Aporias da história em Savinio e Morselli

Andrea Santurbano

Resumo


Alberto Savinio (1891-1952) e Guido Morselli (1912-1973) representam

dois casos paradigmáticos na literatura italiana de século XX no tocante

à complexa relação entre literatura e história. De fato, a matéria histórica em

suas narrativas se combina com elementos ficcionais e até – o que chama mais

atenção – autobiográficos, originando êxitos absurdos, grotescos e/ou fantásticos.

Em particular, serão analisados o conto “Formoso” (1945), de Savinio,

e o romance Roma senza papa (Roma sem papa, escrito em 1966), de Morselli,

que se concentram em torno de um eixo temático comum: Roma e os papas.


Palavras-chave


Alberto Savinio; Guido Morselli; Literatura e História

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/29647

Revista Fragmentos, ISSNe 2175-7992, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.