Brasil: território da produção social da abundância e da escassez

Autores

  • Patrício Aureliano Silva Carneiro UFMG - Belo Horizonte - MG

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2009v24n48p27

Palavras-chave:

Malthusianismo, Modernização Agrícola, Êxodo rural, Políticas Agrícolas, Concentração de renda

Resumo

 

O presente artigo discute alguns fatores responsáveis pela reprodução de uma nova geografia das desigualdades no Brasil. A apropriação desigual da técnica e da renda, forjada e viabilizada pela modernização da agricultura, pela concentração fundiária, pelo êxodo rural e metropolização da pobreza e pelos privilégios do Estado outorgados à agricultura de exportação, constitui a base da construção e da sustentação de uma nova escassez socialmente produzida no país.

Biografia do Autor

Patrício Aureliano Silva Carneiro, UFMG - Belo Horizonte - MG

Licenciado e Bacharel em Geografia pela Universidade Federal de Viçosa (2005). Mestre em Geografia Humana pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). <p>Mais informações: <a href= "http://lattes.cnpq.br/9202532432169905" target="_blank">Currículo Lattes - CNPq.</a>

Downloads

Publicado

2009-01-01

Edição

Seção

Artigos