Le corbeau: traductions intersémiotiques et l'héritage pour les arts médiatiques

Helciclever Barros da Silva Vitoriano, André Luís Gomes

Resumo


Le but de cet article est de développer des commentaires et des similitudes entre le poème Le Corbeau et l’essai Philosophie de la composition (1846) d'Edgar Allan Poe, avec une partie de la traduction sémiotique de ce poème central pour comprendre la modernité artistique, notamment dans le cinéma, les arts visuels, bandes dessineés et d’autres productions intermédiatiques, avec le pilier théorique et critique possèdent initialement l’essai du Poe. En termes méthodologiques, scruté un coup d'oeil la lumière des études de traduction intersémiotique et intermédialité. Parmi les conclusions des travaux, il ya le potentiel génétique de Corbeau aux transpositions interartistique et intersémiotiques, qui sont fortement ancrées dans la Philosophie de la composition qui a été et est toujours une ode au travail artistique méticuleuse, et, en même équipe, le conte poétique moderne et importante piste de pré-presse, de signaler et d'anticiper certaines fonctionnalités encore sentir dans les arts littéraires, visuels et cinématographiques. Comme l'héritage de Poe aux arts médiatiques, surtout, au cinéma, a été trouvé que les premiers réalisateurs filmiques ont vu très vite la force du septième art de traduire en quelques images contextes plus larges, comme le sont les biographiques et également réalisé le potentiel cinématographique à faire fondre histoires réelles et fictives, en documentant et en esthétisant/représentant la réalité. Il a été estimé que, avec ce que le cinéma était une expression nouvelle et forte, capable de générer de nouvelles significations et conduire le regard du spectateur, à des moules que Poe prêché par rapport au récit littéraire et poétique.


Palavras-chave


Le Corbeau; La Philosophie de la Composition; Traduction Intersémiotique; Arts Médiatiques

Texto completo:

PDF/A

Referências


AMODEO, Maria Tereza. Poe e a contemporaneidade: um coração sempre delator. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 44, n. 2, p. 28-35, abr./jun. 2009. Disponível < http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/viewFile/6025/4341>. Acesso em: 15/11/2014.

AMORIM, Marcel Alvaro de. Da tradução intersemiótica à teoria da adaptação intercultural: estado da arte e perspectiva futuras. Itinerários, Araraquara, n. 36, p.15-33, jan./jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2013.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco; Poética. Seleção de textos de José Américo Motta Pessanha. 4. Ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. — (Os pensadores; v. 2).

AUMONT, Jacques; MARIE, Michel. Tradução Eloisa Araújo Ribeiro. Dicionário teórico e crítico de cinema. Campinas: Papirus, 2009.

BALOGH, Anna Maria. Conjunções, Disjunções, transmutações: da literatura ao cinema e à TV. São Paulo: Annablume, 2ª Ed., 2005.

BELLIN, Greicy Pinto. A queda da casa Usher: uma adaptação de Jean Epstein. Terra roxa e outras terras – Revista de Estudos Literários. Volume 24 (dez. 2012). Disponível em < http://www.uel.br/pos/letras/terraroxa/g_pdf/vol24/TRvol24j.pdf>. Acesso em: 07/09/2014.

CAMPOS, Haroldo de. “Da tradução como criação e como crítica”. In: Metalinguagem e outras metas. São Paulo: Perspectiva, 1992, p. 31-48.

CANELAS, Carlos. Os Fundamentos Históricos e Teóricos da Montagem Cinematográfica: os contributos da escola norte-americana e da escola soviética. S/d. Disponível em . Acessado em 14/12/2014.

CARRINGER, R. L. The Making of Cityzen Kane. Revised and updated edition: Barkeley: University of California, 1996.

COMPARATO, Doc. Da criação ao roteiro. Rio de Janeiro, Rocco, 2000.

CLÜVER, Clauss. Inter textus/ Inter artes/ Inter media. Aletria, v. 14, jul.-dez. 2006. Disponível em http://www.letras.ufmg.br/poslit/08_publicacoes_txt/ale_14/ale14_cc.pdf. Acesso em: 29/07/2014.

______. Intermidialidade. Pós: Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 8 - 23, nov. 2011. Disponível em < http://www.eba.ufmg.br/revistapos/index.php/pos/article/view/16/16>. Acesso em: 08/10/2014.

