Bem-estar multidimensional: uma comparação entre grupos de domicílios em situação de pobreza e vulnerabilidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2020v35n75p654

Palavras-chave:

Bem-estar, Vulnerabilidade monetária, Bolsa-família, Mulheres, Indicador

Resumo

O objetivo deste artigo é comparar o bem-estar pessoal de beneficiários e não beneficiários do Programa Bolsa Família, que residem em domicílios bi ou monoparentais, podendo ser chefiados por homens ou mulheres. Para tal, é construído um Indicador Multidimensional de Bem-Estar (IMBE), empregando os microdados do Censo de 2010 utilizando uma metodologia similar à do Índice de Desenvolvimento Humano. Os resultados mostram que, em relação aos beneficiários, as pessoas que residem em domicílios chefiados por mulheres apresentam melhores condições de bem-estar do que as que vivem nos chefiados por homens. Porém, o indicador aponta que este bem-estar é inferior ao alcançado pelas pessoas que vivem em domicílios chefiados por não beneficiários, sejam mulheres ou homens.

Biografia do Autor

Izete Pengo Bagolin, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Professora do Programa de Pós Graduação em Economia do Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2.

Natália Lindemayer, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Graduada em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Luana dos Santos Fraga, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Referências

AFZAL, Muhammad; RAFIQUE, Shamim; HAMEED, Farhan. Measurement of living standards deprivation in Punjab using AF method (periodical comparison approach). The Pakistan Development Review, v. 54, n. 4, p. 739-762, 2015.

AGBODJI, Akoété Ega; BATANA, Yélé Maweki; OUEDRAOGO, Dénis. Gender inequality in multidimensional welfare deprivation in West Africa: The case of Burkina Faso and Togo. International Journal of Social Economics, v. 42, n. 11, p. 980-1004, 2015.

ALKIRE, Sabina; FOSTER, James. Counting and multidimensional poverty measurement. Journal of Public Economics, v. 95, n. 7-8, p. 476-487, 2011.

ALKIRE, Sabina; SETH, Suman. Multidimensional poverty reduction in India between 1999 and 2006: Where and how? World Development, v. 72, p. 93-108, 2015.

ÂNGULO, Roberto; DÍAZ, Yadira; PARDO, Renata. The Colombian multidimensional poverty index: Measuring poverty in a public policy context. Social Indicators Research, v. 127, n. 1, p. 1-38, 2016.

ANTUNES, Marta; ROMANO, Jorge O. Empoderamento e direitos no combate à pobreza. Rio de Janeiro: ActionAid Brasil, 2002.

BARROS, Ricardo Paes; CARVALHO, Mirela de; FRANCO, Samuel. Pobreza multidimensional no Brasil. In: INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Textos para discussão n. 1227. Brasília, DF: IPEA, 2006. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1227.pdf. Acesso em: 28 fev. 2020.

BATTISTON, Diego et al. Income and beyond: Multidimensional poverty in six Latin American countries. Social Indicators Research, v. 112, n. 2, p. 291-314, 2013.

BRASIL. Ministério da Cidadania. Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, Bolsa Família, 2019. Disponível em: http://www.desenvolvimentosocial.gov.br/servicos/bolsa-familia. Acesso em: 28 fev. 2020.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Síntese de Indicadores Sociais. Uma análise das condições de vida da população brasileira 2007. Estudos & Pesquisas, n. 21, 2007.

BRASIL. Ministério da Cidadania. O que é, 2015. Disponível em: http://mds.gov.br/assuntos/bolsa-familia/o-que-e. Acesso em: 28 fev. 2020.

BRASIL. MDS divulga estimativas municipais de atendimento do Bolsa Família. Informe n. 318, 2012. Disponível em: https://bit.ly/2TiYBY8. Acesso em: 28 fev. 2020.

BRASIL. Censo 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/resultados.html. Acesso em: 28 fev. 2020.

BUSS, Paulo Marchiori. Globalização, pobreza e saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 12, n. 6, p. 1575-1589, 2007.

BUSS. Promoção da saúde e qualidade de vida. Ciência & Saúde Coletiva, v. 5, n. 1, p. 163-177, 2000.

CACCIAMALI, Maria Cristina; TATEI, Fábio; BATISTA, Natália Ferreira. Impactos do Programa Bolsa Família federal sobre o trabalho infantil e a frequência escolar. Revista de Economia Contemporânea, v. 14, n. 2, p. 269-301, 2010.

CAMARGO, Camila Fracaro; CURRALERO, Claudia Regina Baddini; LICIO, Elaine Cristina; MOSTAFA, Joana. Perfil socioeconómico dos beneficiários do programa Bolsa Família. One Pager n. 240, dez. 2013. Disponível em: https://ipcig.org/pub/port/IPCOnePager240.pdf. Acesso em: 28 fev. 2020.

CARMO, Michelly Eustáquia; GUIZARDI, Francini. O conceito de vulnerabilidade e seus sentidos para as políticas públicas de saúde e assistência social. Cadernos de Saúde Pública, v. 34, n. 3, 2018.

