Transdisciplinaridade e teoria dos sistemas autopoiéticos: convergências interessantes para a observação jurídica da complexidade

Mateus de Oliveira Fornasier

Resumo


Este artigo objetiva abordar convergências entre a teoria dos sistemas autopoiéticos e a transdisciplinaridade no plano da teoria. Problema de pesquisa foi: sob que condições se pode afirmar a existência de uma confluência teórica entre teoria dos sistemas autopoiéticos (Luhmann) e transdisciplinaridade (Nicolescu)? Hipótese: mesmo sendo teorias estudadas em âmbitos bastante diversos, há diversas confluências teóricas entre transdisciplinaridade e teoria dos sistemas autopoiéticos, dado que ambos os autores aqui indicados transpuseram seus campos originários de estudo, penetrando nas ciências sociais e na lógica a fim de expor raciocínios bastante convergentes. Objetivos específicos: 1) expor as convergências visualizáveis entre a teoria dos sistemas autopoiéticos e as teorizações acerca da transdisciplinaridade; 2) analisar a importância da lógica do terceiro incluído para a teoria dos sistemas autopoiéticos, indicando-se a aproximação deste raciocínio em tal teoria para com a teoria da transdisciplinaridade. A partir da confirmação da hipótese, se pode entender que questões atuais complexas, que envolvem mais de uma lógica sistêmica, exigem uma compreensão, pelo Direito, da complexidade da matéria, sendo que legalismo e estatalismo não mais são suficientes para a regulação – o que implica, necessariamente, numa guinada em direção a compreensões transdisciplinares.


Palavras-chave


Teoria do Direito; Transdisciplinaridade; Autopoiese

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8951.2015v16n109p33

Direitos autorais 2017 Mateus de Oliveira Fornasier

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1984-8951.