A dinâmica de múltiplos interferentes na atividade laboral: Estudo de uma comunidade tradicional

Autores

  • Hellen Silva de Azevedo Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Manuel Vazquez Vidal Jr Universidade Estadual do Norte Fluminense- Darcy Ribeiro
  • Alexandre de Azevedo Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8951.2016v17n110p2

Palavras-chave:

Tradicional, Pesca, Aquicultura, Trabalho

Resumo

Com os objetivos de identificar os fatores dinâmicos que interferem localmente a realização da atividade pesqueira e aquícola da comunidade tradicional da Praia Rasa, Armação dos Búzios-RJ, este trabalho propõe um estudo da dinâmica interacionista em ambiente pesqueiro e aquícola marítimo. Para isso foram utilizadas entrevistas individuais, no modelo semiestruturado, com aquicultores da Praia Rasa e aplicação de questionários com os pescadores artesanais da mesma praia, além da percepção das visitas in loco e a aplicação de análise de conteúdo ao material coletado. Conclui-se que os fatores de maior interferência da dinâmica da comunidade aquícola e pesqueira da Praia Rasa, Armação dos Búzios-RJ, estão relacionados ao turismo, a especulação imobiliária, as atividades petrolíferas da região, a submissão do trabalho ao capital e aos mitos e ritos desenvolvidos nessa comunidade.

Biografia do Autor

Hellen Silva de Azevedo, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre em CIÊNCIAS AMBIENTAIS E CONSERVAÇÃO pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ. Graduada em Zootecnia pela Universidade Estadual do Norte Fluminense- UENF (2009). Graduanda do curso de Administração pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro- UFRRJ. Atualmente é aluna do curso de especialização em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância, pela Universidade Federal Fluminense- UFF. Tem experiência na área de Zootecnia e Administração.

Manuel Vazquez Vidal Jr, Universidade Estadual do Norte Fluminense- Darcy Ribeiro

Zootecista graduado pela Universidade Federal de Viçosa, onde também realizou seu doutorado. Foi consultor em projetos aqüícolas e pesquisador da Empresa de Pesquisas Agropecuárias de Minas Gerais (EPAMIG). Atuou como colaborador do Centro Universitário de Vila Velha (UVV) e atualmente é professor de aqüicultura da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), onde leciona nos cursos de graduação em Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, além do programa de pós-graduação em Ciência Animal. Os principais interesses de pesquisa são a nutrição e o manejo reprodutivo de peixes dulcícolas, com ênfase nos peixes de interesse ornamental.

Alexandre de Azevedo, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992), mestrado (1995) e doutorado (2000) em Biologia Celular e Molecular pela Universidade de São Paulo. Foi professor assistente doutor na UNESP- IBB na disciplina de embriologia atuando na linha de pesquisa em neurobiologia comparativa principalmente com biologia molecular de motores moleculares em cérebro de peixes e outros vertebrados. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro e orientador no Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais e Conservação do NUPEM-UFRJ Macaé. Atua na área de reprodução e desenvolvimentode peixes, principalmente em estudos da biologia reprodutiva e desenvolvimento embrionário e larval, piscicultura marinha e metodologias de pesquisa-ação na cadeia produtiva da pesca.

Downloads

Publicado

2017-08-18