Destinação de resíduos sólidos urbanos: estratégias para a modernização em cidades médias no oeste paranaense

Autores

  • Fabio de Oliveira Neves Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Francisco Mendonça Universidade Federal do Paraná - UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2015v30n60p89

Palavras-chave:

resíduos sólidos, coleta seletiva, destinação final, gestão

Resumo

Durante o século XX, o manejo de resíduos sólidos no Brasil foi caracterizado por problemas na oferta e eficiência dos serviços públicos e pelos vazadouros a céu aberto como sítio de destinação final. Nesta pesquisa, o objetivo é de analisar as estratégias de poderes públicos locais para modernizar o manejo dos resíduos sólidos, subvertendo esses problemas. Para isto, desenvolveu-se um estudo em cidades médias do Oeste Paranaense (Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo), considerando-se as etapas de gestão dos resíduos e os atores públicos e privados envolvidos. Os municípios demonstraram eficiência na coleta do lixo, a instalação de aterros sanitários equipados e licenciados e a articulação com atores privados. Resta, contudo, como desafio o desperdício de materiais nos aterros.

Biografia do Autor

Fabio de Oliveira Neves, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Doutor em Geografia pela UFPR (Bolsa de Doutorado Sanduíche na Université de Rennes 2 - França). Professor Adjunto do Colegiado de Geografia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon.

Francisco Mendonça, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Pós-doutorado em Geografia na Université de Paris I – Sorbonne/Pantheon – Institut de Géographie e na London School of Hygiene and Tropical Medicine. Professor Titular do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Paraná

Downloads

Publicado

2016-03-16

Edição

Seção

Artigos