A ilusória desconcentração industrial gaúcha após a recente crise econômica

Antonio Paulo Cargnin, Bruno de Oliveira Lemos, Ana Maria de Aveline Bertê, Suzana Beatriz de Oliveira

Resumo


O presente artigo tem como finalidade analisar os efeitos da crise econômica brasileira recente na distribuição territorial da indústria de transformação no Estado do Rio Grande do Sul. O artigo parte da hipótese de que a retração na indústria teria sido acompanhada de uma reversão da tendência de crescimento dos empregos dos segmentos de média e alta complexidade na indústria de transformação. Esse processo levaria à criação de um padrão de desconcentração ilusória, ou seja, que se restringe ao ganho de importância na indústria de segmentos tradicionais, especialmente agroalimentares, originalmente mais bem distribuídos. As análises foram elaboradas tendo como base a utilização de dados de emprego fornecidos pela Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil (MTE), nos anos de 2012 a 2015.


Palavras-chave


Planejamento Territorial; Indústria de Transformação; Rio Grande do Sul; Desindustrialização; Crise econômica

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALONSO, José Antonio Fialho; BANDEIRA, Pedro Silveira; BENETTI, Maria Domingues. Crescimento econômico da região sul do RS: causas e perspectivas. Porto Alegre, FEE, 1994. 229p.

ALONSO, José Antonio Fialho. A persistência das desigualdades regionais no RS: velhos problemas, soluções convencionais e novas formulações. Indicadores Econômicos FEE, Porto Alegre, FEE, v.33, n.4, 2006. p. 101-114.

BONELLI, Regis; PESSÔA, Samuel de Abreu. Desindustrialização no Brasil: um resumo da evidência. Texto para Discussão IBRE/FGV, n.7, março de 2010.

CANO, Wilson. Desconcentração produtiva regional do Brasil - 1970-2005. São Paulo: Editora da UNESP. 2008.

CARGNIN, Antonio Paulo. Políticas de Desenvolvimento Regional no Rio Grande do Sul: Vestígios, Marcas e Repercussões Territoriais. Brasília, Ministério da Integração Nacional, 2011. 240p.

CARGNIN, Antonio Paulo. Desafios para o Planejamento e o Desenvolvimento Territorial no Estado do Rio Grande do Sul. Pelotas, Revista Geographia Meridionalis, v . 0 2, n. 02. 2016. p. 214–233.

CONCEIÇÃO, César S. Evolução e dinâmica da indústria gaúcha e desempenho do sistema de inovação. In: Futuro RS: agenda de desenvolvimento: alternativas para a dinamização da indústria de transformação. Porto Alegre, Cadernos para o futuro 3, SPGG/DEPLAN 2017. (No prelo).

FIORI, Tomás Pinheiro. Economia e Política do Desenvolvimento Regional no Rio Grande do Sul (1988-2010). Porto Alegre: Armazém Digital. 2016. 312 p.

GALIANA, L.; VINUESA, J. (Coords.) Teoría y práctica para una ordenación racional del territorio, Madrid, Síntesis, 2010.

HARVEY, D. Condição Pós-Moderna. São Paulo, Loyola, 1993. 349 p.

IEDI. Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial. Carta IEDI: n.569. 2013. Disponível em: http://www.iedi.org.br/cartas/carta_iedi_n_569.html. Acesso em: 19.09.2018.

JORNAL DO COMÉRCIO. Demissões colocam em xeque o polo naval. Porto Alegre: 13.12.2016. Disponível em: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2016/12/economia/536393-demissoes-colocam-em-xeque-o-polo-naval.html. Acesso em: 05.05.2017.

LEMOS, Bruno de Oliveira; CARGNIN, Antonio Paulo. Características da distribuição territorial da indústria de transformação no estado do Rio Grande do Sul. Textos para Discussão FEE, n.126. p.1-23. 2014.

LEMOS, Bruno de Oliveira; OLIVEIRA, Suzana Beatriz de; BANDEIRA, Pedro Silveira. Agropecuária e indústria do Rio Grande do Sul no período 1920-1980: algumas características territoriais. Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul, n.28. 2016. Disponível em: http://revistas.fee.tche.br/index.php/boletim-geograficors/issue/view/237/showToc. Acesso em: 05.05.2017.

OREIRO, José Luís; FEIJÓ, Carmem A. Desindustrialização: conceituação, causas, efeitos e o caso brasileiro. Revista de Economia Política, v.30, n.2. São Paulo: abril/junho 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rep/v30n2/03.pdf. Acesso em: 05.05.2017.

NASSIF, André. Há evidências de desindustrialização no Brasil? Revista de Economia Política, v.28, n.1. São Paulo: Jan./Mar. 2008.

ORY, Vicente Bielza de. Introducción a la ordenación del território: um enfoque geográfico. Zaragoza, Prensas Universitárias, Textos docientes, 2008. 280p.

RIO GRANDE DO SUL. Estudo de Desenvolvimento Regional e Logística para o Estado do Rio Grande do Sul – Rumos 2015 (Volumes 1, 2, 3, 4, 5 e Relatório Síntese). Porto Alegre, SCP, 2006.

RIO GRANDE DO SUL. RS 2030: Agenda de Desenvolvimento Territorial. Porto Alegre: Secretaria de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã (SEPLAG) e Fundação de Economia e Estatística (FEE). 2014




DOI: https://doi.org/10.5007/2177-5230.2019v34n70p113

Geosul, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. eISSN 2177-5230

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.