Lixo marinho em ambientes costeiros: o caso da Praia Grande no município de São Francisco do Sul/SC

Ênio Oscar Stelmack, Celso Voos Vieira, Marta Jussara Cremer, Caroline Kroll

Resumo


O lixo marinho é uma realidade diagnosticada em diversos estudos ao longo do mundo que apontam impactos nos organismos marinhos, nos processos ecológicos, na paisagem, no turismo e na economia local. O presente estudo tem como objetivo a caracterização desta realidade para o litoral norte catarinense, na Praia Grande, município de São Francisco do Sul/SC. A metodologia de aquisição de lixo marinho em 5 parcelas de 100 m no ambiente praial propiciou a coleta de um total de 137,13 kg de lixo marinho. O plástico foi o material com maior expressividade, com 79,19%, seguido dos seguintes materiais: borracha (6,79%), vidros (6,67%), couro (4,16%), tecido (2,04%). Os demais tipos de materiais possuem baixa representatividade, com peso total inferior a 1%. A pesquisa indicou que na área de estudo podem ocorrer acumulações de lixo marinho na ordem de mais de 7.130 kg em um ano.


Palavras-chave


Lixo marinho; Praia; Poluição; São Francisco do Sul

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2177-5230.2018v33n66p11

Geosul, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. eISSN 2177-5230

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.