CHILE. Instituto de Previsión Social. Chile solidario. [2015?]. Disponível em: https://www.ips.gob.cl/servlet/internet/content/1421810829144/chile-solidario. Acesso em: 28 fev. 2020.

CHZHEN, Yekaterina; FERRONE, Lucia. Multidimensional child deprivation and poverty measurement: Case study of Bosnia and Herzegovina. Social Indicators Research, v. 131, n. 3, p. 999-1014, 2017.

CODES, Ana Luiza Machado de. A trajetória do pensamento científico sobre pobreza: em direção a uma visão complexa. In: INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Textos para discussão n. 1332. Brasília, DF: IPEA, 2008. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1332.pdf. Acesso em: 28 fev. 2020.

COHEN, Simone Cynamon; BODSTEIN, Regina; KLIGERMAN, Débora Cynamon; MARCONDES, Willer Baumgarten. Habitação saudável e ambientes favoráveis à saúde como estratégia de promoção da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, vol. 12, n. 1, p. 191-198, 2007.

CORBO, Claudio; PASE, Emerson Luiz. Políticas públicas de transferência de renda na América Latina: uma análise de política comparada. JURIS, v. 24, p. 265-289, 2015.

CORRAR, Luiz J.; PAULO, Edilson; DIAS FILHO, José Maria. Análise multivariada: para os cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia. São Paulo, Atlas, 2009.

DANTAS, Rosana Aparecida Spadoti; SAWADA, Namie Okino; MALERBO, Maria Bernadete. Pesquisas sobre qualidade de vida: revisão da produção científica das universidades públicas do Estado de São Paulo. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 4, p. 532-538, 2003.

ERVIN, Paul A. et al. Multidimensional Poverty in Paraguay: Trends from 2000 to 2015. Social Indicators Research, v. 140, n. 3, p. 1035-1076, 2018.

FAHEL, Murilo; TELES, Letícia Ribeiro; CAMINHAS, Davy Alves. Para além da renda. Uma análise da pobreza multidimensional no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 31, n. 92, p. 1-21, 2016.

FIALHO, Paula Juliana Foltran. O programa Bolsa Família em São Luís (MA) e Belém (PA): um estudo sobre a relação entre gestão local e os efeitos do programa na condição de vida das mulheres. 2007. Dissertação (Mestrado EM Política Social) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2007.

FRAGA, Luana Santos; BENDER FILHO, Reisoli; CORONEL, Daniel Arruda; VIEIRA, Kelmara Mendes. Uma análise da pobreza multidimensional dos estados brasileiros: construção do índice Fuzzy. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 13, n. 1, 2017.

JANUZZI, Paulo de Martino. Indicadores para diagnóstico, monitoramento e avaliação de programas sociais no Brasil. Revista do Serviço Público, Brasília, DF, v. 56, n. 2, p. 137-160, 2005.

KOLM, Serge-Christophe. Multidimensional Egalitarianisms, The Quarterly Journal of Economics, v. 91, n. 1, p. 1-13, 1977.

LAVINAS, Lena; COBO, Barbara; VEIGA, Alinne. Bolsa Família: impacto das transferências de renda sobre a autonomia das mulheres pobres e as relações de gênero. Revista Latinoamericana de Población, v. 6, n. 10, p. 31-56, 2012.

MACEDO, Márcia dos Santos. Mulheres chefes de família e a perspectiva de gênero: trajetória de um tema e a crítica sobre a feminização da pobreza. Caderno CRH, v. 21, n. 53, p. 385-399, 2008.

MEDELLÍN, Nadin; PRADA, Fernando Sánchez. ¿Cómo funciona Más Familias en Acción? Mejores prácticas en la implementación de Programas de Transferencias Monetarias Condicionadas en América Latina y el Caribe. Banco Interamericano de Desarrollo, 2015.

MONTOYA, Álvaro José Altamirano; TEIXEIRA, Karla Maria Damiano. Multidimensional poverty in Nicaragua: Are female-headed households better off? Social Indicators Research, v. 132, n. 3, p. 1037-1063, 2017.

NACIONES UNIDAS. CEPAL. División de Desarrollo Social. Base de datos de programas de protección social no contributiva en América Latina y el Caribe. [2011?]. Disponível em: https://dds.cepal.org/bpsnc/ptc. Acesso em: 28 fev. 2020.

NAHAS, Markus Vinicius. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 3. ed. Londrina, Midiograf, 2003.

NEDER, Henrique; ALVES FILHO, Niemeyer; SOUZA, Sabrina. Acesso à renda e inflação de preços de alimentos no Brasil: análise dos efeitos do programa Bolsa Família. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 53, n. 1, p. 51-70, 2015.

OSORIO, Rafael Guerreiro; SOUZA, Pedro H. G. F. de; SOARES, Sergei S. D.; OLIVEIRA, Luis Felipe Batista de. Perfil da pobreza no Brasil e sua evolução no período 2004-2009. In: INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Textos para discussão n. 1647. Brasília, DF: IPEA, 2011. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1647.pdf. Acesso em: 28 fev. 2020.

