Sobre a noção de Paradigma e seu uso nas ciências humanas

José D'Assunção Barros

Resumo


Este artigo busca discutir as possibilidades de aplicação, para as Ciências Humanas, do conceito de “paradigma”. São discutidas, em um primeiro momento, as clássicas definições e abordagens propostas por Thomas Kuhn no ensaio A Estrutura das Revoluções Científicas (1962). Em um segundo momento, é discutida a necessidade de adaptações do conceito no âmbito das Ciências Humanas, considerando que ciências como a História, a Sociologia, a Antropologia e a Geografia são multiparadigmáticas. A articulação entre os conceitos de “Matriz Disciplinar” e “Paradigmas” pode ser apresentada como uma alternativa teórica interessante. O exemplo da História é trazido para ilustrar uma situação que pode ser estendidas às outras ciências humanas


Palavras-chave


Ciências Humanas; Paradigma; Matriz Disciplinar. História

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8951.2010v11n98p426

Direitos autorais 2010 José D'Assunção Barros

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1984-8951.