______. Claus. On intersemiotic transposition. Poetics Today, v. 10, p. 55-90, 1989. Trad. brasileira: Da transposição intersemiótica. Trad. Thaïs Flores Nogueira Diniz, Claus Clüver, Yun

Jung Im et al. In: ARBEX, Márcia (Org.). Poéticas do visível. Ensaios sobre a escrita e a imagem. Belo Horizonte: Programa de Pós-graduaςão em Letras: Estudos Literários, FALE, Universidade Federal de Minas Gerais, 2006b. p. 107-166. Disponível em < http://www.letras.ufmg.br/site/E-Livros/Po%C3%A9ticas%20do%20vis%C3%ADvel%20-%20ensaios%20sobre%20a%20escrita%20e%20a%20imagem.pdf>. Acesso em: 09/07/2014.

CORTÁZAR, Júlio. Poe: o Poeta, o Narrador e o Crítico. In: Valise de Cronópio. São Paulo: Perspectiva, 1974.

DANCYGER, Ken. The Technique of Film and Video Editing: history, theory and practice. Focal Press, 2006.

DINIZ, Thaïs Flores Nogueira; CADÔR, Amir Brito. A relação entre imagem e texto em “O corvo”. Congresso Internacional para sempre Poe. Belo Horizonte, 2009, p. 329-335. Disponível em < http://juliojeha.pro.br/evil_poe/thaisDiniz.pdf>. Acesso em: 25/06/2014.

DINIZ, Thaïs Flores Nogueira. A tradução intersemiótica e o conceito de Equivalência. IV Congresso da ABRALIC, Literatura e Diferença. 1994, p. 1001-1002. Disponível em < http://www.thais-flores.pro.br/artigos/PDF/A%20Traducao%20Intersemiotica%20e%20o%20Conceito.pdf>. Acesso em: 12/09/2014.

______. Tradução Intersemiótica: do texto para a tela. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 1, n. 3, p. 313-338, jan. 1998. ISSN 2175-7968. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2015. doi:http://dx.doi.org/10.5007/5390.

______. Literatura e cinema: da semiótica à tradução cultural. UFOP, 1999.

______. Hipertextualidade X Hipermidialidade: a viagem de “O Balanço”. Scripta Uniandrade, v. 9, n. 1, jan.-jun. 2011. Disponível em < http://www.lerjorgedesena.letras.ufrj.br/ressonancias/novo-68-a-viagem-de-o-balanco/>. Acesso em: 14/11/2014.

ECO, Umberto. Obra aberta; forma e indeterminação nas poéticas contemporâneas. Tradução Sebastião Uchoa Leite. Revis. Celso Lafer e Haroldo de Campos. São Paulo: Perspectiva, 1991.

______. In: “A Poética e nós”. Sobre a Literatura. 2ª. Ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2003.

______. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Perspectiva (Debates, 19), 1979.

EPSTEIN, Jean. “O cinema e as letras modernas” / “Bonjour cinema”, in: Xavier, Ismail (org.). A Experiência do Cinema. Rio de Janeiro: Graal, 1991. p. 269-280.

______. O grande filme: Dinheiro e poder em Hollywood. São Paulo: Summus, 2008.

GENETTE, Gérard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Trad. Luciene Guimarães, Maria Antônia Coutinho. Belo Horizonte: Faculdade de Letras, 2006 [1982].

______. Discurso da narrativa. Tradução de Fernando Cabral Martins. Lisboa: Veja, 1971.

GERBASE, Carlos. O que o cinema aprendeu com Edgar Allan Poe. (E o que a literatura ainda aprende com o cinema). Letras de Hoje. Porto Alegre, v. 44, n. 2, p. 21-27, abr./jun. 2009. Disponível em . Acesso em 05/06/2014.

GINZBURG, Jaime. O narrador na literatura brasileira contemporânea. Tintas. Quaderni di letterature iberiche e iberoamericane. 2 (2012), p. 199-221. Disponível em < http://riviste.unimi.it/index.php/tintas/article/view/2790/2999>. Acesso em: 19//09/2014.

GOTLIB, Nádia Battella. Teoria do Conto. Série Princípios. São Paulo: Ática, 2006.

HUTCHEON, Linda. Poética do pós-modernismo: história, teoria e ficção. Trad. Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1991.

