Análise da morfometria e do uso e cobertura da terra da bacia hidrográfica do rio Mocajuba, zona costeira Amazônica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2021.e72705

Palavras-chave:

Variáveis Fisiográficas, Geotecnologias, Planejamento Ambiental

Resumo

A bacia hidrográfica do rio Mocajuba está localizada no setor leste da zona costeira amazônica e sua área abrange quatro municípios paraenses. Este trabalho objetiva fazer uma análise da morfometria e do uso e cobertura da Terra da bacia em estudo. A metodologia se baseia no levantamento de parâmetros geométricos, de relevo e drenagem, e na classificação de uma imagem de satélite Landsat 8 do ano de 2019. Os resultados demonstram que a bacia em estudo tem uma área de 329,69 km², sua caracterização morfométrica e os tipos de uso não favorecem a concentração do fluxo fluvial, pois seu formato é comprido e tem baixíssima tendência a ocorrência de enchentes, no entanto ressalta-se que a diminuição da cobertura vegetal é um fator de risco ao processo erosivo e consequente assoreamento dos cursos d’água

Biografia do Autor

Jones Remo Barbosa Vale, Universidade Federal do Pará

Geógrafo e Engenheiro Cartógrafo e Agrimensor. Mestre e Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará (PPGEO/UFPA).

Letícia Soares da Costa, Universidade Federal do Pará

Geógrafa. Mestranda em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará (PPGEO/UFPA).

Márcia Aparecida da Silva Pimentel, Universidade Federal do Pará

Geógrafa. Mestre e Doutora em Geografia Física pela Universidade de São Paulo (USP). Professora do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará (PPGEO/UFPA).

Referências

ANDRADE, L. R.; MOREIRA, J. P. P. C.; SANTOS, A. M. Análise Temporal do Uso e Cobertura da Terra na Bacia do Rio Boa Vista, Ouro Preto do Oeste-RO. Caderno de Geografia, v.29, n.56, p. 81-97, 2019.

ÁVILA, B. T.; ALMEIDA NETO, J. O.; FELIPPE, M. F. Suscetibilidade morfométrica a inundações nas bacias hidrográficas tributárias do Rio do Peixe, Zona da Mata de Minas Gerais. Revista Formação, v. 01, n. 24, p. 153-181, 2017.

BABU, K. J.; SREEKUMAR, S.; ASLAM, A. Implication of drainage basin parameters of a tropical river basin of South India. Applied Water Science, v. 06, n. 67, p. 67-75, 2016.

BARROS, D. V.; SILVA, Q. D.; TEIXEIRA, E. C.; COSTA, C. M.; SANTANA, R. G. Morfometria, uso e cobertura do solo como indicadores de enchentes e inundações na Bacia do Rio do Prata, Ilha do Maranhão. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 03, n. 05, p. 217-226, 2016.

BOTELHO, R. G. M. Planejamento ambiental em microbacias hidrográficas. In: GUERRA, A. J. T.; SILVA, A. A.; BOTELHO, R. G. M. (Org.) Erosão e Conservação dos Solos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

BRASIL. Casa Civil. Lei Nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos. Brasília, 1997.

BRASIL. Casa Civil. Lei Nº 12.651, de 25 de maio de 2012. Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa. Brasília, 2012.

BREIMAN, L. Random Forests. Machine Learning, v. 45, p. 05-32, 2001.

CALIL, P. M. Potencial de uso por atributos morfométricos dos solos da bacia hidrográfica do Alto Rio Meia Ponte, Goiás. 2009. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Departamento de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Goiás, Goiânia/GO, 2009.

CARDOSO, C. A.; DIAS, H. C. T.; SOARES, C. P. B.; MARTINS, S. V. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo-RJ. Revista Árvore, v. 30, n. 02, p. 241-248, 2006.

CARVALHO, W. M.; VIEIRA, E. O.; ROCHA, J. M. J.; PEREIRA, A. K. dos S.; CARMO, T. V. B. Caracterização fisiográfica da bacia hidrográfica do Córrego do Malheiro, no município de Sabará – MG. Revista Irriga, v. 14, n. 03, p. 398-412, 2009.

CASTRO, S. B.; CARVALHO, T. M. Análise morfométrica e geomorfologia da bacia hidrográfica do rio Turvo - GO, através de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento. Scientia Plena, v. 05, n. 02, p. 01-07, 2009.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. São Paulo: Edgard Blücher, 1980.

COHEN, J. A. Coefficient of Agreement for Nominal Scales. Educational and Psychological Measurement, v. 20, n. 01, p. 37-46, 1960.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos (Rio de Janeiro, RJ). In: Súmula da X Reunião Técnica de Levantamento de Solos, Rio de Janeiro, 1979.

FLORENZANO, T. G. Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

FRANÇA, G. V. Interpretação fotográfica de bacias e redes de drenagem aplicada a solos da região de Piracicaba. 1968. Tese (Doutorado em Agronomia/Solos e Nutrição de Plantas) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba/SP.

FREITAS, E. P.; MORAES, J. F. L.; PECHE FILHO, A.; STORINO, M. Indicadores ambientais para áreas de preservação permanente. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 04, p. 443-449, 2013.

