Variações temporais e espaciais da precipitação em áreas urbanas: estudo de caso na região oeste do município de Belo Horizonte

Autores

  • Wellington Lopes Assis Centro Universitário de Belo Horizonte

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2009v24n48p177

Palavras-chave:

Precipitação, Clima urbano, Pluviômetros de campo

Resumo

 

O objetivo dessa pesquisa foi analisar as variabilidades temporais e espaciais da precipitação durante dois períodos de trinta dias na época chuvosa nos bairros Buritis e Estoril, localizados na região Oeste do município de Belo Horizonte. Avaliou-se a influência da topografia, da altitude e da morfologia urbana no aumento das instabilidades atmosféricas e nos totais pluviométricos diários. Para a análise dos dados e escolha dos pontos amostrais, foram elaborados um modelo digital de elevação e um mapa de uso do solo. A leitura da precipitação foi padronizada para 12h GMT, correspondendo ao total acumulado de 24h. A identificação e interpretação dos tipos de tempo foram possibilitadas pelo uso de gráficos de análise rítmica, cartas sinóticas e imagens de satélites. Os experimentos indicaram uma alta correlação entre rugosidade superficial e quantidade de chuva precipitada, comprovando os efeitos da topografia no aumento das instabilidades atmosféricas.

Biografia do Autor

Wellington Lopes Assis, Centro Universitário de Belo Horizonte

Universitário de Belo Horizonte, doutorando do Instituto de Geociências da UFMG e bolsista CNPq de Desenvolvimento Tecnológico Industrial 1 da Rede Clima (Sub-rede Cidades). Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia e Análise Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: climatologia, clima urbano, climatologia dinâmica e variabilidade dos parâmetros meteorológicos em áreas urbanas e mudanças climáticas locais

Downloads

Publicado

2009-01-01

Edição

Seção

Artigos