento ocular do participante na tela do computador em intervalos de 30 milésimos de segundo em média, gerou dados acurados detalhados. Isso permitiu visualizar e descrever os movimentos e tempos de fixação e de saltos dos olhos por meio do uso de softwares específicos de tratamento dos dados. Os resultados indicaram que os participantes praticaram modos diversos de leitura nos textos e hipertextos, segundo suas necessidades de conhecimento para as atividades realizadas. Além da prática de leitura linear de textos tradicionais, foram documentadas ações de skimming e de scanning nos hipertextos e páginas acessadas, sem o registro de efeitos negativos indesejados para os objetivos almejados pelos participantes, na maior parte das ações.

Biografia do Autor

Eduardo Santos Junqueira, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Educação pela Michigan State University, Professor Associado do Instituto UFC Virtual e professor credenciado do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará. Tem experiência nas áreas de Educação e Comunicação Social, com ênfase em cibercultura, educação on-line/EaD, novos letramentos (new literacies, multiliteracies), pesquisa etnográfica. Possui diversas publicações no exterior e no Brasil. É líder do grupo de pesquisa Linguagens e Educação em Rede (LER).

Elisangela Nogueira Teixeira, Universidade Federal do Ceará

É professora adjunta do Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal do Ceará. Possui graduação em Letras (Habilitação em Português e Francês) pela Universidade Federal do Ceará (2000), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2003) e doutorado em Lingüística pela Universidade Federal do Ceará (2013). Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Psicolingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: processamento da linguagem, resolução anafórica, movimentação ocular.

Espedito Roza Mesquita, Universidade Federal do Ceará

Graduando do curso de Sistemas e Mídias Digitais da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Referências

DESTEFANO, D; LEFEVRE, J. Cognitive load in hypertext reading: a review. Computers in Human Behavior, v. 23, p. 1616–1641, 2007.

GOMES, L. F. Hipertextos multimodais. Leitura e escrita na era digital. Jundiaí: Paco Editorial, 2010.

HOLMQVIST, K.; NYSTRÖM, M.; ANDERSSON, R.; DEWHURST, R.; JARODZKA, H.; WEIJER, J. Eye tracking: A comprehensive guide to methods and measures. Londres: Oxford University Press, 2011.

JUNQUEIRA, E. Conteúdos hipermodais para fins de aprendizagem: usos em contexto pelos alunos. Educação em Revista, v. 26, p. 371-386, 2010.

JUST, M. A.; CARPENTER, P. A. A theory of reading: From eye fixations to comprehension. Psychological Review, v. 87, n. 4, 1980.

NIELSEN, J.; MOLICH, R. Heuristic evaluation of user interfaces. Proceedings ACM CHI’90 Conference, p. 249-256, 1990.

PADOVANI, S.; MOURA, D. Navegação em hipermídia. Uma abordagem centrada no usuário. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2008.

RAYNER, K. Eye movements in reading and information processing: 20 years of research. Psychological Bulletin, v. 124, n. 3, p. 372-422, 1998.

RAYNER, K.; REICHLE, E.; POLLATSEK, A. Eye movement control in reading. An overview and model. In: UNDERWOOD. G. (ed.). Eye guidance in reading and scene perception. Londres: Elsevier, 1998.

RIBEIRO, A. E. Convergências e divergências em navegação e leitura. In: COSCARELLI, C. V. (org.). Hipertexto na teoria e na prática. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

TREIMAN, R. Reading. In ARONOFF, M.; REES-MILLER, J. (eds.). Blackwell handbook of linguistics. Oxford, England: Blackwell. 2001.

Downloads

Publicado

2019-12-30

Edição

Seção

Artigos