QUEIROZ, Roberta G. Mendes; CKAGNAZAROFF, Ivan Beck. Inovação no setor público: uma análise do choque de gestão (2003-10) sob a ótica dos servidores e dos preceitos teóricos relacionados à inovação no setor público. Revista de Administração Pública, v. 44, n. 3, p. 679-705, 2010.

RACZYNSKI, Dagmar. Sistema Chile Solidario y la Política de Protección Social de Chile: Lecciones del Pasado y Agenda para el Futuro. Chile: CIEPLAN-Instituto Fernando Henrique Cardoso, 2008.

REGO, Walquiria Leão; PINZANI, Alessandro. Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania. São Paulo: Unesp, 2014.

RENWICK, Rebecca.; BROWN, Ivan. The center for health promotion’s conceptual approach to quality of life. In: RENWICK, Rebecca.; BROWN, Ivan; NAGLER, Mark. (eds.). Quality of life in health promotion and rehabilitation: conceptual approaches, issues and applications. Thousand Oaks: Sage, 1996. p. 75-86.

RESENDE, Anne Caroline Costa; OLIVEIRA, Ana Maria Hermeto Camilo de. Avaliando resultados de um programa de transferência de renda: o impacto do Bolsa-Escola sobre os gastos das famílias brasileiras. Estudos Econômicos, v. 38, n. 2, p. 235-265, 2008.

SALAHUDDIN, Taseer; ZAMAN, Asad. Multidimensional poverty measurement in Pakistan: time series trends and breakdown. The Pakistan Development Review, p. 493-504, 2012.

SANTANA, Jomar Álace. A evolução dos programas de transferência de renda e o Programa Bolsa Família. In: SEMINÁRIO POPULAÇÃO, POBREZA E DESIGUALDADE, 2007, Belo Horizonte. Anais [...]. Belo Horizonte, 2007.

SANTOS, Mariana Cristina Silva; CECCATO, Maria das Graças Braga; DELATORRE, Lucas Rocha; BONOLO, Palmira de Fátima. Programa Bolsa Família e indicadores educacionais em crianças, adolescentes e escolas no Brasil: revisão sistemática. Ciência & Saúde Coletiva, v. 24, p. 2233-2247, 2019.

SÁTYRO, Natália Guimarães Duarte. Padrões distintos de bem-estar no Brasil: uma análise temporal. Opinião Pública, v. 20, n. 2, p. 219-251, 2014.

SCHMIDT, Silke; POWER, Mick; BULLINGER, Monika; NOSIKOV, Anatoliy. The conceptual relationship between health indicators and quality of life: results from the cross-cultural analysis of the EUROHIS field study. Clinical Psychology & Psycho-therapy, Hoboken, v. 2, n. 1, p. 28-49, 2005.

SEN, Amartya. The many faces of gender inequality. New Republic, p. 35-39, 2001.

SEN, Amartya. Inequality Reexamined. Cambridge, MA, 1992.

SEN, Amartya. Commodities and Capabilities. Amsterdam, 1985.

SEN, Amartya. Poverty: An ordinal approach to measurement. Econometrica: Journal of the Econometric Society, v. 44, n. 2, p. 219-231, 1976.

SERRA, Adriana Stankiewicz. Pobreza multidimensional no Brasil rural e urbano. 2017. Tese (Doutorado em Economia) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2017.

SIAL, Maqbool H.; NOREEN, Asma; AWAN, Rehmat Ullah. Measuring multidimensional poverty and inequality in Pakistan. The Pakistan Development Review, p. 685-696, 2015.

SILVA, A. M. R.; NEDER, H. D. Abordagem das capacitações: um estudo empírico sobre pobreza multidimensional no Brasil. In: CONFERÊNCIA LATINO AMERICANA E CARIBENHA SOBRE A ABORDAGEM DAS CAPACITAÇÕES E DESENVOLVIMENTO HUMANO, 2010, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre, 2010.

SILVA, Maria Ozanira da Silva. O Bolsa Família: problematizando questões centrais na política de transferência de renda no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, vol. 12, n. 6, p. 1429-1439, 2007.

VIJAYA, Ramya M.; LAHOTI, Rahul; SWAMINATHAN, Hema. Moving from the household to the individual: Multidimensional poverty analysis. World Development, v. 59, p. 70-81, 2014.

WU, Yichao; QI, Di. A gender-based analysis of multidimensional poverty in China. Asian Journal of Women's Studies, v. 23, n. 1, p. 66-88, 2017.

YÁÑEZ, Ernesto; ROJAS, Ronald; SILVA, Diego. El Bono Juancito Pinto en Bolivia: Un análisis de impacto sobre la educación primaria. Revista Focal: Diálogo, Investigación, Soluciones, p. 1-7, 2011.

Downloads

Publicado

2020-06-09

Edição

Seção

Artigos