GORELICK, N; HANCHER, M.; DIXON, M.; ILYUSHCHENKO, S; THAU, D.; MOORE, R. Google Earth Engine: Planetary-scale geospatial analysis for everyone. Remote Sensing of Environment, v. 202, p. 18-27, 2017.

GUARIZ, H. R. Morfometria e atributos físicos do solo da microbacia do Córrego Jaqueira-Alegre, ES. 2008. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) – Departamento de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre/ES, 2008.

HORTON, R. E. Erosional development of streams and their drainage basins: Hydrographical approach to quantitative morphology. Bulletin of the Geological Society of America, v.56, n. 02, p. 275-370, 1945.

LANDIS, J. R.; KOCH, G. G. The measurement of observer agreement for categorical data. Biometrics, v. 33, n. 01, p. 159-174, 1977.

LEAL, M. S.; TONELLO, K. C. Análise da morfometria e do uso e cobertura da terra da microbacia do córrego Ipaneminha de Baixo, Sorocaba/SP. Floresta, v. 46, n. 4, p. 439-446, 2016.

LEITE, M. E.; ROCHA, A. M. Sistema de Informações Geográficas (SIG) aplicado ao cálculo de índices morfométricos em bacia hidrográfica. Geo UERJ, n. 28, p.44-65, 2016.

LIBAULT, A. Geocartografia. São Paulo: Companhia Editora Nacional/USP, 1975.

LOPES, E. R. N.; SOUZA J. C.; SOUSA J. A. P.; ALBUQUERQUE FILHO, J. L.; LOURENÇO, R. W. Modelagem ambiental de bacias hidrográficas: caracterização morfométrica e pedológica da bacia do Rio Una - Ibiúna, Brasil. Geosul, v. 33, n. 66, p.105-127, 2018.

MAGESH N. S; CHANDRASEKAR, N.; KALIRAJ, S. A GIS based automated extraction tool for the analysis of basin morphometry. Bonfring International Journal of Industrial Engineering and Management Science, v. 02, n. 01, p. 32-35, 2012.

MAGESH, N. S.; JITHESHLAL, K. V.; CHANDRASEKAR, N.; JINI, K. V. Geographical information system-based morphometric analysis of Bharathapuzha river basin, Kerala, India. Applied Water Science, v. 03, p. 467-477, 2013.

MENEZES, C. R.; SALGADO, C. M. caracterização morfométrica e de intervenções urbanas na bacia hidrográfica do rio Imboaçu (São Gonçalo, RJ): contribuição ao estudo de inundações. Revista Formação, v. 25, n. 44, p. 279-299, 2018.

NARDINI, R. C.; GOMES, L. N.; CAMPOS, S.; SILVEIRA, G. R. Análise da caracterização morfométrica da microbacia do Ribeirão dos Patos, Bofete (SP). Geografia, Londrina, v. 24. n. 2, p. 25-39, 2015.

OLIVEIRA, E. D.; OLIVEIRA, E. D.; CRESTANI, A.; ALMEIDA, N. A. Caracterização fisiográfica da bacia de drenagem do Córrego Jandaia, Jandaia do Sul/PR. ACTA Geográfica, v. 05, n.10, p.169-183, 2011.

PIEDADE, G. C. R. Evolução de voçorocas em bacias hidrográficas do município de Botucatu, SP. 1980. Tese (Livre Docência) - Faculdade de Ciências Agronômicas/UNESP, Botucatu/SP, 1980.

PROST, M. T.; MENDES, A. C. Ecossistemas Costeiros: impactos e gestão ambiental. 2. Ed. Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi, 2013.

SALGADO, M. P. G.; BATISTA, G. T.; DIAS, N. W.; TARGA, M. dos S. Caracterização de uma microbacia por meio de geotecnologias. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 14., 2009, Natal/RN. Anais [...] São José dos Campos: INPE, 2009. p. 4837-4843.

SCHUMM, S. A. Evolution of drainage systems and slopes in badlands at Perth Ambory, New Jersey. Bulletin of the Geological Society of America, n. 67, p.597-646, 1956.

SILVEIRA, C. T. da.; FIORI, A. P.; FIORI, C. O. Estudo das unidades ecodinâmicas de instabilidade potencial na Apa de Guaratuba: subsídios para o planejamento ambiental. Boletim Paranaense de Geociências, n. 57, p. 09-23, 2005.

SOARES, M. R. G. DE J.; FIORI, C. O.; SILVEIRA, C. T.; KAVISKI, E. Avaliação do método de levantamento morfométrico em bacias hidrográficas através da estatística multivariada. Geosul, v. 33, n. 68, p. 83-97, 2018.

STRAHLER, A. N. Dynamic basis of geomorphology. Bulletin of the Geological Society of America, v. 63, p. 923-938, 1952.

TONELLO, K. C. Análise hidroambiental da bacia hidrográfica da cachoeira das Pombas, Guanhães, MG. 2005. Tese (Doutorado em Ciências Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.

VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia Aplicada. São Paulo: Mc Graw Hill, 1975.

Downloads

Publicado

2021-04-08

Edição

Seção

Artigos