Emily Dickinson in "the land of dye-wood"

George Monteiro

Resumo


Minhas atividades docentes na USP durante dezoito meses (1969-70) incluíram aulas sobre a poesia de Emily Dickinson em vários níveis. Sua preparação levou-me a publicar diversos trabalhos, incluindo estudos de traduções brasileiras de sua obra e dos seus poemas que fazem referência ao Brasil. Minhas interpretações dos assim chamados “poemas do Brasil” seriam contestadas por Rebecca Patterson, renomada especialista em Dickinson, no prefácio de um livro então em fase de conclusão. Grande parte da história destas interpretações conflitantes encontra-se nas citações das cartas inéditas de Patterson enviadas a mim e ao meu colega e amigo Barton L. St. Armand. A morte de Patterson ocorreu antes da conclusão do livro para publicação; quando Emily Dickinson’s Imagery, organizado por Margaret H. Freeman, apareceu em 1979, o livro não continha o prefácio que Patterson havia escrito para ele.


Palavras-chave


Emily Dickinson; “Brazil poems”; Rebecca Patterson

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/fragmentos.v34i0.8844

Revista Fragmentos, ISSNe 2175-7992, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.