HEGEL, Georg W. F. Curso de Estética. Vol. I. Trad. Marco Aurélio Werle. São Paulo: EDUSP, 2001.

INDRUSIAK, Elaine Barros. Narrativas de Efeito: Diálogos entre o conto literário e o suspense de longa-metragem. Tese (Doutorado em Estudos de Literatura/Literatura Comparada). Porto Alegre, UFRGS, 2009.

LUKÁCS, Geörgy, Marxismo e teoria da literatura. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

MOSER, Walter. As relações entre as artes: por uma arqueologia da intermidialidade. Aletria. v. 14 jul.- dez. 2006. Disponível em < http://www.letras.ufmg.br/poslit/08_publicacoes_txt/ale_14/ale14_wm.pdf>. Acesso em 22/08/2014.

MUGGIATI, Roberto. O construtor de imagens. Gazeta do Povo, Curitiba, 17 jan. 2009. Disponível em: . Acessado em: 10/12/2014.

MÜLLER, Jürge E. Intermidialidade revisitada: algumas reflexões sobre os princípios básicos desse conceito. In: DINIZ, Thaïs Flores Nogueira; VIEIRA, André Soares (Orgs.). Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte: Rona Editora: FALE/UFMG, 2012. p.75-95. (Volume 2).

NOGUEIRA, Luís. Manuais de Cinema III: Planificação e Montagem. LabCom Books, Covilhã, 2010. Disponível em . Acesso em: 05/12/2014.

OLIVEIRA, Solange Ribeiro. Literatura e as outras artes hoje: o texto traduzido. Letras n° 34 - Literatura, Outras Artes & Cultura das Mídias. Disponível em: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/letras/article/viewFile/11949/7363. Acesso em: 13 ago. 2015.

POE, Edgar Allan. Filosofia da Composição. Prefácio Pedro Süssekind, Tradução Léa Viveiros de Castro. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

______. Histoires Extraordinaires. Traduit de l’anglais par Charles Baudelaire. La Bibliothèque Electronique du Québec. s/d. Disponível em . Acesso em: 07/09/2014.

______. Poemas e Ensaios. (Trad. Oscar Mendes e Milton Amado). São Paulo: Globo, 1999. 3. Ed. revista.

PLAZA, Júlio. Tradução intersemiótica. São Paulo: Perspectiva, 1987.

SORTICA, Fabrício de Albuquerque. O fazer além do filme: o making of como produto do fazer cinematográfico. Monografia (Bacharelado em Comunicação Social). Porto Alegre, UFRGS, 2009.

STAM, Robert. Introdução à Teoria do Cinema. Tradutor Fernando Mascarello. São Paulo: Papirus, 2009.

______. A literatura através do cinema – realismo, magia e a arte da adaptação. Tradução Marie-Anne Kremer e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

______.Teoria e Prática da Adaptação: da fidelidade à intertextualidade. Ilha do Desterro Florianópolis nº 51 p. 019- 053 jul./dez. 2006. Disponível em < https://periodicos.ufsc.br/index.php/desterro/article/view/2175-8026.2006n51p19/9004>. Acesso em: 01/011/2014.

VIEIRA, André Soares (Orgs.). Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte: Rona Editora: FALE/UFMG, 2012. p. 51-73. (Volume 2).

VIEIRA, Erika Viviane Costa; DINIZ, Thaís Flores Nogueira. A Última Tempestade, uma tradução intersemiótica inserida na contemporaneidade. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 1, n. 5, p. 73-87, jan. 2000. ISSN 2175-7968. Disponível em: . Acesso em: 13 ago. 2015. doi:http://dx.doi.org/10.5007/5608.

RAJEWSKY, Irina O. Intermediality,intertextuality, and remediation. A literary perspective on intermediality. Intermédialités:histoire et théorie des arts, des lettres et des techniques / Intermedialities: history and theory of the arts, literature and techniques, n. 6, p. 43-64, 2005. Trad. brasileira: Intermidialidade, intertextualidade e “remediação”. Uma perspectiva literária sobre a intermidialidade. Trad. Thaïs F. N. Diniz e Eliana Lourenço de Lima Reis. In: DINIZ, Thaïs F. N.; REIS, Eliana Lourenço de Lima (Org.). Intermidialidade e Estudos Interartes. Desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte.

WENZ, Karin, Transmedialization: An Interart Transfer. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2014.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n2p41



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.