Emily Dickinson e a dimensão semântico-pictórica da metáfora: a imagem do pressentimento

Genilda Azerêdo

Resumo


Este texto apresenta um estudo do poema “Pressentimento - é a
longa Sombra - no Gramado”, de Emily Dickinson, enfatizando os usos da metáfora e a forma como o tropo é materializado em termos semânticos e icônicos. A discussão tem como embasamento principal o argumento de Paul Ricoeur, que considera o estudo da metáfora num entrecruzamento de linguagem, cognição e sentimento.


Palavras-chave


poesia; metáfora; imagem; Emily Dickinson

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/fragmentos.v34i0.8834

Revista Fragmentos, ISSNe 2175-7992, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.