Considerações iniciais sobre a “Nova Economia do Projetamento”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2020v35n75p17

Palavras-chave:

China, Nova economia do projetamento, Socialismo de mercado, Formação econômico-social, Teoria econômica, Modo de produção

Resumo

O objetivo deste artigo é demonstrar que a transformação do “socialismo de mercado” em uma Nova Formação Econômico-Social (NFES) vai além de um fenômeno localizado na China. Trata de uma nova economia que o processo histórico está desenhando em meio, e a partir, do processo de financeirização, agressividade imperialista, do surgimento/espraiamento de novos paradigmas produtivos e tecnológicos e das novas e superiores formas de planificação sendo gestadas e executadas em larga escala na China. A esta nova economia – que se desenvolve na esteira do processo de transição e mudança do modo de produção (MP) dominante – nomeamos de “Nova Economia do Projetamento”, inspirada na Economia do Projetamento elaborada por Ignacio Rangel no final dos anos de 1950. O ponto de partida é o materialismo histórico de Marx e Engels acrescido de todo acervo teórico já existente elaborado ao longo do tempo pelo campo da heterodoxia econômica. Trata-se de uma exigência que a história coloca aos economistas, pois a própria ciência econômica muda e varia com o MP que, por seu turno, está em constante transformação.

Biografia do Autor

Elias Khalil Jabbour, Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCE-FCE-UERJ).

Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e de seu Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas  (PPGCE-FCE-UERJ).

Alexis Toríbio Dantas, Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professor Associado da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e de seu Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas  (PPGCE-FCE-UERJ).

Carlos José Espíndola, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Professor Titular do Departamento de Geociências da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Referências

AGLIETTA, M. “America’s slow down”. New Left Review, 100: 119-128, 2016.

BRAGA, J. C. "Financeirização global – O padrão sistêmico de riqueza do capitalismo contemporâneo". In TAVARES, M, C, e FIORI, J.L. Poder e dinheiro. Petrópolis: Editora Vozes, 1997.

BRESSER-PEREIRA, L. : Assalto ao Estado e ao mercado, neoliberalismo e teoria econômica. Estudos Avançados. N. 23 (66), p. 1-17, 2009.

CASTELLS, M. End of Millenium - The Information Age: Economy, Society and Culture. New York: Wiley-Blackwell, 2001.

CASTRO, M. H. “Elementos de economia do projetamento”. In HOLANDA, F, M.; ALMADA, J. e PAULA, Z. A. In Ignácio Rangel, decifrador do Brasil. São Luís: Edufma, 2014.

COUTINHO, L. A 4º Revolução industrial: criativa ou disruptiva para o Brasil? Princípios. N. 150:30-38, 2018.

ENFU, C; XIAOQIN, D. A Theory of China’s ‘Miracle’. Monthly Review, v. 68, n 8, p. 12-23, January, 2017.

ENGELS, F. “Princípios Básicos do Comunismo”. In MARX, K e ENGELS, F. Obras Escolhidas. Lisboa: Editorial "Avante!", 1982. v. 1 p. 52-59.

FIORI, J. L. "Globalização, hegemonia e império". Poder e dinheiro. Petrópolis: Editora Vozes, 1997.

GORDON, R. Is “US economic growth over? Faltering innovation confronts the six headwinds”. NBER Working Paper, n. 18315, APRIL, 2012.

GABRIELE, A.; SCHETTINO, F. “Socialist market economy as a distinct Socio-Economic Formation internal to the modern Mode of Production”. New Proposals: Journal of Marxism and Interdisciplinary Inquiry, v. 5, n. 2, p. 20-50, 2012.

JABBOUR E.; DANTAS, A. “The political economy of reforms and the present Chinese Transition”. Brazilian Journal of Political Economy, v. 37, n. 4, p. 789-807, 2017.

JABBOUR E.; DANTAS, A. “Na China emerge uma Nova Formação Econômico-Social”. Princípios, nº 154, p.70-86, 2018.

JABBOUR, E.; PAULA, L. F. “A China e a “socialização do investimento”: uma abordagem Keynes-Gerschenkron-Rangel-Hirschman”. Revista de Economia Contemporânea. N. 22 (1), p. 1-23, 2018.

Lin, J. Y. Demystifying the Chinese Economy. Cambridge UK: Cambridge University Press, 2012.

MARX, K; ENGELS, F. Manifesto Comunista. São Paulo: Boitempo, [1848] 1998.

MEIER, G.; SEERS, D. (ed.). Pioneers in Development. Oxford: Oxford University Press, 1994.

PAULA, L. F.; JABBOUR, E. A China e seu catching up: uma análise desenvolvimentista clássica. ABDE-BID: Rio de Janeiro, 2017.

RABELO, R. A nova luta pelo Socialismo. Fundação Maurício Grabois: http://www.grabois.org.br/portal/artigos/153888/2017-09-26/a-nova-luta-pelo-socialismo. Access in 07/12/2017.

RANGEL, I. Uma crise e dois desafios. Rumos, p. 4-11, mar./abr. 1988

RANGEL, I. “Desenvolvimento e Projeto”. In, RANGEL, I.: Obras Reunidas. Rio de Janeiro: Contraponto, [1956] 2005.

RANGEL, I. “Dualidade Básica da Economia Brasileira”. In, RANGEL, I.: Obras Reunidas. Rio de Janeiro: Contraponto, [1957] 2005.

RANGEL, I. “Elementos de Economia do Projetamento”. In, RANGEL, I.: Obras Reunidas. Rio de Janeiro: Contraponto, [1959] 2005.

RANGEL, I. “A recuperação americana”. Folha de S. Paulo, 21/04/1983.

RODRIK, D. “Comments on ‘New Structural Economics’ by Justin Yifu Lin”. The World Bank Research Observer. v. 26, n. 2, p. 227-229, 2011.

ROSS, J. “The West’s ‘new mediocre’ and the rise of China’s economics. Learning from China”. https://www.learningfromchina.net/blog/the-wests-new-mediocre-and-the-rise-of-chinas-economics. Acesso em 19/06/2018.

ROSS, J. “Deng Xiaoping and John Maynard Keynes”. Soundings. N. 46, p. 25-47, 2010.

SANTOS, M. Metamorfose do Espaço Habitado: Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Geografia. São Paulo: Hucitec, 1998.

SUMMERS, L. “US economic prospect: secular stagnation, hysteresis, and the zero lower bound”. Business Economics, 49 (2): 65-73, 2014.

TAVARES, M,C. “A retomada da hegemonia norte-americana”. Revista de Economia Política. V. 5, n. 2 (18), p. 1-11, 1985.

TAVARES, M. C. "A Reafirmação da Hegemonia Norte-Americana". In TAVARES, M,C e FIORI J.L. Poder e dinheiro. Petrópolis, Editora Vozes, 1997.

YIFU, L. (22/11/2017) ’The Arrival of the Century of Chinese Economics’ https://www.guancha.cn/LinYiFu/2017_11_22_435941_2.shtml. Acesso em 15/07/2018.

YIFU, L. New Structural Economics - A Framework for Rethinking Development and Policy. Washington DC: The World Bank, 2012.

Downloads

Publicado

2020-06-09

Edição

Seção

Artigos